sábado, 18 de abril de 2015

7 Resenha [livro] - Desaparecido para Sempre

Olá, pessoas!

Prontos para mais uma avaliação? A resenha da vez faz parte do Desafio Literário Skoob 2015, cujo tema para o mês de Abril é "Pego na mentira!" - mentira, falsidade, enganação.

Minha escolha foi um livro que recebi de presente ano passado e ainda não havia lido (vocês não fazem ideia do tamanho da minha pilha de livros para ler, sem contar os livros digitais...) >> Desaparecido para sempre, do autor norte-americano Harlan Coben.

Seus romances (lembrem-se que 'romance' é um gênero literário e que significa 'livro') costumam ser do estilo 'mistério', nos quais sempre são investigados casos antigos e não-resolvidos, sejam acidentais, policiais, etc, com muitas reviravoltas ao longo da narrativa. Ganhador de três prêmios (Edgar, Shamus e Anthony), é o primeiro escritor a ser convidado para uma coluna de ficção no The New York Times.

Lá vai a sinopse oficial de Desaparecido para sempre:

*Livro do acervo pessoal do blogueiro*

No leito de morte, a mãe de Will Klein lhe faz uma revelação: seu irmão mais velho, Ken, desaparecido há 11 anos e acusado do assassinato de sua vizinha Julie Miller, estaria vivo. Embora a polícia o considere um fugitivo, a família sempre acreditou em sua inocência. Ainda aturdido por essa descoberta e tentando entender o que realmente aconteceu com seu irmão, Will se depara com outro mistério: Sheila, seu grande amor, some de repente, e o FBI suspeita do envolvimento dela no assassinato de dois homens. Apesar de estarem juntos há quase um ano, Sheila nunca revelou muito sobre o seu passado. Enquanto isso, Philip McGuane e John Asselta, dois criminosos que foram amigos de infância de Ken, passam inexplicavelmente a rondar a vida de Will. Para descobrir a verdade por trás desses acontecimentos, ele conta apenas com a ajuda de Squares - seu colega de trabalho em uma fundação de assistência a jovens carentes e proprietário de uma escola de ioga famosa entre as celebridades, o que lhe garante acesso a todo tipo de pessoas e de informações. Mestre do thriller de ação, Harlan Coben se supera nesta eletrizante história cheia de incríveis reviravoltas. Um suspense que mostra a busca pelo assassino, pela vítima e, acima de tudo, pela verdade.

E a resenha vem logo depois:

O enredo é bem intrigante e você realmente acredita em cada uma das reviravoltas ao longo da história, tanto que o desfecho final consegue mesmo ser surpreendente. Personagens morrem, 'desmorrem', coisas desse tipo.

O livro é quase inteiramente narrado pelo personagem principal Will Klein. No entanto, ao longo da narrativa, o ponto de vista modifica e a narração também: sai da narrativa em primeira pessoa (Will) e, quando um outro personagem é o foco, a história passa a ser em 3ª pessoa, com narrador onisciente. Essa troca ocorre a cada capítulo, mas nem sempre sequencialmente.


As narrativas em primeira pessoa apresentam muitas divagações, e questões filosóficas, mas isso é até compreensível, visto que é o personagem principal quem narra. Todos os seus pensamentos aparecem no papel, mesmo os mais irrelevantes para a história.

Outra coisa diferente é que cada capítulo inicia logo abaixo do anterior e não em uma página seguinte. Ao meu ver, isso faz o leitor manter a leitura mais fluida, contínua; um capítulo iniciado em outra página é uma pausa maior na história.

Os diálogo são comuns, a maioria é de frases curtas, do tipo bate-e-volta, o que combina com o dinamismo do livro todo. Os maiores são os explicativos, mas acabam por ter outras pequenas falas dos demais personagens envolvidos, quebrando a monotonia e a extensão.

A tradução, revisão e impressão da edição de 2010, publicada pela Sextante, foram impecáveis. Não vi uma vírgula fora do lugar (mas também não sou profissional em Letras, pode ser que eu tenha me equivocado.).

Este foi meu primeiro livro do Coben, o próximo será "Seis Anos Depois". Aí, sim, vou verificar se o estilo do autor é o meu também.



Se você já curtia Harlan Coben e ainda não tinha lido este livro, anote-o na sua listinha.


Se você, como eu, ainda não conhecia o autor, vá por mim, e leia. É interessante, aguça sua curiosidade e te surpreende.




Boa leitura!

Até + ver!

Nu.


7 comentários:

  1. Oi, linda!! Te indiquei em uma Tag. Passa lá no blog para ver!! www.cristianebaiense.blogspot.com.br
    Beijosssss

    ResponderExcluir
  2. OPSSSS desculpe!! O blog é http://www.crisbaiense.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris!! Muito obrigada pela indicação! Farei com carinho e enviarei o link!
      bj-Ka!

      Excluir
  3. Nunca li nada do autor.. me pareceu bem interessante!!!
    Muito boa a resenha!
    Bjus,

    Dani Moraes
    www.asverdadesqueopinoquioconta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani!
      Obrigada pela visita! Este foi meu primeiro livro dele também. Eu não confio muito em bestsellers até ler e este me agradou bastante. Lerei um outro, e só depois posso dizer se é mesmo um bom autor.
      bj-Ka!

      Excluir
  4. Meu autor favorito! Gente o Harlan é tudo! Super indico.. meu favorito é "Não conte a Ninguém"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pri!
      Eu gostei muito do Coben! É uma leitura que faria várias vezes, sem nem pensar muito. Quero ler "Não Conte" tb...! XD
      Seja bem-vinda! bjs!

      Excluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...