segunda-feira, 6 de março de 2017

1 Resenha [conto] - Segredos Sombrios, de Ingrid M. S.

Hello, nucciamigos!

Bom início de mês, feliz ressaquinha de carnaval pra quem pôde curtir e aproveitar do jeito que quis!

Estamos de volta no mesmo nuccia-blog, apresentando nunca as mesmas sempre novas resenhas!

Trouxe, então, mais uma resenha de conto aos leitores: Segredos Sombrios, da parceira e colaboradora Ingrid M. S., publicado na Amazon pela Editora Percurso!

Cheguem junto!

Segredos Sombrios
Autora: Ingrid M. S.
Editora: Percurso
Gênero: terror / suspense
Ano: 2015
25 p.


*Livro do acervo pessoal do/a blogueiro/a*



Sinopse:
Após a perda da mãe e a menção de um tal de aquilo ter a ver com a morte de seu pai e sua irmã mais nova há alguns anos, fazendo-a sentir-se culpada a ponto de adoecer, Leslie Price precisa lidar sozinha com os segredos sombrios de sua família, mais precisamente com um “dom” que é, na verdade, uma “maldição” e que pode matar muitos inocentes, devorando friamente seus corações. Aquele Natal seria o mais assustador de sua vida, mas com o retorno de James Cavanaugh, seu ex namorado, por quem ainda tem sentimentos profundos, há uma chance de mudar a situação. Correndo contra o tempo eles precisam encontrar um serial killer que está dizimando os cidadãos de Savannah.



Como sou fã do gênero terror, terror realista, suspense e paranormal, fã inveterada de Stephen King, Joe Hill, Bram Stoker e alguns nacionais porretas, tenho lá meus receios ao pegar livros e contos de terror. Porque se não me assustam, nem me deixam chocada de alguma forma, não funcionou pra mim.

Então, quando eu consigo ser afetada o que é o desejo de todo autor, podemos confirmar que a leitura foi ótima!



Com Segredos Sombrios, foi assim. A autora gosta de ler e escrever mais no gênero romance. Eu acho que Segredos Sombrios foi sua primeira aventura no terror e ela se deu bem.

No conto, conhecemos Leslie Price, uma moça de 23 anos que ainda mora com sua mãe, pois ela está doente. Seu pai e sua irmã mais nova faleceram em um trágico acidente, motivo da doença estranha da mãe.

Ambas moram em Savannah, a cidade mais antiga do estado da Georgia, EUA, uma cidade praticamente industrial. Lá, cuidando da mãe, Leslie trabalha no antiquário da família, onde não só vendem, como também consertam objetos antigos.

Tudo seguia mais ou menos dentro de uma rotina, até que a enfermeira que a ajudava a cuidar da mãe a chama em caráter emergencial. Sua mãe está morrendo e tem um segredo a lhe contar. 

"- Minha Leslie, a culpa foi minha, a culpa foi toda minha pela morte deles. E-eu sinto tanto, tanto...- Não, mãe, você nem mesmo estava lá.- Eu não estava mas aquilo estava..."

Há uma maldição que apenas atinge as mulheres da família. Essa maldição, de dar vida a cada objeto consertado na loja, parece ter sido a causa do acidente que levou seu pai e irmã.


Quando a mãe de Leslie se vai, tal maldição passa a vigorar no sangue da filha. E quando ela conserta um globo de neve,  bem no Natal, liberta uma criatura sombria, sedenta de sangue.

Parei para não entregar o conto todo de bandeja. Falando rapidinho sobre a edição: a edição digital da Percurso está muito boa. As fontes são bacanas, não precisei ajustar. Margens justificadas, parágrafos certos, uma boa revisão, foram pouquíssimos erros.

A capa está linda e combina bem com o conto! Descrição #pracegover: a imagem da capa é formada pela foto em meio rosto de uma mulher. Olhos azuis e lábios marcados com batom rosa claro. À frente dos lábios, seu dedo indicador com unha pintada em esmalte preto, indicando ou pedindo silêncio.


Tudo bem, então o que eu achei? O conto foi bem escrito, tem uma ideia bem bacana. Não chegou a me assustar muito, mas me deixou chocada em algumas partes. O choque veio mais de saber que a doce Ingrid é capaz de escrever o que escreveu. Isso é bom: autor versátil que te surpreende!

"Havia um pino para música mas não saía som algum quando mexia nele. Leslie supôs, então, que estivesse emperrado e considerou consertá-lo. (...) Sentia-se diferente dessa vez, sem razão aparente, principalmente quando a música do globo de neve começou a tocar uma melodia natalina."

A única coisa que achei meio forçada foi o aparecimento de um antigo namorado no meio da trama, que reconquistou o amor da mocinha em menos de duas linhas. Mas eu tenho problemas com esses romances de paixonite aguda. Coisa minha mesmo.

Fora isso, gostei do desenvolvimento e do final. É um bom conto para quem curte o gênero. Recomendo também para quem não curte e gostaria de conhecer.




Sobre a AUTORA:

Nascida em 03 de outubro de 1993, é formada em Design de Moda, mora com o marido em uma cidade pequena e muito pacata no interior de Santa Catarina. Ama escrever desde criança, mas somente em 2014, resolveu publicar algo através do Wattpad. 

É sonhadora, criativa, detalhista e muito teimosa, uma viciada em livros e chocolate, simplesmente apaixonada por dias frios e chuvosos. Gosta muito de desenhar, assistir comédias românticas e seriados.



Foi uma leitura muito legal! E vocês sabiam que este conto ganhou o prêmio Brasil Entre Palavras de Melhor Terror 2016?

Viram? Corram pra ler!

Até + ver!





Nuccia De Cicco é bióloga, Doutora em Bioquímica, escritora, poetisa, bailarina e blogueira. Carioca de paixão de Santa Teresa, é apaixonada por livros, seriados, tatuagens e lambidas caninas, além de ter uma queda saudável por cafajestes. Surda desde os 27 anos, é co-autora em nove antologias e publicou o livro “Pérolas da minha surdez”, uma obra sobre luta e força de vontade. Todas as suas facetas são mostradas no blog “As 1001 Nuccias”. Nele, a literatura impera!


FACEBOOK | FANPAGE | TWITTER | 
INSTAGRAM | WATTPAD | SKOOB | 

Um comentário:

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...