segunda-feira, 8 de setembro de 2014

0 For the first time!!!!

Coisinhas meigas!


Essa é ... tcha-raaannn:



A postagem inicial!



The beauth one!
La piú bella!!

Bom, quem me conhece sabe que eu sou meio doida... Tá, ok!, Sou doida pacas! Então, já sabem o que esperar. 

Quem não me conhece, sinta-se à vontade para bisbilhotar cada pedacinho meu que, vocês já devem ter percebido, são muitos!



Vamos às apresentações:
Meu nome é Nuccia. Pode me chamar só de Nu, que está tranquilo. Peço desculpas antecipadas por te corrigir a pronúncia. Sério, não leia NUSSIA, que eu mato um. O nome é italiano, per favore! Pronuncie o CC como se fosse TCH. Leia NUTCHIA, ou o mais próximo disso aí. E capricha no NU, como se tivesse um acento agudo, mas pelamor, não escreva o acento agudo! Eu sei que é um ditongo terminado em -IA, mas na Itália essa parafernália gramatical não existe em nomes.



Bom, na verdade é o nome é Nuccia Nicole. Lá em casa, todo mundo tem nome composto. É chique, pense assim. Eu nasci em... Hum... Tenho mesmo que dizer? Enfim, não faz tanto tempo assim. Já passei da infância e adolescência, 'idademente' falando, mas não parei de me sentir criança ou de me apaixonar perdidamente, para meu desespero. Pelo menos, adquiri responsabilidade, um senso de organização quase TOC, grande respeito pela vida, uma incomensurável paixão por livros e seriados e uma queda por cafajestes. Também adquiri uma cadela São Bernardo, uma jabuti-fêmea, 254.326 botas de cano alto e um tumor benigno do sistema nervoso.

Algumas pessoas me conhecem apenas (ou também) pelo nome artístico: Karissa Kamra. Karissa, digo, eu sou bailarina de Dança do Ventre desde 2001. Não, não sou conhecida nacionalmente, nem estadualmente, nem mesmo ali no meu bairro. E também, não posso me considerar profissional. Sim, eu fiz UM curso profissionalizante em dança (e pretendo fazer mais), fiz workshops, faço aulas, participo de concursos em grupo e pequenas apresentações solo. Mas, para ser considerada profissional, você precisa primeiramente de um registro e eu não tenho um registro no Sindicato. Por que? Porque nunca tentei e porque eles não possuem um sistema de avaliação de bailarinas surdas.

Ah, não disse, né? Pois é, sou surda desde 2007. Sabiam que as pessoas têm as mais incríveis perguntas sobre uma surda que fala? Como? Ok, releia e veja eu que expliquei que perdi a audição em 2007, já tinha 27 anos de idade. Antes disso, eu era ouvinte! As explicações virão com o tempo, aguarde aí.



Ser dançarina é uma carreira, mas não é minha profissão. Eu sou cientista, uma Bióloga com Mestrado e Doutorado em Bioquímica. Nesta carreira, em que iniciei ouvindo e consagrei como surda, tenho artigos científicos publicados e outros em preparação, além de um capítulo de livro. Participei de vários congressos no Brasil e no exterior, já fui convidada para assessorar um Simpósio. Mas, em ciência, isso não é nada. Em alguns casos, ‘quantidade’ tem mais influência do que ‘qualidade’. Logo, todos estes meus números significam pouco.


Eu ia dizendo... 



Ah, sim! Também sou poetisa. Quer dizer, eu escrevo poesias e pequenos textos sempre que pulam na minha consciência. Às vezes, acontece na hora do almoço, ou às 9h da manhã num ônibus lotado ou às 2h da manhã quando estou quase dormindo. Então, eu pego o que tiver mais próximo, papel ou celular, anoto e depois divulgo. Comecei com 15 anos de idade, e nesta época fiz uma besteirona, envolvendo concurso escolar e plágio. Parei de escrever por um bom tempo por medo, por receio, por falta de inspiração. Muitas, eu escrevi e dei de presente, sem guardar cópia comigo. Até pedi a cópia depois, mas cada um tem uma vida adulta atribulada agora e é difícil lembrar que você está esperando. O que importa é que voltei a escrever, mas não sou assídua, nem me preocupo com métricas, rimas, ou temas. Também comecei a escrever meu primeiro livro, a história e as curiosidades da minha surdez. 






As Nuccias 581, 632 e 854 são, nesta ordem: cinéfila, bookaholic, e viciada em séries. Tenho em torno de 300 livros físicos (impressos), devidamente encapados com contact para preservar suas lindas capas, lá, enfileirados na minha estante. Tenho uma conta no Wattpad que me permite publicar/divulgar o que escrevo e ler obras gratuitamente, desconhecidas ou recém-publicadas. Tenho um HD de 1 Tb quase lotado com temporadas de todas as minhas séries preferidas. Filmes é no cinema mesmo, ou, quando não dá para me deslocar: Viva a TV a cabo!



Nuccia 476 é cheia de tatuagens e gostaria de fazer mais umas mil. E cada uma tem um significado importante na minha vida. Não sei porque, nem tenho nada contra quem faz, mas eu não faço tattoo só pra enfeitar ou porque é bonitinha. Sei lá, coisa de maluca.

Ahn... Só pra gerar mais polêmica, também sou bruxa. Pagã, wicca, o que você preferir. Eu prefiro Bruxa ou Filha da Deusa. Sim, eu faço MAGIA (não é mágica), feitiços, rituais, orações. Ter uma religião diferente não me faz mais, nem menos, teísta que você. A diferença (se você não é ateu, claro) é que na minha crença eu tenho mais de um Deus. E, as divindades femininas estão em primeiro lugar, mas nunca sozinhas. Enfatizo que este é MEU ponto de vista. Tem pagão que só cultua a Deusa. Tradições diferentes, tanto quanto cristãos diferentes.

Em essência, sou uma aquariana que preza a liberdade de vida, de escolhas e se apaixona perdidamente, mesmo que por dois minutos, quase todos os dias; sou uma cientista que pesquisa lipídios em seres unicelulares, cuja fé precisa ser renovada todos os dias. Sou uma bruxa que não se esconde e tem uma cadela branca; uma bióloga que ama cobras e sapos, mas tem uma jabuti; uma bailarina do Oriente que adora rock e pop e é surda; uma surda que ouve com olhos e fala com as mãos, mas que também ouve com mãos e fala 'pelos cotovelos'. Uma pessoa simpática, desbocada, multi-tarefas, que é lerda de manhã, mal humorada com fome, detesta pedir ajuda e não suporta gente relaxada ou desleixada.


Perceberam que eu vou falar de tudo um pouco? A ideia é essa mesmo. Portanto, sintam-se a vontade! O blog é mais pra vocês do que pra mim, claro!

ATUALIZAÇÃO EM JUNHO/2015: Depois de muito me esforçar, divulgar e coisa e tal, assinei contrato com Editora, e até fui entrevistada!

Editora da publicação do 'Pérolas' >> wwLivros

Entrevista feita por Thiago Santos, do jornal virtual Gazeta da Semana >> AQUI


Até + ver!

Bj-Ka!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...