menu

Destaques

segunda-feira, 21 de março de 2016

36 Resenha [seriado] - Orphan Black

Olá, pessoas!

Chega de livro por enquanto! Cansei dessa literatura toda! Bora ver TV, assistir seriados novos!!

E depois de assistir tantas temporadas eletrizantes, de fazer roer as unhas e ficar de boca aberta, trago a resenha pra vocês! Porque eu sou legal, eu divido meus traumas! XD

A resenha da vez é sobre o seriado Orphan Black

Orphan Black é uma série de ficção científica, produzida em parceria pela BBC America e o canal Space canadense. Criada pelos canadenses Graeme Manson e John Fawcett, começou a ser exibida em 2013. Eu assisti a 1ª temporada durante o carnaval desse ano, pelo Netflix.

Lembrando que a cada nova temporada ou informação, esta postagem será atualizada, ok? Vamos lá?


ORPHAN BLACK
Orphan Black, 2013.
Ficção-científica, suspense, drama

Sinopse:
Após presenciar o suicídio de uma desconhecida com a aparência idêntica à sua, Sarah Manning, uma órfã britânica com um histórico de delitos criminais, resolve furtar seus pertences e assumir sua identidade, se passando pela detetive Elizabeth Childs. As intenções iniciais de Sarah eram simplesmente tomar posse do dinheiro contido na conta bancária de Childs e usá-lo para começar uma nova vida com seu irmão adotivo Felix Dawkins e sua filha de 7 anos, Kira. Sarah usa a morte de Beth para despistar seu ex-namorado, um traficante de drogas chamado Victor, assumindo a identidade da policial e, consequentemente, acaba se envolvendo em uma conspiração envolvendo clonagem humana. Sarah então tem de, ao mesmo tempo, impedir que a polícia descubra sua identidade verdadeira e ajudar suas recém-descobertas irmãs clones a descobrir sua verdadeira origem, além de se proteger de um grupo de fanáticos religiosos que desejam destruí-las.




Orphan Black (OB) foi uma das melhores séries que vi este ano, disputando a primeira colocação com Sense8, já resenhada aqui, outra série terrivelmente ph*da. Tendo como premissa a existência de clonagem humana bem sucedida, OB vai nos apresentar todas e todos os clones circulando pela Terra sem nem saberem o que são.




Eu costumo apresentar a história e os personagens, colocando o nome do ator que o interpreta entre parênteses, juntamente com o seu trabalho mais famoso. Dessa vez, terei de fazer diferente. Porque a série trata de clonagem, temos então uma atriz representando todas as personagens principais.



A atuação magnífica de Tatiana Maslany (de Heartland) é uma coisa quase inexpressável! A atriz, que interpreta mais de dez clones, é capaz de variar os personagens e suas personalidades com maestria a cada episódio, quando não o faz 5 ou 6 vezes em um mesmo episódio! Não é à toa que recebeu o Globo de Ouro de melhor atriz de série dramática!

Por isso mesmo, não posso deixar de parabenizar tudo e todos dos bastidores do seriado pelo excelente trabalho em ajudar a atriz a incorporar cada uma de suas personagens: cabelo, maquiagem, figurino, fotografia, direção, arte, etc.. etc...



A primeira clone a conhecermos é a protagonista Sarah Manning, quando está em uma estação de trem. Ela, desconhecedora de sua condição de geneticamente igual a outras tantas, é testemunha do suicídio de Elizabeth "Beth" Childs, uma detetive que já tinha transtornos depressivos e só piorou com a descoberta da trama dos clones. Quando Beth se atira na frente do trem, Sarah rouba sua bolsa e assume sua identidade tentando retirar toda a grana que Beth tem no banco para fugir com sua filha Kira e seu irmão adotivo Felix Dawkins (Jordan Gavaris, de Unnatural History).




Além disso, Sarah começa a receber ligações suspeitas de alguém querendo saber se ela pegou uma maleta cheia de informações perigosas. Perigosas o suficiente para serem a causa da morte de outra clone, a Katja Obinger. E então, Sarah conhece, aos poucos e em diferentes contextos, suas outras irmãs:


- Alison Hendrix, uma mãe de família do subúrbio; 
- Cosima Niehaus, uma lésbica estudante universitária de biologia evolutiva do desenvolvimento; 
- Tony Sawicki, um clone trans que comete pequenos delitos; 
- Helena, uma fanática religiosa, irmã gêmea de Sarah, treinada pelos Proletheans e responsável pelo assassinato de alguns clones;
- Rachel Duncan, que cresceu sabendo ser um clone e trabalha para seus criadores.

Cada clone tem um monitor, originalmente contratado pela empresa que comprou as informações do Projeto Leda (nome escolhido devido a história mitológica "Leda e o Cisne"), o criador dos clones, atualmente extinto. O monitor é alguém que vigia e ajuda a empresa original a fazer avaliações médicas e psicológicas dos clones sem que elas saibam. A grande maioria desses monitores são os maridos, namorados, pois eles tem acesso contínuo às garotas.

Mas a trama não está só na origem das clones. Outro grande problema vem da área religiosa: os Proletheans, um grupo religioso severo, fanático e extremista, cuja missão era, inicialmente, sacrificar todas as clones. Posteriormente, decidem manter Sarah e sua gêmea Helena vivas, pois são as clones defeituosas, as únicas férteis, ou seja, capazes de terem filhos biológicos. Sim, você entendeu: elas foram feitas para serem estéreis.

O que é importante saber da série é: não confie em nenhum personagem!!! Cheia de reviravoltas e informações impactantes a cada episódio, você nunca sabe que personagem está a favor ou contra, sua identidade, sua verdadeira função na trama.

Além da atuação belíssima da Tatiana, o ator Jordan Gavaris merece destaque pela sua interpretação do irmão adotivo de Sarah. Felix é um gay sagaz, perspicaz, hilário e ama sua irmã! Ele se mete em muitas, mas muitas confusões mesmo para salvar a pele de Sarah e, posteriormente, de suas amigas clones.

Com 10 episódios nesta temporada inicial, a série atingiu 92% de aprovação pelos críticos: "Orphan Black é um passeio pela ficção científica selvagem, que traz uma sensibilidade dramática [ao enredo] que pode se transformar em novos suspenses num piscar de olhos".[FONTE] 


Renovada para uma quarta temporada em 2015, com previsão de estrear em 2016, a série tem tudo para manter seu índice em alta. 



Eu mais que recomendo! É uma trama intrincada, mas dá pra acompanhar perfeitamente. A cada episódio você conhece melhor as clones, suas vidas e seus passados. Atuações impecáveis, história original, enredo bem montado e verossimilhança em praticamente tudo, rendem um ótimo entretenimento!

Gostou da série? Manda ver! Vale a pena!!!

Acompanhe as novidades no site da Orphan Black Br!




ELENCO PRINCIPAL:

- Sarah Manning, Beth Childs, Alison Hendrix, Cosima Niehaus, Krystal Goderitch, Helena, Rachel Duncan, Toni Sawicki, Katja Obinger, Jennifer Fitzsimmons, Veera Suominen - Tatiana Maslany, de Heartland

- Felix Dawkins - Jordan Gavaris, de Unnatural History

- Paul Dierden - Dylan Bruce, de Incontrolável

- Arthur Bell - Kevin Hanchard, de A firma.

- Vic - Michael Mando, de Lost Girl.

- Dra Delphine Cormier - Évelyne Brochu, de Café de Flore

- Siobhan Sadler - Maria Doyle Kennedy, de The Tudors

- Clones masculinos do Projeto Castor - Ari Millen, de Nikita.



ATUALIZAÇÃO EM MAIO/2016



Resenha da 2ª Temporada




Na 2ª temporada, estamos mais do que acostumados à interpretação espetacular de Tatiana Maslany (de Heartland), a atriz que interpreta mais de dez clones e que recebeu o Globo de Ouro de melhor atriz de série dramática.

Também estamos quase totalmente íntimas das clones principais: a protagonista Sarah Manning, a detetive suicida Elizabeth "Beth" Childs, a mãe suburbana e alcoólotra Alison Hendrix, a estudante de biologia evolutiva do desenvolvimento Cosima Niehaus, a fanática religiosa e irmã gêmea de Sarah Helena e Rachel Duncan, que cresceu sabendo ser um clone e trabalha para seus criadores.

Nesta temporada os mistérios por trás da criação do Projeto Leda começam a ser desvendados. Além disso, esta criação se mistura com o passado de Sarah e de algumas das outras clones. Além disso, os tais monitores deixam de ser meros coadjuvantes e observadores das clones para participarem mais ativamente de suas vidas.


O clima da temporada é muito mais tenso, as reviravoltas são mais abundantes. Descobrimos que muita gente do passado de Sarah conhecia e fazia parte do Projeto Leda. Também descobrimos que alguns fundadores do Projeto estão vivos e muito bem, obrigada. Agora, qual a implicação disso? Só vendo a série!


Nessa temporada, o núcleo religioso dos Proletheans tem maior destaque e faz umas coisas meio absurdas... Fiquei bem chocada. Também ficaremos conhecendo o pai de Kira. E ele passará a ter um papel importantíssimo na história.


Da mesma forma que a 1ª temporada: continue não confiando em nenhum personagem!!

Toda a série é um espetáculo no quesito atuação. Além da flexibilidade de Tatiana, temos a irreverência do ator Jordan Gavaris que continua merecendo destaque pela sua interpretação do irmão adotivo de Sarah.


Também com 10 episódios na grade, a segunda temporada recebeu elogios da crítica, sendo aprovada por 97% no Rotten Tomatoes, com base em 35 críticas. "Ancorado pela brilhante Tatiana Maslany, que interpreta múltiplos personagens, Orphan Black é densamente moldado, instigante e loucamente divertido como sempre foi", diz o consenso do site.


Apesar da trama intrincada, e inúmeras informações, dá pra acompanhar perfeitamente. É uma ficção científica bem próxima da realidade, o que justamente a faz ser boa, rendendo um ótimo entretenimento. E eu ultra recomendo!







Espero que tenham gostado!



Como disse lá no comecinho, sempre que houver notícias novas, também haverá atualização da postagem.



Bom seriado!


Até + ver!







Nuccia De Cicco é bióloga, Doutora em Bioquímica, escritora, poetisa, bailarina e blogueira. Carioca de paixão de Santa Teresa, é apaixonada por livros, seriados, tatuagens e lambidas caninas, além de ter uma queda saudável por cafajestes. Surda desde os 27 anos, é co-autora em oito antologias e publicou o livro “Pérolas da minha surdez”, uma obra sobre luta e força de vontade. Todas as suas facetas são mostradas no blog “As 1001 Nuccias”. Nele, a literatura impera!

FACEBOOK | FANPAGE | TWITTER | 
INSTAGRAM | WATTPAD | SKOOB | 

36 comentários:

  1. Apesar de amarmos ler as vezes bate aquele cansaço, neh? Também sou assim.
    Já ouvi falar dessa série morro de vontade de acompanhar, mas cade tempo para isso?! tenho acompanhado tantas ultimamente...
    Mas vou encaixar essa na minha lista porque pelo jeito vale muito a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, você nem faz ideia de como vale a pena!!!
      Desde o episódio piloto que é cheia de mistérios e situações bizarras! Você vai amar!!!

      Excluir
  2. Adorei a resenha do seriado e fiquei muito interessada. Sou fã de ficção científica e a ideia dos clones é genial!!! Além disso, por meio da sua opinião, se ela pode estar sendo disputada com Sense8... EU NECESSITO ASSISTIR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disputadíssima!!!
      São duas séries com premissas comuns mas tratadas de uma forma muito diferente!!! A trama é intrincada e cheia de revelações! Você vai adorar!!!

      Excluir
  3. Conheci essa série recentemente e fiquei morrendo de vontade de assistir. Infelizmente ainda não tive oporunidade pra fazer isso, mas quero assistir logo. Achei a premissa muito interessante e criativa, já que eu não conheço muitas sérias que falam de clones. Acho que eu vou gostar. Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, ó só, se você se interessa pelo tema, como eu, você precisa ver! Arranja um tempo, nem que seja um episódio por dia, um por semana!!! Vai, vai!!

      Excluir
  4. Oi Nu! Que forte este seriado. Gostei demais, mais ainda quando você mencionou a quantidade de personagens que a atriz interpreta. Fiquei de cara!

    Adorei a dica e já anotei aqui! =)
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nessa!
      Tatiana faz realmente uma beleza de interpretação nesse seriado! Fiquei passada pela multiplicidade! Você vai adorar de verdade!!

      Excluir
  5. Menina, todo mundo comentando sobre o seriado. Meus amigos não alam de outra coisa. Quer dizer, falam de GoT, mas eu ainda estou sofrendo com o final da terceira temporada de Homeland (sem spoiler).

    OB não me pegou, eu tentei, não rolou...

    Bel Góes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes acontece... muita gente me fala bem de Breaking Bad, eu sei que é uma série boa, mas ainda não parei pra assistir... Quem sabe?

      Excluir
  6. Oi, Nu!

    Estou sempre "catando" novos seriados para acompanhar. Netflix é vida! hahhaha
    Curti bastante a sua indicação e já vou avisar amozi que é para colocar na fila. Sua resenha está tão empolgante, que já me contagiou. hahahahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dai, minha amiga, para tudo agora e vai assistir um pouco desse seriado! Você não sabe o que está perdendo!!!!!... Loucura, loucura, loucura (parafraseando o coleguinha apresentador)...

      Excluir
  7. Já tinha ouvido falar da série, mas não sabia que era tão boa! Também não conhecia muito da história, e pelo que vi na sua resenha, parece ótima. Valeu pela dica :D
    Abraços!
    bookdan.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dan, veja, veja!!!
      É um dos seriados que mais gostei atualmente! E olha que eu sou seriadora de carteirinha!

      Excluir
  8. Nu! Já tinha visto a propaganda na Sony(eu acho que é lá) e achei legal. Mas, agora lendo sua resenha, fiquei com uma vontade enorme de acompanhar a série. Vou assistir pelo Netflix. Também achei interessante o trabalho da atriz,é muito talento para representar tantas personagens com personalidades diferenciadas. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A interpretação da Tatiana e os efeitos são coisa de louco! Veja mesmo, Suzy!

      Excluir
  9. Várias pessoas já me falaram dessa série e vejo sinopses direto no fb, mas nunca peguei pra ver. Quem sabe quando eu terminar todas as séries que estou vendo no momento eu animo haha Mas ficou boa a resenha, ótima, aliás. Parabéns,.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu te entendo! Cada vez mais começo séries novas enquanto aguardo a continuação das outras... To ficando meio atolada... rsrs

      Excluir
  10. Olá,tudo bem?

    Não consigo assistir e nem seguir serie, sempre esqueço ou fico com preguiça de assistir mesmo tendo gostado da premissa da mesma. Filmes com essa pegada eu assisto e gosto muito, mas serie... Mas vou indicar para o marido, ele gosta muito de series.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TEm gente que não curte...! Normal! Eu não gosto de novelas, mas amo seriados!... Indica, sim, se ele é seriador, vai gostar!

      Excluir
  11. Oi Nuccia, vários amigos já me falaram sobre essa série, mas confesso que eu não tenho muita vontade de assistir. De acordo com o meu namorado eu sou uma abandonadora de séries, começo, mas depois eu desisto de acompanhar, kkkkk

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah.... isso é pq vc não viu essa!!! XD
      Hahahah... tenta! ;)

      Excluir
  12. Ruiva eu morro de invejinha de ti, tu vê tanta série boa, nem filme ando vendo cara 😑
    Eu adorei a resenha acho o tema clonagem humana amplo de ser abordado e dá um gancho para vários episódios de muita adrenalina e suspense. A atriz está de parabéns interpretar várias em uma deve ser ben difícil.
    Beijocas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Eu acho complicadíssimo incorporar o personagem em uma música de 3-4 min! Realiza ela em várias temporadas!!! Só aplausos!
      Esse negócio de acompanhar muitas séries é mais pra distração... Se vc reparar, não tem resenha de filmes aqui há muito tempo!...
      beijoca!

      Excluir
  13. Oi!
    Faz um tempo que vi um post dessa serie que me deixou curiosa e lendo a resenha dessa serie de novo preciso assistir, gostei bastante da historia que parece ser bem interessante e fiquei curiosa sobre a atuação da Tatiana pois parece que ela consegue convencer com cada um dos personagens !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Convence muito!!!
      Eu fiquei muito impressionada com a atuação dela e do rapaz que interpreta seu irmão. São impressionantes!!!
      Veja mesmo, Su! Vale a pena cada minutinho!

      Excluir
  14. Eu comecei assistir OB quando estreio a segunda temporada. Assisti a 1 em um dia para dar tempo de pegar o primeiro episodio da 2 na estreia rsrs. Essa é uma serie difícil de indicar, a maioria dos meus amigos não conseguem passar do 3 episodio da primeira temporada rsrs, (mal sabem eles que o melhor ainda esta por vir rsrs) Eu sou apaixonada pela atuação magnifica da Tati, são pelo menos três clones interagindo em todos os episódios. E cada uma tem uma particularidade maravilhosa. Eu adoro a Helena, sempre adorei, desde a season 1, que fique claro rsrs. A Cosima tem meu coração rs. A Sarah é sensacional, a Alisson é um "amorzinho" não gosto da Rachel, sou apaixonada pelo Felix e louca pelo Paul rsrs. Vou parar por aqui senão vou escrever uma carta rsrsr. Amei o post, faz mais!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahá! Achei mais uma fã maluca do seriado!!!!!!
      Eu peguei a série meio atrasada, ela está indo para a quarta temporada, mas eu só assisti as 2 primeiras (e vi todos os 20 episódios em 3 dais!!!). Acho a Sarah bem inteligente, mas um tento impulsiva. Também não gosto da Rachel e adoro das doideiras da Allison... Paul... cara... Paul..... <3 <3 <3 As coisas agora estão esquentando muito! Quem não continua, não sabe o que está perdendo!!
      Guenta que a resenahd a segunda temporada já vem!

      Excluir
  15. Oi Nu.... que bom que fez a resenha desse livro rs... porque menina de Deus... já tinha me esquecido dela... lembro de quando estreou e eu fiquei muito afim de ver, mas sabe as correrias do dia a dia??? Pois é, terminou que esqueci... adorei essa premissa de vários clones... amo ficção... e saber que uma atriz consegue viver vários personagens e dar uma personalidade em cada um sem repeteco é demais... adorei a sua resenha... Xero!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Di!... que bom que voltou!
      Caraca, não perca mais tempo e sente em frente a TV para ver a série!... A interpretação é um arraso, os efeitos são um abuso e a premissa funcionou de forma espetacular!... Manda ver!

      Excluir
  16. Caramba,Nuccia! Que coincidência... eu decidi com umas amigas aqui que iria começar a assistir uma série e decidi por essa, indicação de uma das minha amigas, so não consegui iniciar essa semana... Agora, lendo essa resenha, já quero começar imediatamente kkkk. Pode ter certeza que depois volto aqui pra comentar o que eu achei hehe. Beijos da Sa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa!!! Foi destino!!! Eu escrevi a postagem pra trazer mais seriadores pro lado negro da força!!! Mua-ha-ha!!!!
      Tomara que você goste!! Eu adoro!!! beijo!

      Excluir
  17. Oi Nuccia!
    Assisti esse seriado por indicação de um amigo, e foi amor à primeira vista hahhahahah já assisti as duas primeiras temporadas e agora preciso assistir a ultima que lançaram! Acho um máximo todo esse clima de suspense e os clones!

    Beijokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é, Kelly!!! As reviravoltas!! Você não pode confiar em personagem nenhum!!! Segredos e tramóias tem sobrando!! É i-ra-do!!!!

      Excluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...