sexta-feira, 12 de agosto de 2016

7 Resenha [livro] - A Herdeira, de Katerine Grinaldi

Mais uma SEXta-feira! \o/

O tempo virou no RJ, estamos em dias frios e dias frios pedem um bom lugar para ler um livro!

E por falar em livro, que tal resenha de livro nacional? Vem comigo acompanhar minhas doces opiniões sobre o livro A Herdeira, escrito pela linda parceira Katerine Grinaldi!

A Herdeira
Saga A Herdeira - vol. 1
Editora: Tribos das Letras (1ª edição)
Independente (2ª edição)
Gênero: Fantasia
Ano: 2015

*Livro do acervo pessoal do/a blogueiro/a*

*Esta capa se refere à 2ª edição*

Sinopse:
Criada em um pequeno bairro chamado Forecast, Kate West nunca foi uma garota exatamente normal. Determinada, com segredos e um medo absurdo de se apaixonar, ela conseguia viver bem tendo apenas relacionamentos passageiros, os quais chama de R.A., mas a sua vida está prestes a mudar quando sua avó, já falecida há quatorze anos, lhe envia uma mensagem. “Sua herança vai chegar. Aceite a mudança quando 21 primaveras completar”. Curiosa, Kate tentará descobrir o que precisa aceitar, porém uma herança nem sempre é o que se imagina. Em meio a rotina da faculdade, a chegada de um novo aluno e o misterioso homem de olhos azuis que sempre a salva nos pesadelos, Kate terá que lidar com os perigos que surgirão no caminho. Descobrir a sua herança não será uma opção.

O livro na 


O que você faria se aos 21 anos de idade descobrisse que carrega uma tremenda herança familiar, que pode ter contribuído para a morte de alguém que você ama e que é um segredo daqueles mortais, escondidos até mesmo por sua própria mãe? Aceitava, sim ou claro?



Em A Herdeira, vamos conhecer a incrível e estranha Kate West. Incrível por ter uns poderezinhos pra lá de especiais sem nem saber por quê. Estranha quase pelo mesmo motivo, mas acrescenta-se o fato de que ela não gosta de manter relacionamentos longos, fixos... Tá, não gosta de se apaixonar.

Ao completar 21 anos, começou a ter um sonho recorrente, cheio de significados ocultos. Nele, sua avó precisa que ela saiba de algo, mas sua mãe se recusa a deixá-la contar. Então, a doce avó deixa um envelope sob seu travesseiro. E Kate, curiosa, resolve abrí-lo. Após ler o estranho e ritmado recado, seu quarto começa a se incendiar com ela presa nele. Kate é salva, então, por um homem misterioso de olhos azuis intensos.

"Sua herança /vai chegar. /Aceite a mudança /Quando 21 primaveras completar."

Intrigantemente, o sonho não é apenas sonho; é quase real. Kate acorda tossindo e sufocada. Daí então, a história começa a se desenrolar. Suas duas melhores amigas, Lola e Jane, sabem dos seus poderes e de seus sonhos. Até aí nada, né, vida que segue, e segue na faculdade de direito.

Horário zoneado, reforma nos dormitórios, carros emprestados e estudos na biblioteca. E um aluno novo no meio do semestre. Téo é bonito, inteligente, irônico, tem o dom de tirar Kate do sério, um beijo de matar (com trocadilhos) e... tem alguns poderes também! =O

"Não pude desviar os olhos dele enquanto escutava Jane falar. Agora, mais do que nunca, não podia duvidar que Téo se comunicasse com meus pensamentos. E ele sabia disso... melhor... ele queria fazer isso."

Junto com os poderes loucos de Kate, descobrem coisas do passado, se metem no próprio passado em confusões, brigas de família com ataques poltergheist, mundos paralelos e... ah, não, não posso contar!

O que vocês precisam saber é que muitos outros personagens ainda surgirão (Tipo o esnobe, pragmático e cafajeste lindo de morrer do Eric) e todos tem um papel importante na trama que se desenrola mais rapidamente do meio ao final. Aliás, que final? A autora fez a sacanagem gracinha de não finalizar! Nos deu informações, alguns segredos desvendados, mas... Meleca, não posso falar também! Malditos spoilers!!!!

Confesso que em alguns momentos tive vontade de socar Kate por conta dessa palhaçada de RA (relacionamento aberto). Puro medo! Ela tem medo de se entregar, de se apaixonar, de confiar plenamente em alguém, um companheiro. E, pqp... Como ela se estrepa por conta disso!

"Olhei sobre o ombro e não vi nada de anormal, então virei de volta tentando ignorar a queimação que começava na nuca e ia até as costas. Era como se alguém estivesse me vigiando e estava realmente difícil controlar a curiosidade em saber o que era aquilo."

O livro é bom? Ah! Você quer minha opinião? Então... É! A autora tem uma escrita bacana, não cansa. A história tem uma premissa boa, personagens bem construídos, reviravoltas intrigantes, especialmente as das últimas cenas, e tudo que cabe em uma fantasia sobre bruxas e afins.

Como disse, no meio pro fim as coisas esquentam e dão uma acelerada, há mais reviravoltas, mas ninguém se perde na leitura. Esse livro é mais sobre descobertas, sejam elas antigas, de família, sejam atuais, da nova geração. A impressão que fiquei é que Kate terá muito mais responsabilidade sobre seus ombros e muito mais autonomia (sem ter de ficar esperando alguém lhe mostrar o caminho ou lhe dar explicações) no próximo volume.

Sobre a parte técnica, só posso falar da 1ª edição, publicada pela Tribo das Letras no ano passado, pois foi a que comprei na Bienal do Livro Rio 2015. A diagramação está boa, papel pólen, a fonte poderia ser ligeiramente maior, mas ainda assim deu pra ler numa boa à noite. Inacreditavelmente (quem já viu outras resenhas da TDL aqui no blog sabe como é), quase não achei erros de revisão de qualquer tipo.


E como de costume, por que o blog é inclusivo sim, e se reclamar incluo até minha falecida avó com sessão de ouija virtual, farei a descrição das 2 capas. Capa da 1ª edição #pracegover: em tons predominantemente azuis, a capa mostra em primeiro plano um rosto em destaque da protagonista, de longos cabelos e olhos castanhos. Ao fundo uma floresta à noite. Título do livro na parte inferior, em fonte branca, seguido de uma imagem de triluna. Capa da 2ª edição #pracegover: essa capa é muito mais representativa para o livro. Mostra a protagonista bem centralizada, usando um vestido branco, caminhando entre árvores e flores que formam um tipo de túnel ou corredor coberto, folhas secas no chão, com pequenas lanternas e a imagem de um lago ao fundo, céu azul estrelado. O título em branco, em fonte cursiva destacado na parte superior junto com um hexagrama (não é Estrela de Davi, vá por mim, eu li, eu sou bruxa também, sei do que falo!).


Pra finalizar, venho dizer que o segundo volume já está em fase final de publicação! E você pode comprá-lo na pré-venda! Aliás, comprando o box com os dois volumes, além de um bom desconto, ainda vão junto brindes e autógrafos! *_* 


Sobre a AUTORA:

Nascida e criada no Rio de Janeiro, Katerine Grinaldi já visitou lugares que não estão nos mapas convencionais. Isso graças ao seu amor pela literatura, tanto no ato de ler como no de escrever. Encantada com histórias que fazem pensar e por personagens de apaixonar, Katerine decidiu criar outros mundos para que leitores – como ela - pudessem visitar. Advogada, ela não abandona um de seus maiores prazeres: escrever. A Herdeira, seu primeiro livro, foi lançado na Bienal do Livro de 2015.

Contato:
E-mail > sagaaherdeira@gmail.com

FANPAGE | SKOOB | WATTPAD


Esse livro faz parte do Desafio Literário 60 Livros em 1 ano, organizado pelo Blog Livros & Tal, como minha leitura #28de60.


Não vejo a hora de começar a ler o segundo volume da coleção! 

À Kate, muito obrigada pela confiança e pelo carinho! Foi um prazer ler seu livro e tenho certeza que as demais leituras serão tão boas quanto!

Então, leitores? O que vocês acharam deste livro? O que esperam ver no próximo? Comentem aí!

Boa leitura!

Até + ver!



7 comentários:

  1. O livro parece massa, amei a resenha, simplesmente eu compraria mais pela primeira capa, ( ela me chamou mais a atenção e menos assustadora hahahha)

    Respondido por Lacey ( autora laina suzan)

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    A capa eu não achei tão bonita assim, mas o livro tem uma premissa maravilhosa! Será que ela vem pra bienal de SP? Espero que sim, adoraria conhecê-la!Nunca li nada da TDL, mas tenho medo de ler e me decepcionar na revisão.

    ResponderExcluir
  3. Sinceramente? Eu ia querer socar a Kate por causa desse relacionamento aberto também, palhaçada! Fiquei curiosa para ler, mas em nome da minha sanidade mental, devido a essa "ausência de final" vou deixar pra conferir só quando a série estiver completa. Vou dar uma olhada no box, e que bom que a capa da segunda edição é mais representativa, porque é muito mais linda!

    ResponderExcluir
  4. Oii Nu! Tenho esse livro aqui, mas ainda não li. Eu gostei da premissa dele e justamente por causa desse mistério todo que me interessei em ler. RA?Sério isso? Vamos fazer o grupo de dar tapas na Kate para parar com isso rsrsrs Fiquei curiosa para saber o que diz a carta da avó dela, beijos!

    ResponderExcluir
  5. Amei a segunda capa, a com a cara ficou meio que parecida com muitas capas que tem por aí. Curti a história e se tem bruxa me encanto logo, vou aguardar a resenha do segundo livro pra ver se realmente irei xonar na história, mas por enquanto a minha curiosidade está alta.

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Não é o tipo de livro que costumo ler, mas pretendo mudar um pouco hahá. Gostei muito da resenha.


    Abç

    http://curaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nutella, eu disse que tu ia amar a escrita da Kate, to querendo matar ela primeiro, então entra na fila...kkkkk
    Quero o terceiro volume e ela só me enrola, depois diz que é minha amiga, Deus ta vendo essas sacanagens...Amei sua resenha e acho que deveria incluir sua vó com a tabúa Ouija sim, super apoio...kkkkk

    Beijocas!

    Giu

    ResponderExcluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...