menu

Sorteios

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

1 Resenha [livro] - Antologia Amor e Morte

Oi pessoas!!

Mês novo significa postagens novas.

Pensei em estrear as resenhas de livros pelo meu autor predileto, 'the' magnífico Stephen King. Mas mudei de ideia e resolvi falar primeiro do primeiro livro que ganhei, aos 12 anos, cujo conteúdo é adulto, sem nem sombra do infanto-juvenil dos livros extra-classe da escola, e cujo gênero literário é terror, que por acaso também é do maravelhóso SK.

Daí, pensei: "Vou mudar, melhor começar por algum livro nacional. Hum... Hummmmmmm... Por que não começar pelo livro em que participo? Eu sou sagaz!"

Pois é, lá vamos nós então. A Resenha de Livros 01 é sobre a 1ª Antologia Amor e Morte, organizada por Rô Mierling. Nela, você encontra textos de 16 novos autores, mais textos de convidados especiais, somando 19 pessoas participantes.




Pra quem não sabe, “Antologia” é um livro com vários textos reunidos em torno de um tema em comum. Podem ser apenas poéticos. Podem ser apenas contos ficcionais. Esta Antologia reúne poemas, contos e crônicas cujos temas são Amor e Morte, sendo por isso, dividido em 3 partes. A ideia central de uma Antologia é também revelar novos talentos da literatura nacional

Vou logo dizendo que esta resenha pode ser tendenciosa, já que sou parte do elenco autoral da mesma. Pois é, você sacou bem: eu escrevi uns textos e eles fazem parte do repertório da Antologia. É a minha estréia literária.

Vou dar meu pitaco de acordo com os temas utilizados:


AMOR

Esta parte conta com 12 textos. Destes, 2 são de minha autoria, duas poesias: Dúvida e Maldita Saudade. Delas, não vou falar aqui, pois as apresento em tópicos próprios.

Todos os textos são super bem escritos. Emotivos, cheios de sentimento. 

Desta parte, destaco dois textos:

Plano B” (de Maria Eliza Soares) – conta a história de um casal idoso, já divorciado, mas com contato durante anos. Ambos apresentam doenças típicas da idade, e planejaram um duplo suicídio durante um Cruzeiro. 

Beleza” (de Taís Martins) – é uma crônica, que debate o significado atual de Beleza. A confusão certa e injusta entre Beleza e Vaidade, entre o que mostramos de nós mesmos e o que realmente somos.



MORTE

Aqui você encontra 6 textos. Contos e crônicas, bem fundamentados. O que me chama atenção é a parte reflexiva de cada texto, o que nos coloca a pensar, a filosofar.

Destaques:

Desculpe, estou te Interrompendo” (de Débora Diniz) – um texto sobre aborto que você não consegue se decidir se é uma ficção narrada pela personagem ou se é uma crônica, uma história real. Porque, na verdade, parece ser a história de muitas meninas, todas desconhecidas, espalhadas nos 4 cantos desse planeta, de diferentes classes sociais. Faz parte das coisas corriqueiras do dia-a-dia da humanidade, que todos sabem que acontecem, mas fingem não estar acontecendo.

Morto-vivo” (de Rafael Valore) – o conto traz uma vida cotidiana, esquecida, enfadonha, não detalhada, mas perfeitamente imaginável. No meio de tudo isso, o protagonista começa a sentir-se estranho, vermes em seu braço, dor em seus pulmões, carne apodrecendo. Você até pode pensar que tudo muda quando o protagonista conhece a bela e misteriosa vizinha ruiva de olhos azuis. Só que não. Muito bem escrito, final surpreendente. Gostei mesmo.

Alma empalhada” (de Willian Couto) – esse conto é narrado por um marido falecido e empalhado. Lá, preso no corpo, coisas estranhas acontecem. Não sei se foi a intenção do autor, mas a meu ver é um conto bem-humorado, satírico. Sagaz.



AMOR E MORTE

Na última parte do livro, temos 7 textos, cujo tema é amor e morte unificados, entrelaçados, interligados. Temática comum? Vai achando... Os textos são todos intrigantes e me despertam saudades, temores, aflição e ternura.

Nesta parte também, há um conto de minha autoria (“Pendências”), cuja história, explicações e coisa e tal você pode encontrar acessando AQUI.

Destaques:
Mulher” (de Rafael Valore) – conto passado numa cabana na floresta, com camponeses, fidalgos. O pai de Vidalia fez um contrato com o diabo há muitos anos, em troca de ouro. Toda filha que ‘desabrochasse’ sem votos do casamento, seria entregue ao dito cujo sem restrição. Sem restrição? Vidalia passa a noite negociando sua alma. Até a aurora do dia seguinte.

Os amantes de Teruel” (de Rô Mierling) – Conto baseado em uma lenda espanhola. Anabel é uma camponesa que adora cavalgar, caçar, ser livre na floresta, e afirma nunca se prender a um casamento. Até conhecer Juan, o filho do ferreiro, neto do bruxo. E, enquanto o amor deles floresce, Anabel é prometida e se casa com outro. Mas seu marido viaja e seu coração não agüenta, corre de volta à floresta, lá onde Juan sempre está.


Separei algumas citações de vários dos textos. Para vê-las, acesse a aba das CITAÇÕES (Parafrase-leio).

Se você gostou, e eu acho que sim, você pode procurar o livro pelo ISBN e bibliografia:




Ou adquira-o em versão impressa e/ou e-book direto do site Clube de Autores.


A Sinopse oficial é esta aqui: 

"Antologia contendo autores distribuídos em contos, crônicas e poesias acerca do tema amor (falando de paixões, de vida, de tesões, de carinhos e de relacionamentos) e de morte (saudades de alguém que se foi, dor da morte, fascínio pela morte, medo da morte)."


Fiquem a vontade para comentar, ok? 

*Livro do acervo do blogueiro*
Até mais ver!

Nu.





Um comentário:

  1. Ótima resenha. Adorei...
    Tivemos até alguns textos em comum, nos destaques!! rs

    Beijos
    http://cafecomlivroo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...