sábado, 18 de julho de 2015

0 Resenha [seriado] - Grimm

Bom dia, pessoas!

Bora resenhar mais um seriadinho?

A resenha de hoje é de uma série que acompanho desde sua estreia no Brasil em outubro/2012, porém, ainda não tinha blog para lascar minha opinião na rede. 

Estamos com pouco mais de 6 meses e finalmente, resolvi resenhá-la a sério, desde o comecinho. Falaremos sobre o seriado Grimm!

Partiu resenha?


GRIMM
Grimm, 2012
Fantasia, ação, suspense, policial

Sinopse:

Nick Burkhardt, um detetive de homicídios de Portland, tem sua vida transformada ao descobrir que é um dos últimos descendentes conhecidos da linhagem dos Grimm. Sua missão, assim como a de seus antepassados, é manter o equilíbrio entre a vida real e a mitologia. Entretanto, essa "vida dupla" oferece alguns perigos ao detetive e seus entes mais próximos, em especial sua noiva, Juliette, e seu parceiro de trabalho, Hank.



Baseada nos contos dos irmãos Grimm originais, a série foi criada por David Greenwalt (produtor de Buffy, a caça-vampiros), Jim Kouf (roteirista de Ghost Whisperer) e Stephen Carpenter (diretor do filme Alucinação).

Com 22 episódios, a 1ª temporada começa a contar a vida de Nick Buckhardt, um detetive policial em Portland, EUA. Logo no episódio piloto, ele descobre ser um dos últimos Grimm na face da Terra. Também tem seu 'dom' de ver a realidade por trás das pessoas atuando de repente, quase no mesmo instante em que descobre que sua tia está falecendo.

Aos poucos, aprende sobre o mundo sobrenatural Wesen e sobre os Grimm antepassados, contando com a ajuda do recém-vegetariano blutbad (o 'lobo-mau') Monroe. Apesar de ser parte do seu destino como Grimm eliminar tais criaturas, Nick descobre que nem todos são essencialmente malvados.

Entre descobrir que a morte de seus pais não foi um acidente qualquer e lidar com este novo mundo, Nick agora tem diversos casos policiais caindo no seu colo, todos com participação de Wesen. Em todas as investigações, Nick e seu parceiro Hank contam com a ajuda do Sargento Wu e nenhum dos dois desconfiam desse outro mundo.

Aliás, não é só Hank e Wu, mas sua noiva Juliette e seu capitão Sean Renard também não têm conhecimento da segunda vida de Nick. Mas há segredos que serão desvendados ao longo da temporada.

Também somos apresentados a Rosalee Calvert, uma Fuchsbau especialista em elementos naturais do mundo sobrenatural e a Adalind Schade, uma advogada Hexenbiest que faz de tudo para subir da vida social.

Ah, sim... o mistério principal da temporada gira em torno das moedas de Zaquintos, artefatos místicos sobrenaturais, procuradas desesperadamente pelo mesmo grupo de Wesen que assassinou os pais de Nick.

Bom... A maquiagem e o efeito de troca de faces pessoa-Wesen são muito bem trabalhados. O enredo é muito bacana e os atores interpretam muito bem, obrigada.


Dos personagens, sou uma verdadeira fã do Monroe, é um lobo-mau muito ético. E Nick... que caçador gato! Já a Juliette achei um tantinho sem graça nessa temporada, mas adianto que as coisas mudam nas temporadas seguintes (ops...!). Interessantemente, a atriz que faz a Juliette, Bitsie Tulloch, é uma das mais premiadas da série. Curiosidade: ela e o ator David Giuntoli estão em um relacionamento aqui na vida real também.

Cada episódio é iniciado com uma citação logo na abertura, que dão uma dica sobre o enredo do episódio. Todas são retiradas dos contos originais dos Grimm. Os nomes das criaturas são dos contos originais e são em alemão. Encontramos os lobos, os ratos, os porquinhos, os gigantes e etc. Obviamente, todos são apresentados ao telespectador dentro do enredo de investigação criminal.

A série é intrigante e tem um misto de ação e aventura, com os toques sobrenaturais. Confesso que comecei a ver e achei chatinha nos primeiros episódios, mas posteriormente melhora muito. Vale a pena se manter fiel à série.

Se você nunca viu, porque não sabia se seria boa, recomendo e espero que vocês se divirtam. Quando eu terminar as demais temporadas, passarei aqui para atualizar a postagem.


ELENCO PRINCIPAL

- Nick Buckhardt - David Giuntoli, de Nip & Tuck

- Hank Griffin - Russell Hornsby, de In Treatment

- Eddie Monroe - Silas Wer Michell, de Prision Break

- Sargento Drew Wu - Reggie Lee, de Piratas do Caribe: No fim do mundo

- Juliette Silverton - Bitsie Tulloch, de The West Wing 

- Capitão Sean Renard - Sasha Roiz, de Caprica

- Rosalee Calvert - Bree Turner, de The Mentalist 

- Adalind Schade - Claire Coffee, de The West Wing

- Kelly Buckhardt - Mary Elizabeth Mastrantonio, de Mar em Fúria

- Theresa Rubel - Jacqueline Toboniestreante





ATUALIZAÇÃO EM AGOSTO 2015


Resenha da 2ª temporada


ATENÇÃO SPOILER! Há informações pertinentes às temporadas anteriores!

O episódio de abertura da temporada 2 conta com uma tremenda surpresa: a mãe de Nick não morreu. Kelly Buckhardt está viva e bem, obrigada. Passa boa parte da temporada auxiliando o filho na caçada de Wesen, na procura das moedas de Zaquintos e na resolução de alguns crimes, bem como ensinando uns truques novos contra Wesen. O chatinho é que a mamãe Kelly quer dar um fim na amizade entre Nick, Rosalee e Monroe. Leia-se "fim" de derradeiro final, morte e coisa e tal.

Na temporada anterior, Adalind se aborrece com nosso querido Grimm e põe Juliette em coma profundo um sono típico da Bela Adormecida. Nessa temporada, o despertar do coma de Juliette só acontece porque o capitão Renard interfere, se purificando com uma poção preparada pela mão de Adalind e despertando Juliette com um adivinhem só beijo. A noiva do Grimm acorda, porém não tem lembranças de Nick. Só dele. Conhece o restante do povo todo, mas o cara que ela pega...

O parceiro de Nick, Hank passa a saber e entender como funcionam as novas habilidades de Grimm do colega, devido a um probleminha que teve com a hexenbiest. A mesma que resolveu atacar o único Grimm da cidade, condenando sua noiva a um coma profundo. Básico... 




Bem... são 22 episódios e muita história para contar. A maquiagem e o figurino continuam 10. Novas criaturas são introduzidas a cada episódio, todas com uma característica peculiar, seja produzindo substâncias viciantes ou matando humanos mesmo. Além de Hank, outras pessoas passam a conhecer a identidade do Grimm.



Todos os episódios continuam sendo precedidos por uma citação literária que introduz e resume bem o episódio, porém elas deixam de ser especificamente dos contos Grimm, chegando de diversas obras e autores, como Hamlet, Rumplestillstikin, Odisseia, etc.



Cheia de novas intrigas, a segunda temporada termina com um tom sinistro e com um destino duvidoso para nosso Grimm-gostoso. A série está fazendo um sucesso tão bacana que ganhou uma versão em quadrinhos! A notícia saiu AQUI.



Mais do que recomendado, com um enredo bom que está ficando mais picante!



ATUALIZAÇÃO EM OUTUBRO 2015

Resenha da 3ª temporada


ATENÇÃO SPOILER! Há informações pertinentes às temporadas anteriores!

Nesta 3ª temporada, a maquiavélica Adalind Schade fará de tudo para recuperar seus poderes de hexenbiest que o Grimm tirou. Nesse meio tempo, ela descobre que está esperando um bebê, filho do Capitão, e isso dará origem à uma perseguição pela criança.

Tentando escapar dos Zumbis criados pela última criatura, Juliette, Rosallee e Hank não conseguem encontrar Nick que foi zumbificado também e enviado em um avião com destino à Austrália sob as garras de Eric Renard, o irmão do Capitão e prícipe da Realeza Wesen.

O problema é que o Nick-zumbi é um tanto fortinho e causa a queda do avião. Daí, ele milagrosamente volta ao normal, sem falecer como os outros humanos, e poderes novos começam a surgir.


Nesse meio tempo, Monroe e Rosallee decidem morar juntos e preparar o casamento; Kelly Buckhardt participa esporadicamente das caçadas e monta um plano com o Capitão Renard para esconder seu bebê que irá nascer. Novas criaturas continuam surgindo, coisas bizarras continuam aparecendo.


Novidade: há uma nova Grimm em Portland! Theresa Rubel, aka Truble (como em "trouble", traduzido como problema ou encrenca), aparece como suspeita de um assassinato. A partir de sua descoberta, Nick sente que é preciso cuidar dela e ensiná-la a lidar com seus dons.



A maquiagem e o figurino continuam nota mil. A cada temporada, novas criaturas são introduzidas, cada uma com sua característica peculiar, história de vida e de luta contra os Grimm e os humanos.

A série está mesmo amadurecendo de acordo com as temporadas. O enredo está mais elaborado, com tramas intrincadas e personalidades mais profundas. As reviravoltas estão cada vez mais espetaculares!


Como as anteriores, esta temporada termina com um suspense em cima da história de vida do Nick. Os fãs ficam aguardando ansiosamente a temporada seguinte, doidos para saber o que acontece!!



ATUALIZAÇÃO EM NOVEMBRO 2015

Resenha da 4ª temporada


ATENÇÃO SPOILER! Há informações pertinentes às temporadas anteriores!

Nesta 4ª temporada, a série e o elenco amadureceram muito. A trama passa a ter maior embasamento político e social, na eterna disputa entre humanos e Wesen, além de aumentar a disputa entre Wesen que buscam sua própria visão política.

Ao final da temporada anterior, um feitiço de Adalind foi suficiente para roubar de Nick seus poderes de Grimm.  Agora, Nick precisa aprender a ser apenas humano novamente ou se decidir em ir atrás de uma cura.

A cada novo caso envolvendo crime Wesen, Nick se pergunta se retornará a ser Grimm ou não. O capitão Renard, que tentou ajudar Nick a não perder seus poderes, acabou levando uns tiros, morreu e foi ressuscitado por sua mãe, uma Hexenbiest.

Entrementes, Truble assume sua função como única caçadora Grimm ativa, ao mesmo tempo em que enfrenta uma investigação do FBI. Adalind está presa no calabouço da Realeza em Viena, após ter ido atrás de ajuda para recuperar sua filha. Então, ela e Nick descobrem que estão ligados pelo feitiço que ela armou. E o que os liga? Ah, rapaz..... se eu contar.....



A trama se complica com a chegada de uma seita, que pune os Wesen optantes de união inter-racial. Nesta hora, após ataques deliberados e sequestro de Monroe, Nick e Juliette decidem que devem conseguir seus poderes novamente, fazendo um ritual inverso ao de Adalind. As consequências desse ritual são impactantes e desastrosas. 


Não conseguirei resistir.... Precisamos falar sobre o que é a Juliette como hexenbiest!!!!!!!!!!!! Sim, caracoles! Ela vira uma hexenbiest mas eu não vou dizer como! E não é uma qualquer, é uma poderosíssima!! Ela fica puta, ela arrasa, pisa e humilha, minha nossa senhora dos seriados!! Por causa dela, a temporada foi a melhor de todas!



Obviamente, depois de todas estas informações, nem preciso elogiar muito a maquiagem e o figurino. Agora as citações de abertura deixam de ser exclusivamente literárias e invadem o simbolismo mitológico.

Dessa vez, o final da temporada não é um suspense em torno da figura do Grimm e, sim, da sua vida como um todo. Tudo está de cabeça para baixo, suas perspectivas e sua vida inteira mudou. Estou louca para ver como será a 5ª temporada!


Aguardem novas atualizações!

Bom entretenimento!

Até + ver!



Nuccia De Cicco é bióloga, Doutora em Bioquímica, escritora, poetisa, bailarina e blogueira. Carioca de paixão de Santa Teresa, é apaixonada por livros, seriados, tatuagens e lambidas caninas, além de ter uma queda saudável por cafajestes. Surda desde os 27 anos, é co-autora em oito antologias e publicou o livro “Pérolas da minha surdez”, uma obra sobre luta e força de vontade. Todas as suas facetas são mostradas no blog “As 1001 Nuccias”. Nele, a literatura impera!

FACEBOOK | FANPAGE | TWITTER | 
INSTAGRAM | WATTPAD | SKOOB | 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...