menu

Destaques

terça-feira, 5 de setembro de 2017

2 Resenha [livro] - Prince of Thorns, de Mark Lawrence

Rélou gatinhos e gatinhas!!

Tudo bem com vocês? Espero que sim. Aqui em Sampa está fazendo muito frio e estou só na base de sopa e chá, pra poder esquentar.

Vou apresentar à vocês o livro Prince of Thorns, é o primeiro da Trilogia dos Espinhos, do autor Mark Lawrence e publicado, no Brasil, pela Darkside.

*Obra do acervo pessoal da blogueira*


PRINCE OF THRONS

Gênero: Fantasia/ Fantasia Histórica/ Fantasia Dark/ Ficção Medieval 
Número de páginas: 360
Ano: 2013
Editora: Darkside Books

SINOPSE
"Guerra, meus amigos, é uma coisa bela. Aqueles que dizem o contrário não sabem o que estão perdendo." Príncipe Jorg Ancrath

Ainda criança, o príncipe Honório Jorg Ancrath testemunhou o brutal assassinato da Rainha mãe e do seu irmão caçula, William. Jorg não conseguiu defender sua família, nem tampouco fugir do horror. Jogado à sorte num arbusto de roseira-brava, ele permaneceu imobilizado pelos espinhos que rasgavam profundamente sua pele, e sua alma. O príncipe dos espinhos se vê, então, obrigado a amadurecer para saciar o seu desejo de vingança e poder. Vagando pelas estradas do Império Destruído, Jorg Ancrath lidera uma irmandade de assassinos, e sua única intenção é vencer o jogo. O jogo que os espinhos lhe ensinaram.

"Em nenhum momento você está à salvo neste livro." Robert V.S Redick, autor  deThe Red-wolf conspiracy
"O melhor livro que li nos últimos anos." Peter V. Brett, autor de Demon Cycle

O LIVRO NA REDE: SKOOB | AMAZON | SARAIVA | SUBMARINO 



Eu já cansei de falar isso, mas vou repetir, eu simplesmente amo as edições da Darkside. Os livros são de capa dura, vêm cheios de detalhes, um primor pra se ter na estante. Quem me conhece, sabe que eu amo romance e clichês e finais felizes e beijos... ufaaaa ok, me julguem, não utilizei a vírgula rsrs,  então comecei a procurar por gêneros diferentes, querendo conhecer escritas opostas às que estou acostumada, sair da zona de conforto. Pois bem, peguei uma promoção maravilhosa e acabei adquirindo mais caveirinhas, e entre elas, está a Trilogia dos Espinhos.

Mas vamos lá!! Comecei lendo meio tímida, um tanto ressabiada com o gênero, mas a verdade é que me apaixonei pela história. 

Ele conta a história do Príncipe Jorg, que vê sua mãe e seu irmão, serem mortos. Depois de ficar preso entre os espinhos de roseira brava, Jorg é achado quase morto e levado para o castelo de seu pai. Ele se recupera e segue sendo orientado por Lundist, que tem a incumbência de educá-lo para ser o futuro rei de Ancrath. 

Mas, no coração do pequeno príncipe, só existe espaço para o sentimento de vingança contra o conde Renar. Andando pelo palácio, um dia antes da grande execução (uma "festa" onde eram executados o maior número de prisioneiros, possibilitando uma "limpeza" nos calabouços), Jorg encontra o Nubano, um prisioneiro prestes a ser executado. Ali, o príncipe toma uma decisão, que sua sede de vingança é maior que o seu futuro como rei de Ancrath. Jorg parte em busca de sua própria guerra. 

Ele foge, levando o Nubano e mais alguns prisioneiros. E ali começa a surgir o Príncipe dos Espinhos. Os irmãos, como são chamados os seus novos companheiros, não sabem que estão seguindo um príncipe. Jorg aprende todo o tipo de falcatrua e não tem piedade ao matar, tornando-se assim, o líder dos irmãos. 

"Guerra meus amigos, é uma coisa bela. Ainda que não me importasse em ir até o velho Bovid encostado à fonte d'água, com as vísceras sobre o próprio colo, ele provavelmente teria uma opinião contrária. Mas vejam só o que ele conseguiu discordando de mim."

Ele volta ao castelo de seu pai, quatro anos após ter partido, para tomar o que é seu, o poder, e fazer valer a sua vingança. Porém, seu pai não o recebe de braços abertos e muitos segredos começam a se revelar mostrando, ao príncipe, que ele só pode confiar em si mesmo e em sua sede de vingança. 

A escuridão sempre acompanha Jorg, nunca deixando que sua mente fique vazia. O ódio o corrói, a sede de vingança o alimenta. E sem pestanejar, ele vai seguindo em frente, passando por cima de qualquer obstáculo que esteja emperrando o seu objetivo. Só tem uma coisa que o amedronta: o silêncio. 

"Vou lhes dizer: o silêncio quase me derruba. É o silêncio que me apavora. A página em branco na qual eu posso escrever meus medos. Os espíritos dos mortos nada têm a ver com isso. Aquele morto tentou me mostrar o inferno, mas não passou de uma pálida imitação do horror que sou capaz de pintar na escuridão de um momento quieto." 

A trama é cheia de partes de magia, destinos são trabalhados como marionetes, lutas são travadas contra os mortos.  Os capítulos se intercalam na narração, entre o presente e o passado de quatro anos atrás, dando uma capacidade melhor de entendimento dentro da trama, onde o próprio Jorg é quem narra. 

Tem muitos personagens e não vou citá-los todos aqui, até porque muitos deles morrem, mas me consegui me identificar com alguns e espero que eu não os perca nos próximos livros da série rsrs. Makin, braço direito de Jorg; Gostei muito do Nubano, homem misterioso, vindo de uma terra cheia de magia; o menino Gog, que entrou no meio da trama, apesar de ter aparecido pouco, acho que ele vai ter muita influência no próximo livro. 

*imagem do site da Darkside*

Muitas coisas não foram explicadas nesse primeiro volume, e estou ansiosa para pegar o próximo livro, The King of Thorns. As cenas de violência são bem descritivas, ricas em detalhes. Eu não imaginava que eu fosse amar tanto a escrita do Mark, mas não foi uma leitura rápida, pois tem capítulos em que o conteúdo é denso e me causou até um certo desconforto.

Então, se você curte um lado dark, com reis, castelos e um Príncipe sem escrúpulos, com certeza você tem que ler. Uma história complexa e muito rica em detalhes, que muitas vezes me deixou boquiaberta. E por mais que Jorg esteja errado em muitas situações, ainda assim você acaba torcendo por ele. 


CONCLUSÃO

Bom, não tenho o que falar sobre as edições da Darkside, são simplesmente maravilhosas. Capa dura, a foto acompanha a edição americana. Todos os detalhes que têm por dentro, são de um esmero magnífico, senti falta da fitinha que serve como marcador de páginas.  

Não é um livro barato, mas foi um investimento que valeu a pena.

A revisão é ótima e a diagramação é sofisticada. 

NOTA DE 1 A 5: Com certeza, 5. 


SOBRE O AUTOR: Mark Lawrence é um escritor de dupla nacionalidade (americana e britânica). Ele é autor dos livros da Trilogia dos Espinhos (de nome original The Broken Empire).
Lawrence nasceu nos Estados Unidos, mas ainda jovem ele e seus pais se mudaram para o Reino Unido. Ele trabalha como romancista e como cientista de pesquisa no campo da inteligência artificial. 
O primeiro trabalho de Lawrence foi Prince of Throns, publicado pela Ace/Voyager em agosto de 2011 e foi finalista dos prêmios Goodreads Choice Award ( como Melhor Livro de Fantasia de 2011), David Gemmell Morningstar Award de 2012. 

Seu trabalho foi traduzido em 19 idiomas, e no Brasil é publicado pela Darkside Books. 



Lucy Santos

Adoro viver em Sampa, graduanda em Letras, escritora pelo Wattpad e LuvBook, casada com o amor da minha vida, mãe de três filhos e uma cachorrinha. Amo a vida, tocar piano. Meu vício são os livros, sou simplesmente apaixonada pelo mundo da leitura. Sou teimosa, ciumenta, e mais um monte de coisinhas. 



         INSTAGRAM WATTPAD | G+| SKOOB | LUVBOOK


2 comentários:

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...