sexta-feira, 5 de agosto de 2016

8 Resenha [livro] - Venenosa, de Fê Friederick Jhones

Ei, pessoas!

Mais uma sexta-feira que chega e dessa vez eu estou linda e confortável em minha cama! Viva o inferno apocalipse trânsito fdp recesso olímpico!

Mas chega de falar mal dos Jogos Olímpicos! Vamos direto ao que é importante! Resenha de livro nacional na área!

Vem saber mais sobre o livro Venenosa, da nossa linda e simpática autora parceira Fê Friedercik Jhones, que também escreveu Ímã de Traste, já resenhado aqui no blog!

Venenosa
Autora: Fê Friederick Jhones
Editora: Amazon (Independente)
Gênero: Romance, drama
Ano: 2016


*Obra cedida pela autora no formato digital para resenha referente a parceria 2016. 
As opiniões são exclusivamente nossas.
Não houve nenhum tipo de intervenção em nossos comentários.*

Sinopse:
Anitta é uma mulher linda, capaz de atrair a atenção de qualquer homem e a inveja de todas as mulheres, ela sabe disso e aproveita. Seu objetivo é claro: um marido rico e uma casa na Riviera Francesa, nada menos. Seu coração é à prova de amor, seu primeiro lema é "amar jamais", só que ela não esperava ser desafiada pelo belo e sorridente garçom Heitor, ele é tudo que ela não quer, mas a vida parece pronta a brincar com seus planos. O que Anitta não faz ideia é de que Heitor esconde um grande segredo e isso pode mudar o rumo da vida dos dois.


O livro na REDE:






Eis que sou fisgada por mais um romance. E pior, por um romance em que sinto-me apaixonada pelo protagonista. Ganhei, e algumas colegas blogueiras vão dar graças aos céus, gritando "finalmente!", meu primeiro Crush Literário!



Em Venenosa, a primeira personagem que conhecemos é Anitta Bragança, uma mulher que vive de aparências. Seu sonho de consumo é ter uma casa na Riviera Francesa e ela não mede esforços para isso.

"Eu costumava ser assim, leve e pesada, feliz e irritada, doce e amarga, uma contradição que não conseguia acompanhar com facilidade, então usava minha melhor arma: fingia."

E por esforços entende-se manter um relacionamento de fachada, sem amor, mas regado a dinheiro. Ela é, e não há outra forma de dizer, sustentada paparicada por Philipe, um grande empresário da indústria hoteleira.


Só que... como disse, Anitta vive de aparências. E por trás dessa aparência venenosa, interesseira, há todo um trauma, toda uma história de vida que a deixou assim. Mas isso só descobrimos ao longo do texto. Antes de sabermos qualquer outra coisa sobre Anitta e sobre o abusivo do Philipe, vamos conhecer meu crush, o Heitor.

O jeito como eles se conheceram foi até divertido. Em um evento beneficente promovido pelo Philipe, e Anitta lá de acompanhante de enfeite, Heitor se aproxima como garçom. Tá, ok, e daí, né? Daí que não é sempre que a poderosa, a divônica e a gélida Anitta "nunca vou amar, porque amor corrompe e machuca" fica balançada com algumas palavrinhas e um sorriso matador.

"- Você sempre constrange as convidadas com esse seu olhar? / - Desculpe, mas não sabia que a constrangia. / - Eu... Não fiquei constrangida, mas alguém com menos segurança poderia se sentir... Coagida. / - Não julgava que meu olhar tivesse tanto poder."

No meio dessa pequena interação, Anitta recebe um telefonema: há um problema com seu irmão Charlie e ela tem de sair da festa imediatamente. Quem vai junto? Exato: Heitor!

Que personagem! Gentil, educado, divertido. Busca conhecer melhor Anitta e quebrar a fachada que ela sustenta. Busca saber porque ela sustenta tal muro, mas tudo no tempo dela, ele não a força a nada. Só que... as flores nunca duram para sempre, não é? Heitor é lindo, gentil e diga-se de passagem beija bem, mas esconde um segredinho. Coisa mínima... #SQN


As coisas se complicam quando os vícios de jogo de Charlie começam a afetar mais uma vez a rotina na casa de Anitta, aquele mesmo apartamento que é de propriedade do Philipe. Então, óbvio que leva à sua "intervenção".

Ah, se esse fosse todo o problema de Anitta...! Nem todo passado fica lá atrás... Mais segredos surgem para atazanar, azucrinar, colocar em perigo a vida destes personagens. Apaixonar-se não estava nos planos de Anitta, mas emoções são incontroláveis e a saudade é imensa. O que será dessa relação em meio a tantas informações desencontradas?

"- Não me faça acreditar em coisas boas - pediu quase em um sussurro. / - Não posso evitar, Anitta, pois só vejo coisas boas quando estou com você."


Sobre a capa e a diagramação: sendo um e-book, tem uma diagramação muito bem feita. As margens são espaçadas, as fontes tem um tamanho lindo, li tranquilamente no app Kindle sem precisar usar zoom. Revisão impecável, nem vírgula fora do lugar achei! 

E pra finalizar, descrição da capa #pracegover: na capa temos duas imagens se sobrepondo. A maior está na parte superior e se trata de uma mulher, mas não mostra seu rosto todo, só da boca com batom vermelho-piranha para baixo. Ela está segurando uma taça do que parece vinho, mas agora sabemos que é água gasosa com sabor de amora, elegantemente vestida, com jóias e tal. A imagem inferior é da silhueta de um casal à beira de um lago ao final do pôr-do-sol. Ambas as imagens têm muita relação com o enredo. O título do livro está em fonte branca bem centralizado, enquanto que o nome da autora está no extremo superior.

Minha opinião? Se você não captou até agora, não tem problema, eu digo, eu desenho! A-do-rei! Venenosa conseguiu me encantar ao longo de suas páginas, mesmo sendo eu a megera leitora difícil para romances.

Apesar da história tender ao clichê, isso não me incomodou e eu amei até o final. Há uma mistura de romance, drama e até pitadas de humor, suspense e um cadinho de aventura movidos a arco e flecha e motocicletas (tá, parei com os spoilers!).

Narrado em primeira pessoa, alternando os capítulos entre Anitta e Heitor, possui os sentimentos bem dosados, é muito fácil de se ler e de se gostar. Engana-se quem acha que há partes hot ou sensuais no enredo por conta da capa. Nenhuma, eu disse ne-nhu-ma, cena de sexo, ok?

A recomendação vai para todos os leitores que querem ler uma obra bem escrita, com enredo consistente, sem furos e encantador. Obviamente, os fãs de um bom romance tem um prato cheio! Deleitem-se!





Sobre a AUTORA:

Eu sou uma apaixonada por histórias e pessoas, minha primeira escolha então foi a Psicologia, as palavras sempre fazendo meu mundo ter mais sentido, palavra cantada, escrita, falada, eu amo qualquer tipo de arte. Sou uma boba que chora com dramas de amor, amo finais felizes e clichês românticos, gosto de torcer por personagens que só existem na minha imaginação e passo horas em mundos variados, criando-os ou conhecendo-os pela voz de outros. Escrevo porque preciso e não saberia viver sem isso, artigos, reflexões, frases, contos, poesias, romances, todos os meus pedaços que dou ao mundo. Lancei o meu primeiro livro Ímã de Traste pela Editora Tribo das Letras, Selo Métrica Pink. Sou mãe de uma lady peluda que se chama Belle e tenho um marido lindo chamado Deivid Jhones, de quem roubei o sobrenome. Nasci na terra do acarajé, mas moro na cidade do bolo de rolo. Prazer, eu sou a Fê!

Contato:




Esse livro faz parte do Desafio Literário 60 Livros em 1 ano, organizado pelo Blog Livros & Tal, como minha leitura #27de60.



A Fê, um recadinho: você está de parabéns! Vejo sua escrita amadurecer e seu trabalho evoluir de forma brilhante! Não vejo a hora de ler "Três verões" e a continuação de "Ímã de Traste", pois sei que estarão divinos! Desejo muito sucesso e agradeço mais uma trilhão de vezes por ter me convidado para ser sua parceira!

Aos leitores, deixem seus comentários sobre a obra! Tanto eu, quanto a Fê fazemos questão de saber a opinião de vocês!

Boa leitura!

Até + ver!

8 comentários:

  1. Nossa!!! Que delícia saber que meu filho Heitor virou seu crush literário!!!! Adoreiiiiiii!!! kkkk, papel de criadora cumprido com louvor! Obrigada pela resenha e pelo carinho! Lindona, beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Bem bacana essa premissa, mas a capa confesso que não curti muito. Se eu fosse contar todos os crushes literários que tive na vida... mentira, tive um só também e ainda tenho, aliás, o Mikael Blomkvist, da trilogia Millennium. Maravilhoso quando uma história prende a gente do começo ao fim, certo?

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu achei legal tudo!
    Preciso logo conhecer a história na integra, muito embora tenha amado sua resenha. bjs

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Confesso que eu tinha preconceito com esse livro porque a capa realmente me enganou, mas se não tem cenas de sexo eu leria, principalmente porque fiquei curiosíssima pra saber onde o arco e flecha foi colocado no enredo... Hahaha... Teria birra por suspeitar de triângulo, mas acho que é só dinheiro x amor mesmo, né? Sem problemas então!

    ResponderExcluir
  6. Oiii Nuccia.
    Para você ver, julguei o livro pela capa, já achei que fosse hot e fiquei feliz por não ser kkkkk
    Gosto muito de livros nacionais, e pela forma que você descreveu a história, fiquei bem curiosa para ler. Espero ter a oportunidade em breve.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  7. Olá flor, não conhecia essa obra e curti...sua resenha, Lacradora como sempre, difícil não gostar...kkkkk

    Super beijo

    ResponderExcluir
  8. Querida Nutella!
    A Fê é foda consegue derreter os mais frios corações, eu ainda não li venenosa, mas sou fã da escrita dela li quase todos os seus livros. Ela é uma das poucas autoras que não canso de ler, ta sempre com obras que emocionam e divertem, ensinam... Enfim...
    E primeiro crush a gente nunca esquece!
    Bora celebrar!!! Weeeee.
    Beijos

    ResponderExcluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...