sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

15 [Traça Literária] Resenha [livro] - Borborema, de Letícia Godoy!!!

Olá amores ❤

Hoje temos Resenha Nacional de Borborema, publicado pela nossa parceira Editora Arwen, escrito pela autora Letícia Godoy
!!!

Eu sou a Ingrid, autora e nova Colaboradora, autointitulada "traça".


Borborema 

Ano: 2016 / Páginas: 346
Idioma: português
Editora: Arwen



Sinopse

Annabel é uma mulher fria e calculista, que fugiu do seu passado para a cidade grande e construiu uma vida "segura" e invejada por muitos. Sua intenção era nunca mais olhar para trás, porém um telefonema muda tudo e a obriga a voltar à Borborema, a fazenda de sua família.

Lá, ela terá que enfrentar muito mais do que inicialmente havia imaginado. Conflitos familiares, medos particulares, um assassinato que de alguma forma pode estar relacionado a ela e um homem que promete abalar as estruturas nada firmes de seu ser.

Borborema promete envolver e encantar o leitor da primeira à última página.




Letícia Godoy


Biografia

Letícia Maria de Godoy nasceu em 13 de fevereiro de 1994 na cidade de Curitiba, no Paraná, porém cresceu em Siqueira Campos, onde descobriu, sentada sob as sombras da casa onde morava, o seu gosto pela leitura. Aprendeu a ler e escrever aos 4 anos de idade, tendo como primeira professora sua mãe, e aos 8 anos começou a escrever seus primeiros contos em restos de cadernos escolares. Desde então, nunca mais parou. Aos 17 anos passou no vestibular para ingressar na faculdade de Letras, um sonho que se tornou realidade. Aos 18 anos, publicou três contos na antologia intitulada Pontos da Vida, sua primeira aventura no ramo da literatura. Atualmente dedica-se a escrita de romances, a revisões textuais e pesquisas no ramo da linguística aplicada.



[Traça Literária]

Resenha



“O desespero é um dos piores sentimentos...
Você se entrega sem querer, revela-se mesmo tentando se esconder e acaba metendo os pés pelas mãos nos momentos em que mais precisa ser senhor de si mesmo.
Eu bem sabia disso...”

Annabel Amorim de Magalhães tem trinta e poucos anos de idade e trabalha como advogada da área criminalista, lutando sempre para defender os seus clientes acima de todas as coisas. Ela era uma mulher muito prática e nada romântica, tinha alguns encontros casuais, mas nada sério, pois não queria se comprometer. Depois de tudo o que passou, era difícil ser de outra forma.


Após mais um dia caótico, quando voltou exausta para o escritório, todos os colegas a recepcionaram com felicitações calorosas por ter ganhado uma causa muito delicada. Glória, sua secretária, logo apareceu e entregou as anotações do dia, dizendo que entre elas havia uma ligação de alguém da família que não quis se identificar.

Instigada, pois não tinha contato com a família há muito tempo, Annabel retornou à ligação e foi informada que seu pai estava à beira da morte e eles precisavam que ela fosse para o interior para discutir o que fariam com os negócios da família. Apesar de tudo, Annabel ainda era uma das cinco herdeiras do senhor Manoel Felipe Amorim de Magalhães, um dos homens mais bem sucedidos de Siqueira Campos, a pequena cidadezinha onde ela cresceu, nas terras da fazenda Borborema.

“Não sabia o que fazer.
Desde que tinha recebido a notícia da doença de meu pai, não conseguia me sentir em paz. Ficava imaginando o que todos pensariam ao me ver chegando à fazenda, afinal, eles tinham me dado as costas e agora estavam me procurando...”

A dúvida de ir ou não estava consumindo Annabel. Ela gostaria de ver o pai antes de ele morrer, mas o fato de voltar para aquele lugar lhe causava arrepios. Por muitos anos Annabel havia odiado o pai com todas as suas forças, contudo, o tempo também a fez ver que ela não era uma vítima.

Durante o tempo que viveu na fazenda, Annabel ficava um pouco reclusa, pois era bastante tímida e preferia não se envolver com pessoas estranhas. Todavia, sua profissão fez com que a garota assustada que chegou à capital, anos atrás, perdesse a timidez, tornando-se uma mulher forte e decidida. Ela enviou algumas cartas para a família ao longo dos últimos anos, porém, nunca recebeu nenhuma resposta e preferia acreditar que haviam sido extraviadas.

“Fui trabalhar nos dias seguintes, mas a minha cabeça não estava, de fato, no escritório e sim além das montanhas do vale da Borborema...”

André Lins, chefe de Annabel retornou uma semana após o telefonema e estava realmente muito bem-humorado, o que certamente facilitava as coisas para ela, que pediu alguns dias de folga para que pudesse viajar para a sua cidade natal. Annabel havia acabado de sair de uma causa de maneira brilhante, era a advogada mais dedicada e por isso André acreditava que ela merecia um descanso, então, concedeu uma semana de folga para que visitasse sua família.

“Tinha certeza de que aquele reencontro poderia ser, no mínimo, desconfortável.”

Decidida a não perder mais tempo, Annabel viajou no dia seguinte de ônibus. Mas, antes ligou para o número que havia informado sobre a doença de seu pai, avisou que estava a caminho e pediu para que alguém fosse buscá-la na rodoviária.


 “Meu coração batia aos solavancos. Era incrível como eu não me sentia mais parte daquele cenário, apesar de ter passado metade da minha vida nele.”


Não havia mais nada que pudessem fazer por seu pai, segundo os médicos o câncer estava muito avançado. A família já procurou os melhores médicos, mas eles sempre diziam a mesma coisa, que deviam esperar pelo fim já que câncer nos pulmões é algo extremamente delicado e seu pai, teimoso, recusou os tratamentos quando a doença estava no início.

“Por que as coisas tinham que ser tão difíceis? Por que não podia ser mais simples como quando eu era criança e acreditava ter tudo o que eu realmente esperava. Talvez a minha vida não fosse do jeito que eu realmente queria.”


A volta de Annabel a Borborema trouxe muitas lembranças e grandes revelações. Ela conheceu Lisandro, o administrador da fazenda, que despertou nela algo muito intenso e reencontrou Ricardo de Azevedo, seu ex noivo e amigo, que na concepção de seu pai era o homem ideal para casar-se com ela quando tinha apenas quinze anos de idade, pois ele a amava e faria feliz, mas a jovem e imatura Annabel amava Otávio, um peão sem futuro e por ele estava disposta a tudo. Até seu pai descobrir e ela resolver desaparecer sem dar explicações.

Desde então, nenhum homem conseguiu tocar o coração de Annabel. Porém, logo se viu confusa e dividida, em meio a um triângulo amoroso. Tendo que lidar com muitos conflitos familiares. 

 “A pior prisão é ter o coração fechado.
Meu coração há muito tempo tinha se tornado rude, endurecido por todas as coisas que havia passado, mas eu não me orgulhava disso de maneira alguma.”

Um romance emocionante, extremamente encantador e surpreendente, que em nenhum momento foi previsível. Repleto de altos e baixos, conflitos e reviravoltas, com um final lindo e realmente inesperado. Divido em 3 partes, contém expressões locais que proporcionam maior veracidade.

Narrado em primeira pessoa pela perspectiva da protagonista, Annabel, é descrito com perfeição. Me senti o tempo todo no lugar dela, com os sentimentos a flor da pele.

A escrita da Letícia é sensível, meticulosa, profunda e muito envolvente, quando me dei conta já havia finalizado a leitura e estava com saudades de Borborema. Os personagens são marcantes, expressivos, fortes e altruístas.

A capa é linda, delicada e representa muito bem a história. A diagramação é incrível, com uma sutileza de detalhes. A revisão é exemplar.

Dou cinco estrelas, favorito e recomendo!!!


Ingrid M. S. Nascida em 03 de outubro de 1993, é formada em Design de Moda, mora com o marido em uma cidade pequena e muito pacata no interior de Santa Catarina. Ama escrever desde criança, mas somente em 2014, resolveu publicar algo através do Wattpad.


É sonhadora, criativa, detalhista e muito teimosa, uma viciada em livros e chocolate, simplesmente apaixonada por dias frios e chuvosos. Gosta muito de 
desenhar, assistir comédias românticas e seriados. 


CONTATO: FACEBOOK -  GRUPO NO FACEBOOK - SKOOB - WATTPAD  - AMAZON

Gostou dessa postagem??? Quer mais??? Que tal deixar nos comentários suas sugestões de leitura, vou adorar...







15 comentários:

  1. Nossa, estou sem palavras! É a primeira resenha completa do livro e eu estou aqui, toda orgulhosa do filhote!
    Fiquei feliz que o livro tenha despertado tanta coisa boa em ti <3

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que resenha foi essa? Super fiquei curiosa sobre Annabel agora e preciso desse livro pra ontem, adoro ler romances e gostei ainda mais pelo fato de você falar que tem um final imprevisível. Já está mais do que anotado na minha lista.
    beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Autora pulando de felicidade aqui! Espero que possa ler Borborema e se sinta mais do que bem-vinda a estas terras cheias de mistério e aprendizado!

      Excluir
    2. Olá, Camila. Você vai amar ❤

      Beijokas

      Excluir
  3. Noooossssa, JÁ QUERO!
    Que premissa mais maravilhosa, fiquei encantada e hipnotizada, já li outro livro da autora e me apaixonei pela escrita da mesma, já anotei aqui e espero ler em breve, um beijo ♥

    ResponderExcluir
  4. Oiii.
    Não conheço a escrita da atora ainda, mas estou vendo por ai que ela é muuito boa. Sua resenha confirmou isso.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e eu aqui só observando e morrendo de feliz! Obrigada, Thami!

      Excluir
  5. Sabe, essa capa me atraiu logo de cara, e queria mesmo saber o que afastou a protagonista por tanto tempo da família, mas confesso que um pequeno detalhe que você citou na sua resenha me deixou com receio de ler: a presença de um triângulo amoroso. Morro de preguiça desse recurso, infelizmente, já que é cada vez mais frequente seu uso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida, eu não uso o recurso de triângulo amoroso. rsrs é mais como uma descoberta em dois tempos, não ao mesmo tempo e ficando indecisa. Há escolhas que levam a outras escolhas.

      Excluir
  6. Oi Ingrid! Fiz as primeiras impressões de Borborema e fiquei encantada com a história! A Letícia mostrou outra lado da sua escrita e gostei muito do que li. Ansiosa para conhecer por completo a história. Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi Ingrid!!!
    Amei a premissa do livro, parece um romance extremamente tocante e leve, já fiquei mega curiosa com o fim desse enlace entre a protagonista e o rapaz, vou incluir a dica na lista de 2017!!!

    Beijokas

    ResponderExcluir
  8. Oi Ingrid, sua linda, tudo bem?
    Acabei de ler as primeiras impressões desse livro em um blog amigo. É tão difícil quando os pais não aceitam a pessoa que os filhos amam e ainda tentam forçar casamentos arranjados. A intenção era boa, e pelo visto o noivo realmente a amava, mas infelizmente ela não. E agora, o que será que irá acontecer? Não vejo a hora de ler!!!! Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  9. Oii Nuu
    Acabei de ler outra resenha deste livro e é unânime todas gostaram. Desde que vi a capa notei que ele é um livro que eu leria com toda certeza e espero que eu consoga mesmo.
    Otima resenha
    Beijuh

    ResponderExcluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...