menu

Destaques

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

4 Resenha [livro] - Amante Sombrio, série Irmandade da Adaga Negra - de J.R. Ward

Rái amores da minha vida!!!

Tudo bem nas quebradas dessa vida?? Espero que todos estejam em paz. Pois hoje, tharamm... vou falar sobre a minha série favorita. Eu relutei muuuuito em fazer resenha sobre ela, já li todos os livros e queria guardar ela só pra mim mentira, porque sei que muitas já conhecem a série. Mas aí eu queria reler tudo de novo e achei um ótimo pretexto, ler para resenhar ahahaha. 

Vou falar sobre ela, a série que me faz tremer de excitação dos pés à cabeça, que já reli trocentas vezes e vou reler sempre, a série dos melhores vampiros que existem. Rufem os tambores maestro, "Amante sombrio", primeiro livro da série “Irmandade da Adaga Negra”, conhecida carinhosamente por IAN, da autora J.R. Ward, e publicada pela Universo dos Livros.

Então vamos nessa. Se você é apaixonada por essa série, deixe seu comentário, quero saber o que você acha, vamos trocar figurinhas. Mas se você não conhece e gosta do gênero de vampiros, guerreiros maravilhosos e cheios de testosteronas, romance e outras coisitas a mais, aqui é o seu lugar.

*Acervo pessoal da blogueira*



AMANTE SOMBRIO

Autora: J.R. Ward
Número de páginas: 447
Ano: 2010
Gênero: Ficção Sobrenatural

SINOPSE
Em Caldwell – Nova Iorque, sem que o restante da humanidade saiba, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra, entre vampiros e seus caçadores. Interagindo em favor dos vampiros existe uma Irmandade secreta, formada pelos seis vampiros mais fortes e poderosos, defensores de sua raça. E nenhum deles deseja a aniquilação de seus inimigos mais que Wrath, o líder da Irmandade da Adaga Negra. Wrath é o vampiro de raça mais pura e ao perder um de seus mais fiéis guerreiros, que deixou órfã uma jovem mestiça (filha de pai vampiro e mãe humana) ignorante de sua herança e destino, não terá outra saída senão cuidar da bela garota e leva-la para o mundo dos não mortos. Ela, Beth Randall, vê-se impotente em tentar resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente e sensual, que a visita durante a noite, envolto em sombras. As histórias dele sobre a Irmandade e o mundo dos vampiros a aterrorizam e fascinam. Seu simples toque faísca, um fogo que pode acabar consumindo a ambos.

O LIVRO NA REDE: SKOOB | SARAIVA | SUBMARINO | AMAZON 





Logo na primeira página do livro, você encontra um glossário sobre os termos utilizados na história. Ward criou uma linguagem própria, chamado de antigo idioma. Nesse glossário você encontrará palavras como Hellren (seria como se fosse o nosso marido), Leelan (muito amada), entre outros.

A Irmandade da Adaga Negra é composta pelos mais fortes vampiros guerreiros que existem, inclusive pelo Rei Wrath, que é o único vampiro de sangue puro. O problema é que ele é um tanto, como vou dizer, cabeça dura e não quer liderar a raça. Os vampiros têm se espalhado pelo mundo, a raça tem sofrido. O Rei Cego, como é conhecido (sim, pasmem, mas o Wrath é quase cego, enxergando somente um vulto disforme), prefere lutar contra os redutores a subir ao trono.

Vrati (que é como eu o chamo, procure depois como se pronuncia Wrath, é mais fácil Vrati mesmo rsrs), tem ao seu lado Rhage, Tohrment, Darius, Zsadist, Phury e Vishous. O primeiro a se apresentar é Darius, um dos braços direitos de Wrath, que lhe pede um imenso favor: que cuide da transição de sua filha mestiça, Beth Randall. O Rei nega o pedido, mas, na mesma noite, Darius é assassinado pela Sociedade Redutora.

Na trama nós vemos o Ômega e a Virgem Escriba. Ômega é o criador dos redutores, humanos que vendem sua alma em troca de longevidade, se tornando caçadores de vampiros. A Virgem Escriba é a criadora da raça dos vampiros. Aí eu vejo a relação entre o bem e o mal, entre Deus e o diabo.

Wrath vai em busca de Beth, vê que sua transformação está próxima e que ela não faz a mínima ideia de que poderá se tornar uma vampira. O que ele não contava, era que o cheiro dela o enlouqueceria, provocando uma sede de luxúria. Só que tem um rolo aí gente, Marissa é nome do rolo rrsrs. Ela foi prometida à Wrath, é sua companheira, mas ele nunca a tomou como mulher. Eles só se alimentam um do outro. Esqueci de comentar, falha minha rsrs, para serem fortes, eles têm de se alimentar de um vampiro do sexo oposto.

Os irmãos são convocados para saírem em busca do assassino de D., nesse momento Vishous é apresentado, e meu Deus, eu o amei de primeira. V. é o meu favorito, meu crush literário perfeito, aquela tatuagem na têmpora, o cigarro de tabaco turco, ai ai. Tohrment é o único guerreiro que tem companheira, ou Shellan no antigo idioma. Rhage é conhecido como Hollywood, por ser o mais lindo de todos, mas também um dos mais perigosos, já que carrega em seu corpo a maldição da besta. Phury é o gêmeo de Zsadist, dá poucas características sobre ele, mas diz que tem o cabelo multicolorido, prótese na perna e fez voto de celibato, já Zsadist tem o rosto cheio de cicatrizes e é o mais mortal dos irmãos, não tendo valor à própria vida.

Beth tem a vida sem graça, é jornalista no Correio de Caldwell, aliás, ela é como uma revisora das matérias. Mora sozinha, com seu gato Boo. Cobre as notícias de crimes, então tem uma boa relação com o pessoal da delegacia local, incluindo Jose e Butch. Do nada ela se vê sendo jogada em um mundo completamente diferente do seu, se sentindo atraída por um cara alto, forte, coberto de couro e armas.

“Como ele era colossal! [...] E seu traje de couro negro fazia com que aparentasse ser ainda maior do que era. Devia medir um metro e noventa e oito, dois metros. [...] Tinha o queixo delineado e forte, lábios carnudos, maçãs do rosto proeminentes. O cabelo, liso e negro, caía-lhe até os ombros, partindo do bico de viúva no alto da testa; no rosto, podia-se notar o sombreado de uma barba cerrada. Os óculos escuros que usava curvavam-se nas laterais ajustando-se perfeitamente à sua face e faziam com que parecesse um matador profissional.”

Wrath se vê obrigado a contar para Beth sobre sua transformação, ela quase pira, mas também, quem não piraria? Mesmo assim ela é teimosa e decide ir trabalhar. O caos acontece quando Butch vai em seu apartamento e a encontra jogada no chão. Ela pede que ele a leve para Wrath, ele não quer, mas cede, pensando que ela está tendo uma overdose, o que na realidade é a sua transição acontecendo. Gente que inveja dessa Beth, pensa só, vira vampira e ainda tem o Wrath??? Sério??? Não é em todo lugar que você acha um macho desses... garota de sorte, garota de sorte.




Butch (olha ele aí Mel Novais) cai de paraquedas no mundo da Irmandade, mas se sai bem. Principalmente com o Vishous, já que eles se tornam amigos rapidinho, ambos são torcedores fanáticos dos Red Sox. V tem visões sobre o futuro, é um dom e uma maldição, e ele teve algumas visões com B, que não são relatadas em detalhes. E não é só no mundo da Irmandade que o B. cai, ele também cai de quatro por Marissa, que nesse momento já não é mais a companheira do Vratinho.

"Butch respirou profundamente, franzindo o semblante.
Que diabos era aquilo? 
Os trópicos. Cheirava a oceano.
Virou-se.
Um estonteante mulher se encontrava na soleira da porta. Esbelta, elegante, trajava um vestido fino e seus gloriosos cabelos louros caíam-lhe até os quadris. Todo o seus delicioso rosto era perfeito e seus olhos azuis tinham a limpidez do cristal." 

Tem várias cenas que me emocionam nesse livro, o momento em que os irmãos aceitam Beth como rainha caiu um olho no meu cisco, e outras. O casal real protagoniza cenas quentes, pegando fogo.


"— Beth?
Ela quase perdera a consciência. Completamente entregue às sensações de seu toque.
— Hum? 
— Quer saber qual é o seu gosto? - disse ele contra os seus seios.
[...] — Pêssegos - disse ele, movendo-lhe o corpo, deslocando sua boca para baixo, beijando a pele de sua barriga -, é como comer pêssegos."


A trama continua forte até o fim, com lutas entre os redutores e a Irmandade, o amor de Wrath e Beth. Wrath decidindo subir ao trono com sua rainha, e liderar a raça. O enredo é conciso, sem falhas na linha do tempo, a revisão é muito boa. Um livro intenso, hot, romântico e que faz você ficar pensando qual será o protagonista do próximo volume. Torcendo por mais detalhes de cada personagem. Eu sou simplesmente fascinada por essa série. Nem preciso falar que recomendo, né??? 

Beijokas e nos vemos em breve!!


NOTA DE 1 A 5: 5, FAVORITÍSSIMA.

SOBRE A AUTORA: J. R. WARD vive no Sul dos Estados Unidos com o marido incrivelmente solidário e o seu amado golden retriever. Depois de se formar em Direito, começou sua vida profissional na área da saúde, em Boston, e passou muitos anos como chefe de gabinete de um dos mais importantes centros médicos acadêmicos do país. Para ela, escrever sempre foi uma paixão, e a sua ideia de paraíso é passar um dia inteiro diante do computador, só com o seu cão e uma caneca de café.


Lucy Santos

Adoro viver em Sampa, graduanda em Letras, revisora, escritora pelo Wattpad e LuvBook, casada com o amor da minha vida, mãe de três filhos e uma cachorrinha. Amo a vida, tocar piano, séries... meu vício?? são os livros, sou simplesmente apaixonada pelo mundo da leitura. Sou teimosa, ciumenta, e mais um monte de coisinhas. 



         INSTAGRAM WATTPAD | G+| SKOOB | LUVBOOK






4 comentários:

  1. Oi meu amor, passando aqui pra prestigiar o seu trabalho. Ah, aprendi o que é crush. 😆

    ResponderExcluir
  2. Lucy, que postagem mais amor!
    Apesar de IAM ser conhecido, acho super raro ver resenhas da série na blogosfera. Estou lendo A Escolha e até agora não vi nadinha de resenha, mas tudo bem ahahha
    Considero a Irmandade como minha segunda família, sofro o que eles sofrem, fico feliz com as conquistas deles, amo muito mesmo. Meu irmão favorito é o Rhage, todos o veem como brincalhão mas o cara é cheio de sentimentos.
    Confesso que o primeiro livro da série não foi o que me pegou de jeito, acho que foi a partir do segundo. Mas agora que releio, cada palavra parece uma preciosidade pra mim.
    Parabéns pela resenha <3

    Renata Lima
    renatika.tumblr.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata, é tão bom encontrar pessoas que amam essa série ahahaha... eu já li todo, inclusive A Escolha. Mas como você disse, tem poucas resenhas sobre a série, então resolvi reler tudo e fazer as resenhas. E o Hollywood, o que dizer dele?? Simplesmente fantástico... acho que esse lado sentimental dele fica mais aflorado em A Besta.
      Beijokas e vlw pela visitinha.

      Excluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...