menu

Sorteios

terça-feira, 20 de junho de 2017

9 [Por Trás das Páginas] - Romance de Época x Romance Histórico

Bom dia, leitores!

Mais uma postagem do nosso Especial Junho Apaixonante! Acompanhe todas clicando AQUI!


Estava eu procurando uma leitura nova, quando vi uma postagem de uma autora amiga anunciando seu mais novo livro no Wattpad (não conhece? Fuxique AQUI).

Ela anunciava como romance histórico. Daí, um blog divulgou como romance de época. E eu? Eu fiquei com umas 15 pulgas quicando atrás das duas orelhas: E agora? Qual é o gênero?

Então fui pesquisar, gostei do resultado da pesquisa e decidi trazer a vocês na nossa linda e querida coluna sobre escrita. 

Vem comigo, conhecer o mundo Por Trás das Páginas!





Estabelecer uma classificação literária parece simples, mas dá um trabalho...

Em literatura, o termo romance, surgido no período do Romantismo, está relacionado a um tipo de escrita. Romance "é uma obra literária que apresenta narrativa em prosa, normalmente longa, com fatos criados ou relacionados a personagens, que vivem diferentes conflitos ou situações dramáticas, numa sequência de tempo relativamente ampla" (FONTE). 

Sua "extensão se distingue do conto e o caráter fictício se diferencia de outros gêneros, como o ensaio; por último, sua escrita em prosa se opõe à rima da poesia. Uma característica formal dos romances que permite diferenciá-la de outros gêneros é sua divisão de capítulos mais ou menos independentes, e que dão origem a uma cronologia definida e inseparável" (FONTE).

Assim, podemos ter um romance do gênero aventura, ou romance policial, romance indianista, romance histórico e romance romântico.

É extremamente comum associarmos a palavra romance a "casos de amor", a algo que lembre o amor, a cenas românticas.

A associação RWA (Romance Writers of America), no entanto, definiu romance assim: “Todos os romances têm uma história de amor central e um final emocionalmente satisfatório. Além disso, um romance pode ter qualquer tom ou estilo, ser definido em qualquer lugar ou tempo, e ter diferentes níveis de sensualidade indo desde doce a extremamente quente”. 


E partindo dessa definição, eles classificam o romance em diferentes subgêneros: romance contemporâneo, romance erótico, romance religioso, romance paranormal, suspense romântico, romance jovem-adulto e romance histórico.





Afinal, Nuccia, época e histórico são iguais ou não?

Não, não são. Se tomarmos como base esses significados, podemos dizer que todo e qualquer livro (romances ficcionais) ambientado em um período anterior a 1950 pode ser considerado histórico, pois a maior característica desse gênero é reviver comportamentos e fatos do passado da humanidade.

Aí, temos de levar em consideração o enredo que define o gênero romance: uma história de amor central. E, neste caso, os romances históricos podem ser divididos em subgêneros: romance histórico, romance clássico, romance regencial, romance cultural, romance erótico, romance medieval ou romance de época.

Assim, supondo que estejamos falando de um romance romântico (livro com narrativa longa ficcional, cujo enredo é um caso de amor), para sabermos se é apenas romance histórico ou se é romance histórico de época tem de, primeiramente, ter enfoque histórico, para depois ser subdividido:

"Romances históricos são obras que focam nos fatos históricos sem deixar de ter romance. Aqui, apesar do romance, o cenário é embasado em situações reais que são o ponto de partida da história".



"Romances de época são romances que usam um determinado período histórico como pano de fundo mas focam, com veemência, no desenrolar do romance. Aqui o enfoque está nos costumes da época e em como isso influência e molda o romance".





Resumão da ópera (que é outro estilo!):

Para o leitor isso interfere em quê? Absolutamente nada! Desde que ele perceba essa diferença mínima no foco, o que importa é sua leitura e apreciação.

Mas para escritores e editoras, essa classificação influência e muito! Afinal, algumas editoras têm um catálogo muito bem definido. Além disso, um escritor precisa saber qual o foco da sua história: o cenário histórico ou o casal de protagonistas.


Ei, Nuccia! Nada de ralar peito sem dizer o gênero do livro que leu!

Ah! Claro!

O livro do qual falei na introdução é O Bosque de Faias, cujas Primeiras Impressões saíram neste especial!

De acordo com esta pesquisa toda... é um romance de época!


Saiba Mais:





Acho que consegui deixar relativamente claro.

Mas se ainda não conseguiu captar, sem problemas!

Deixe suas dúvidas nos comentários e eu terei o maior prazer em pesquisar e responder! 

Também deixem sua sugestão de tema para a próxima coluna! 

Até + ver!





Nuccia De Cicco é bióloga, Doutora em Bioquímica, escritora, poetisa, bailarina e blogueira. Carioca de paixão de Santa Teresa, é apaixonada por livros, seriados, tatuagens e lambidas caninas, além de ter uma queda saudável por cafajestes. Surda desde os 27 anos, é co-autora em nove antologias e publicou o livro “Pérolas da minha surdez”, uma obra sobre luta e força de vontade. Todas as suas facetas são mostradas no blog “As 1001 Nuccias”. Nele, a literatura impera!

9 comentários:

  1. Esse semestre, estudei sobre Teoria Literária e, realmente, definir o gênero de um livro é muito difícil, já que muitos você pode classifica-lo em vários gêneros. Os livros são definidos pela sua maior referência (no caso do romance o foco tem que ser o amor), seja romance, drama, suspense e etc. Depois se classifica o subgênero, romance época, romance-drama, e por aí vai.
    São tantos os gêneros, que chega dar nó na cuca. Mas eu sou fascinada em estudar essa área, e amei ler a sua matéria.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  2. Achei isso o máximo. Eu sou péssima em definir qual o gênero do livro que estou lendo, até porque dificilmente será apenas um gênero. Acho que já li romances históricos e romances de época.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  3. Oii Nu!!
    Achei muitooo bom seus esclarecimentos sobre as diferenças entre romance de época e histórico. Além disso, lembro na época da escola de ter tido uma explicação sobre as divisões dos romances e suas características, mas isso faz muito tempo. Gostei mesmo do seu post, foi muito esclarecedor para mim e vou começar a reparar nas diferenças.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá, Nu!

    Como faz que eu adoro ler romances de época e históricos, mas confesso também que às vezes faço confusão em relação a eles, por isso eu achei bem bacana você mostrar a diferença. É sempre legal ficar por dentro disso, mesmo sendo apenas leitora. XD

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Olá Nuccia,
    Sua postagem me esclareceu muitas dúvidas, pois eu tinha a ideia de que histórico e de época era a mesma coisa. Percebi, agora, que classifiquei alguns livros de forma errada. Acho que os romances históricos me agradam mais que os romances de época, pois gosto mais dessas histórias baseadas em coisas reais.
    Compartilharei sua postagem para mais pessoas saberem o que é um e o que é outro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oie amore,

    Junho apaixonante, adoro isso ^.^
    Que delícia de post... bem esclarecedor e cheio de conhecimento, obrigada por nos trazer tais conhecimentos.


    Beijoka!

    ResponderExcluir
  7. Nucciaaaa, minha linda, que postagem mais fodástica!!!! Amei porque quando vou classificar as tramas sempre fico com algumas pulguinha, por exemplo, como posso chamar de romance erótico Amos e Masmorras se ele não é, apesar de estar escrito que é? Ora, é romance, contemporâneo sim, sensual sim, mas erótico não, até porque tem uma ou duas cenas de transa e transas não é o ponto central da trama.
    Vou deixar registrada a data dessa sua postagem para quando eu tiver dúvida poder consultar, muito obrigada pelo aprendizado a mim proporcionado por você.

    Bjs
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  8. Não sabia a diferença de romance histórico para romances de época, e eu adorei saber por sua explanação tão didática.
    Mas a questão pura e simples do significado do termo romance eu entendi quando fui pesquisar sobre o romantismo, em relação aos movimentos literários. Aqueles das poesias românticas, lembra?
    Uma vez eu li que inclusive os gêneros de suspense, policial, e inclusive terror, são subgêneros do romance.
    Excelente postagem!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  9. Nuccia excelente postagem, muitas pessoas não entendem quando eu digo que não sou muito fã de romances históricos e apaixonada por romance de época. É complicado pras pessoas entenderem esse assunto, mas sendo sincera, pra mim quanto menos da realidade melhor no livro.
    Vou indicar esse post sempre que surgir essa dúvida em alguém.

    ResponderExcluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...