menu

Destaques

domingo, 29 de março de 2015

0 Resenha [livro] - Cidade dos Anjos Caídos

Ei, gente!

Não sei se vocês repararam, mas quando eu começo a ler uma coleção, vou até o fim. E não consigo ler 2 ou 3 livros ao mesmo tempo, pois a minha cabeça precisa estar concentrada nos detalhes de cada enredo. Quando não estou lendo, estou revisitando passagens mentalmente, tentando compreendê-las melhor ou mais detalhadamente. Coisa de leitor maluco.

Tá... E daí? Daí que é por isso que eu ainda estou resenhado a coleção Instrumentos Mortais! Deve aparecer resenhas de outros livros entre uma e outra, claro, mas pode ter certeza que foi lido depois que terminei essa saga.

Well done... A resenha do momento é do Volume 4 da referida coleção, Cidade dos Anjos Caídos.

A sinopse do livro é:

*Livro do acervo pessoal do blogueiro*

Os últimos meses não foram fáceis para Clary. Demônios, um ex-caçador de sombras com jeito de supervilão — detalhe: seu pai —, um triângulo amoroso com o melhor amigo (a quem pode inadvertidamente ter ajudado a transformar em vampiro) e um conflito entre dimensões. Mas agora a guerra chegou ao fim, e ela voltou a Nova York para aperfeiçoar seus poderes e assistir ao casamento da mãe. O melhor: finalmente pode chamar Jace de seu. Sem fantasmas ou dúvidas. O paraíso? Nem tanto. Apesar do sangue Nephilim que corre em suas veias as coisas não estão assim tão angelicais. Alguém está matando Caçadores de Sombras, e a tensão entre os habitantes do Submundo atinge níveis alarmantes. Uma segunda guerra parece cada vez mais provável. E Clary não pode contar com Simon. Sua habilidade vampiresca singular — conseguir andar sob o sol — faz com que seja o aliado perfeito para os dois lados; e ele vai precisar se decidir logo... O Submundo não é conhecido pela paciência. Mas o que preocupa Clary, na verdade, é que Jace resolve se afastar sem maiores explicações. O que a faz mergulhar num mistério cuja solução pode se revelar seu maior pesadelo: ela mesma provocar a terrível cadeia de eventos capaz de lhe roubar tudo que ama. Inclusive Jace.

quinta-feira, 26 de março de 2015

2 Lançamentos da Editora Illuminare - Antologias Brasileiras

Alou, pessoas meigas, amigos e leitores!


Com o intuito de alavancar ainda mais a Literatura Nacional e ajudar nossos colegas autores, venho apresentar a vocês três lançamentos para o mês de Abril.



Todos são antologias de diferentes temáticas, organizadas pela nossa parceira Rô Mierling e serão publicados pela Editora Illuminare.




quarta-feira, 25 de março de 2015

2 [Nuccia em Prosa] - Conto "Só Sexo"

Oi, pessoas!

Pra quem não lembra ou não sabe, no ano passado, participei de um curso de escrita criativa (não, não ganho nem um centavo em divulgação, apenas me orgulho em não ser uma escritora que já nasceu sabendo) e escrevi vários contos novos como parte das atividades. E, porque eu gostei mesmo do que escrevi e também porque foram revisados, escolhi compartilhá-los com vocês.

Este conto, "Só Sexo", partiu da premissa que deveria ser escrito unicamente em diálogos. Isso aí, através de um diálogo simples, o leitor conhece os personagens, a trama, o conflito e o desfecho, com muito pouca narrativa explicativa.

Então, eu pensei numa discussão. dois jovens discutindo uma relação. Ah... Mas isso é clichê demais! Seria mesmo se a relação não fosse mais moderna, em que cada faz o que quer da sua vida, afinal ela é sua e da sua competência. Para 'desclichezar' mais, é a protagonista a quem o texto se refere, ou seja, a vida sexual dela só diz respeito a ela e dane-se o que o carinha acha.

Deem uma lida e avaliem como me saí:

domingo, 22 de março de 2015

0 Lançamento Novo Conceito - A Playlist de Hayden

Oi, fofis!

É a primeira vez que irei resenhar um livro que ainda nem foi lançado oficialmente. Explico:

O departamento de marketing da Editora Novo Conceito costuma fazer uma divulgação diferente: por correios, envia uma prévia do livro a ser lançado no mês seguinte para alguns leitores (quase certo sermos todos blogueiros que nos inscrevemos para parceria). Essa prévia, um livreto, vem em formato 'revista' (miolo grampeado), papel pólen, capa colorida, idêntica a do livro a ser lançado; ótima qualidade.

Recebi esta semana 8 capítulos do lançamento de abril >> A Playlist de Hayden, da autora Michelle Falkoff.

Este é o primeiro livro da autora, e fala sobre questões cotidianas esquecidas e/ou ignoradas por muitos: bullying e suicídio de jovens adolescentes.

A sinopse divulgada é esta:


Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.

E o que eu posso dizer destes 8 primeiros capítulos?

sábado, 21 de março de 2015

2 Resenha [seriado] - Resurrection

Bom dia, pessoas!

É dia de resenha de seriado, bebê! Vamos conversar sobre Resurrection?

Baseada no livro escrito por Jason Mott, cujo nome traduzido é Ressurreição (Brasil) e Os Regressados (Portugal), uma série dos EUA, exibida pelo canal ABC (aqui no Brasil, passa no AXN, TV por assinatura), desde março de 2014.

Vamos lá?

RESSURECTION
Ressurection, 2014
Ficção Científica, drama.

Sinopse:
As vidas dos habitantes da pequena cidade de Arcadia, no Missouri, mudam completamente quando seus entes queridos voltam dos mortos. Um menino americano de 8 anos acordou sozinho em um arrozal na China sem ter ideia de como foi parar ali. Os detalhes começam a vir à luz quando o menino, que diz se chamar Jacob, lembra que sua casa é em Arcadia e um agente da imigração chamado J. Martin Bellamy o leva até lá. A casa onde ele vivia é ocupada por um casal mais velho, Henry e Lucille Langston, que dizem que seu filho Jacob Langston morreu há 32 anos. Apesar de estarem diferentes, Jacob os reconhece imediatamente como seus país. Os amigos próximos da família tratam de decifrar o mistério, mas o menino tem segredos sobre sua própria morte que mais ninguém conhece.

terça-feira, 17 de março de 2015

8 Resenha [livro] - Cidade de Vidro

Bom dia, pessoas!!

Se tem uma coisa que gosto muito é de boas coleções. E a coleção "Instrumentos Mortais", por enquanto, está valendo a pena!

Chegamos à resenha do 3º livro da coleção, Cidade de Vidro. Fuxicando a rede aqui e ali, descobri que, originalmente, seria uma trilogia, ou seja, este livro seria o último. E como último, veio com grandes revelações e batalhas.

Bom, a sinopse oficial de Cidade de Vidro é esta aqui:

*Livro do acervo pessoal do blogueiro*

Para salvar a vida de sua mãe, Clary deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores de Sombras — podemos pular a regra de que diz que entrar em Alicante sem permissão é contra a lei e ir contra a lei pode significar a morte? E também que chegar lá, criando um Portal sozinha, só mostra o quanto os poderes de Clary são sofisticados e como isso é perigoso? Para complicar ainda mais, quando chega à cidade, ela logo descobre que Jace não a quer por perto (o que não se aplica a outras meninas...) e Simon, que nem queria estar ali, está sendo investigado por ser um vampiro que pode suportar a luz do sol. Nem o fora de Jace, nem estar quebrando as regras irão afastar Clary de seu objetivo: encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro que pode ajudá-la a curar a mãe. Para localizar o bruxo, Clary contará com um misterioso aliado, Sebastian, um Caçador de Sombras (quase) irresistível. À medida que se aproxima de respostas, Clary conhece mais sobre seu passado — e consequentemente sobre o passado de seu irmão... A Clave está reunida. Todos sabem que Valentim, fortalecido como nunca, está convocando um exército para exterminar os Caçadores de Sombras e conseguir os Instrumentos Mortais. Aparentemente, a única chance de sobrevivência é unir forças: Caçadores e integrantes do Submundo. É possível esquecer as diferenças e o preconceito de séculos para lutar lado a lado? E Clary, dividida pelo que sente por Jace, conseguirá se armar de seus novos poderes para salvar a Cidade de Vidro — custe o que custar? Jace já se decidiu: vai arriscar tudo por ela.


E a resenha está logo aqui, mas cuidado, tem uns spoilers dos 2 volumes anteriores, Cidade dos Ossos e Cidade das Cinzas:

sexta-feira, 13 de março de 2015

8 Resenha [filme] - 50 Tons de Cinza

Alou, minhas pessoas lindas e maravilhosas, tão fofinhas...

Exagerei? =D

A resenha de hoje é do tão falado, comentado e idolatrado filme 50 Tons de Cinza. O filme, baseado no livro de mesmo nome escrito por E. L. James e lançado aqui no Brasil pela Editora Intrínseca em 2012, estreou em fevereiro de 2015, um dia antes do Valentine's Day (vulgo Dia dos Namorados da cultura norte-americana).

SE VOCÊ É FÃ INCONDICIONAL, e ODEIA ler coisas desagradáveis sobre o livro e o filme, favor, SAIA desta página AGORA!.

Se você é uma pessoa TOLERANTE e aceita BEM críticas, boas ou ruins, sinta-se à vontade para continuar.

Dirigido por Sam Taylor-Johnson (de O Garoto de Liverpool) e roteirizado por Kelly Marcel (de Walt nos bastidores de Mary Poppings), e direitos comprados pela Universal Pictures e Focus Features, foi adaptado pela mesma dupla que fez A Rede Social, Michael De Luca e Dana Brunetti.

A sinopse, se não estou enganada, é a mesma do livro, cujo enredo me era desconhecido, uma vez que não li. Sim, senhores, não quis mesmo ler, achei a história muito apelativa e já explico o porquê.

Anastasia Steele (Dakota Johnson) é uma estudante de literatura de 21 anos, recatada e virgem. Uma dia ela deve entrevistar para o jornal da faculdade o poderoso magnata Christian Grey (Jamie Dornan). Nasce uma complexa relação entre ambos: com a descoberta amorosa e sexual, Anastasia conhece os prazeres do sadomasoquismo, tornando-se o objeto de submissão do sádico Grey.

P.S.: Ocasionalmente aparecerão spoilers; tentarei evitar, mas... E, com certeza há palavras de baixo calão, vulgo palavrões, sejam de diálogos do filme ou porque eu sou desbocada mesmo. Dane-se.

Partiu?

terça-feira, 10 de março de 2015

2 Resenha [livro] - Êxtase Mortal

Hey, pessoas!

Gostaria inicialmente de agradecer a todos que continuam acompanhando o blog, seja lendo, deixando comentários ou só dando uma espiada. O importante é divulgar curiosidades, opiniões... E meus textos!! XD

A resenha de hoje faz parte do Desafio Literário Skoob 2015. Para o mês de março, deveríamos resenhar um livro escrito por Mulher. Minha escolha foi bem aleatória, pois eu tenho vários livros de autoras a serem lidos.

Escolhi resenhar Êxtase Mortal, um livro que ganhei de Natal. É uma edição de bolso do tipo vira-vira, ou seja, tenho 2 livros em 1, lançada pela Edições BestBolso em 2012. O livro foi inicialmente publicado tendo J.D. Robb como autor (1996), mas posteriormente foi confirmado como pseudônimo de Nora Roberts, por isso se encaixa no tema de Março do DL.

A sinopse oficial segue logo aí abaixo:

*Livro do acervo pessoal do blogueiro*

No ano de 2058, a forma mais popular de entretenimento são os poderosos jogos de realidade virtual. Através deles, qualquer pessoa é capaz de ingressar facilmente em um mundo fantástico, repleto de prazeres e perigos. A vantagem é que não há riscos: é tudo uma grande brincadeira, uma mera simulação. Ou, pelo menos, era isso o que todos pensavam até um brilhante engenheiro aparecer morto. Eve Dallas descobre que essa morte é apenas uma das peças de um caso muito mais assustador do que aparenta.
Eve e Roarke estão em lua-de-mel. A tenente, porém, ainda não está habituada com as palavras “marido” e “esposa”. Para alguém que passou a vida inteira se relacionando com armas e perseguindo assassinos, o matrimônio é algo completamente novo. Porém, quando Eve já está começando a se acostumar em trocar o perigo pelo carinho, um misterioso crime volta a interferir em seu dia-a-dia. No mesmo hotel onde o casal está hospedado, um homem é encontrado enforcado em seu quarto – suicídio. O caso estaria encerrado se a morte não houvesse ocorrido enquanto o rapaz experimentava um novo jogo de realidade virtual: seu cadáver ostentava um sorriso de êxtase nos lábios… Com isso, a lua-de-mel fica para depois. Agora, a tenente Dallas precisará voltar às ruas para solucionar mais esse mistério.
Enquanto isso, as mortes continuam. Um grande advogado e um político controverso são as vítimas seguintes. Os três não apresentavam nenhuma ligação entre si, senão o estranho sorriso pós-morte e algo que a autópsia vem revelar: pequenas queimaduras no interior de seus cérebros. Seria apenas uma anomalia genética ou um método avançado de assassinato? Nessa investigação, Eve Dallas ingressa no fascinante mundo da realidade virtual e descobre que nem sempre é fácil distinguir a realidade da ilusão.

sábado, 7 de março de 2015

0 [Entrevista] - Ricardo Ragazzo

Oi, pessoas!

Vocês ainda lembram dos cursos que andei fazendo certo? Pois é, lembram também que abri uma TAG para Entrevistas no blog, baseadas num 'dever de casa' solicitado pelo professor.

A primeira delas, que saiu mês passado, foi feita com Samantha Holtz.

Dando continuidade às entrevistas, temos hoje as respostas sobre publicação enviadas, via e-mail, pelo autor Ricardo Ragazzo.

Um cadinho da biografia do autor, raptada do site da Novo Século Editora, onde ele publicou seu primeiro livro, e do perfil pessoal:

"Ricardo Ragazzo é bacharel em Direito, blogueiro, escritor e jogador de RPG. Aos 35 anos de idade, mora em São Paulo com sua esposa, filho e beagle. Autor dos livros "72 horas para morrer" e "A Garota das Cicatrizes de Fogo" pela ed. Novo Século. Contratado pela editora Planeta de Livros Brasil em 2014 onde lançará seu livro distópico "A Cidade Banida" em 2015."

Ragazzo, que foi extremamente simpático e solícito, é um autor que conheci pessoalmente na Bienal do Livro/RJ em 2013. Juro! Posso provar! Tenho autógrafos! Melhor, TENHO UMA FOTO!!! Pausa para o #momentofãmaluca =P

quarta-feira, 4 de março de 2015

0 Novo Parceiro - Matemática Blog

Oi, pessoas!

Venho hoje apresentar a vocês um novo blog e parceiro >> O Matemática Blog!




O blog, pertencente ao escritor Eclésio Santos, tem quase 7 anos de rede e divulga contos (micro, mini ou comuns) e poesias de autoria do próprio Eclésio e de outros autores, nacionais ou estrangeiros, sempre tendo a matemática como tema principal.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...