segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

0 Resenha [filme] - Interestelar

Oi pessoas!!!

Aproveitando bem minhas primeiras férias em... puxa! em 9 anos Maldita e Querida Pós-graduação, passei um dia inteirinho (ok, uma tarde/noite) no shopping, assistindo filmes no cinema. A resenha do filme "A Esperança-Parte 1", saiu dia 28/11. Vamos ao outro filme que assisti no mesmo dia?

"Interestelar" tem uma história interessante. E eu saí do cinema com a cabeça à toda. A Sinopse divulgada é praticamente um enredo completo, cheio de spoilers, então eu dei uma editada, ok?

INTERESTELAR
Interstellar, 2014
Ficção-científica
169 min

Sinopse:
Num futuro próximo, a Terra não consegue mais sustentar a humanidade. As colheitas são rotineiramente arruinadas por pragastempestades de areia varrem as cidades e a população regrediu a uma sociedade agrária. Cooper, um engenheiro e ex-piloto de testes da NASA, tornou-se fazendeiro. Desafiando sua filha Murphy, que acha que há um fantasma na casa se comunicando com ela, Cooper descobre que o suposto fantasma é, na verdade, uma forma desconhecida de inteligência que os envia mensagens codificadas através de anomalias gravitacionais, num padrão em binário que os dá coordenadas para uma instalação secreta da NASA, liderada pelo professor Brand. Lá, eles descobrem que um 'buraco de minhoca' (Ponte de Einstein-Rosen) foi descoberto dentro do nosso Sistema Solar, na órbita de Saturno, e que a única chance de sobrevivência da humanidade é atravessá-lo para colonizar novos mundos em outra galáxia. Dados de missões anteriores informam a existência de 3 possíveis planetas habitáveis. Uma vez que a viabilidade seja confirmada, a humanidade embarcará através do prédio da NASA. Se não funcionar, o Plano B é popular um outro planeta com embriões humanos, enquanto os humanos na Terra morreriam.



(postagem atualizada em fevereiro/2017)

Começo dizendo que se você gosta de ficção científica, vai se amarrar. É muita ficção mesmo! A maioria dos conceitos tratados no filme são de física teórica e da relativista, ou seja, há partes não oficialmente comprovadas, mas também não há como refutar, logo é aceita como o mais próximo possível da verdade (obviamente, desconhecida, já que em ciência verdade-verdadeira é coisa inexistente).


No entanto, muitas das teorias relativistas ou parte delas já foram elucidadas por observação astronômica. Daí que pra comprovar a tese do espaço-tempo dobrável e 5 dimensões no universo falta bem pouco.

A Teoria da Relatividade de Einstein é o tchans do filme. Se você não a compreende, mesmo que em um nível básico como eu metade do entendimento do filme foi pro espaço. Sem trocadilhos. Mas, não deixa de ser uma ideia sagaz: o tempo e o espaço se enrolando sobre si mesmos, dobrando-se e desdobrando-se, intercalando um com outro, de forma que você tem vários momentos acontecendo em um local só. Não entendeu? Abstrai!

Tem muito, mas muito jargão científico que às vezes é difícil de acompanhar porque as falas dos personagens passam rápido. Você lê, mas não assimila. Então, eu dei uma vasculhada 'on-linemente' e achei esse site simples e didático com algumas das teorias postas em prática no filme >> EXAME.COM

Uma coisa que eu já devia ter aprendido mas me recuso a cumprir é que eu já devia ter parado de assistir ficção-científica. Eu tenho mania chata de passar o filme inteiro criticando o modo como os conceitos científicos foram usados. Também devia parar de ver filme-catástrofe, pois sempre saio do cinema com uma revolta, pouca fé e muita esperança na humanidade, o que é extremamente paradoxal.

Mas chato, esquisito mesmo, totalmente sem sentido foi o personagem principal,  o ex-piloto de testes da Nasa e atual fazendeiro Cooper. Putz! Tudo bem que o cara é engenheiro e já foi da NASA. Mas foi há um bom tempo. Ele virou fazendeiro e não treinou por anos. Aí, porque esbarrou com a estação da NASA, é convidado para pilotar a última expedição, já que os recursos estão falhando, pragas estão dizimando a população, várias tempestades de areia, e... aceita! Molinho...!!! E, óbvio, não erra uma, vira o herói da humanidade! Oh, revolta...

E quais as conclusões a que eu cheguei?

1 - A sinopse diz que se trata de um futuro próximo. No filme, não deixam bem claro, faz parecer que é final do século XXI, tanto que algumas pessoas simplesmente não creem na conquista espacial, acham que foi propaganda política. Mas, se pararmos pra pensar, acho que pode estar próximo mesmo! Esse consumismo desenfreado, "usou, quebrou, joga fora, compra outro", a população mundial só aumenta, os recursos não estão dando conta. Falta realmente tanto assim pro colapso?

2 - O ser humano é mesmo um animal sociável. Quando alguém fica muito tempo sozinho e não está preparado para isso, ele pira. De virar o cabeção!

3 - Pra nós, meros mortais, que não ficamos debruçados sobre mapas intergalácticos nem estudamos astronomia, é praticamente inconcebível a noção do tempo em órbitas mais afastadas do Sol. Só um exemplo ALERTA DE SPOILER: no 1º planeta visitado pelos astronautas, 1h equivalia a 7 anos terrestres. Uma onda gigante atrasa a missão e eles perderam 23 ANOS!! É endoidecedor! Esse tipo de coisa não faz parte da nossa realidade do dia-a-dia.

4 - Foi uma única frase que um dos personagens disse, quase ao final do filme, que me deixou bem pensativa: o ser humano NÃO tem o instinto de sobrevivência como espécie, apenas como indivíduo. Ele buscará sobreviver por si e por aqueles a quem ama, mas a propagação da espécie como um todo, altruísta, sem se importar com você mesmo? Não, nós não temos. Triste constatação. Mas, eles também tem razão em outra coisa: o amor salva todos. Porque sempre há exceções.

Ao final, o saldo é super positivo: o filme é espetacular, tanto do ponto de vista do entretenimento, quanto do filosófico, e quase do científico. Os efeitos são incríveis, a fotografia fenomenal, a interpretação foi bacana e o enredo bem montado. Gostei mesmo!

E a coisa mais linda que eu vi no filme? Gargantua, o filadaputa do buraco negro rotativo! Esse tipo de buraco negro foi previsto pelas Teorias de Einstein e depois confirmado por observação. Sim, as luzes estão preditas, ou seja, eles realmente devem ser parecidos com isso. Lindo de morrer!! De morrer de verdade!



TRAILER OFICIAL:


ELENCO PRINCIPAL

Cooper - Matthew McConaghey, de Um Amor de Tesouro

Amelia Brand - Anne Hathaway, de Batman: O cavaleiro das Trevas Ressurge

Romilly - David Gyasi, de A viagem

Doyle - Wes Bentley, de Jogos Vorazes

Robô TARS - voz de Bill Irwin, de Lei e Ordem: SVU

Robô CASE - voz de Josh Stewart, de O curioso caso de Benjamin Button

Dr. Mann - Matt Damon, da franquia Bourne

Murphy Cooper - Jessica Chastain, de A hora mais escura

Prof John Brand - Michael Cane, da franquia Batman: O cavaleiro das trevas



Bom, espero que eu não tenha 'viajado' demais aqui.

Espero mais ainda que vocês aproveitem o filme! Com pipoca!

Até + ver!





Nuccia De Cicco é bióloga, Doutora em Bioquímica, escritora, poetisa, bailarina e blogueira. Carioca de paixão de Santa Teresa, é apaixonada por livros, seriados, tatuagens e lambidas caninas, além de ter uma queda saudável por cafajestes. Surda desde os 27 anos, é co-autora em nove antologias e publicou o livro “Pérolas da minha surdez”, uma obra sobre luta e força de vontade. Todas as suas facetas são mostradas no blog “As 1001 Nuccias”. Nele, a literatura impera!

FACEBOOK | FANPAGE | TWITTER | 
INSTAGRAM | WATTPAD | SKOOB | 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...