segunda-feira, 7 de março de 2016

38 Resenha [livro] - Convergente

Olá, pessoas!

Como está sendo o iniciozinho deste mês?

Como geral já sabe, no carnaval o blog deu uma ligeira pausa para cair na gandaia... literária! Coloquei vááááárias coisas em dia!... E isso significa... resenhas!!!

And today, the resenha goes to... Convergente, o terceiro e último livro da coleção Divergente, escrito pela autora Veronica Roth. Como todos os demais livros deste ano, este faz parte do Desafio Literário do Blog Livros & Tal - 60 livros em 1 ano, como o livro #5de60.

Vamos lá:

Convergente
Autora: Veronica Roth
Editora: Rocco
Gênero: Distopia
Ano: 2014

*Livro emprestado pela amiga da blogueira*

Sinopse:
A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. Em Convergente, o poderoso desfecho da trilogia de Veronica Roth iniciada com Divergente e Insurgente, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor. O livro, que chega ao Brasil no momento em que Divergente estreia nos cinemas, alcançou o primeiro lugar na lista de bestsellers do The New York Times.


Resumindo o livro 01 - Divergente:
Na Chicago futurista, o mundo está dividido em 5 facções, que agrupam pessoas com características peculiares semelhantes. Beatrice Prior, integrante da Abnegação, aos 16 anos, deve passar por um teste de escolha, de aptidão para saber em qual facção irá se manter para o resto da vida. O problema é que seu teste é inconclusivo: Divergente. O que isso significa ninguém sabe. Após ter feita sua escolha pela facção da Audácia, precisa aprender a lutar, pular, usar sua coragem, sobreviver, tanto contra seus "colegas de classe", quanto contra os membros da Erudição, caçadores de Divergentes. Quando um novo soro de simulação é usado em todos os membros da Audácia para formar um exército, Tris precisa usar sua Divergência para salvar aqueles que ama. 

E agora, resumindo o livro 02 - Insurgente:
Em Insurgente, Tris e Tobias, seu instrutor e namorado, conseguem encerrar a simulação criada por Jeanine Mathews da Erudição, fazendo os soldados da Audácia saírem do transe, mas não antes de muitas das pessoas da Abnegações terem sido mortas, incluindo os pais de Tris. Refugiados na sede da Franqueza, são novamente atacados pela Erudição, dessa vez com um novo soro de simulação, que consegue controlar parte dos divergentes. A Erudição exige um divergente para que as mortes parem. Tris, contra todos, se oferece para testes idealizados por Jeanine e executados por seu irmão Caleb. Quanto tempo irá aguentar até sucumbir ao soro? E se o soro continuar sem efeito, o que será de Tris? 


Finalmente, começamos a destrinchar o terceiro livro. 

Tris, após ser ajudada por Marcus, invadir a sede da Erudição e expor o vídeo que estava sob poder da Abnegação, roubado e mantido longe do conhecimento de todos por Jeanine Mathews, vai parar na prisão comandada agora pelos sem-facção, sob ordens de Evelyn Eaton, mãe de Tobias, junto com alguns de seus amigos. Seu julgamento será sob efeito do soro da verdade, ao qual Tris também consegue resistir. Com isso, fica mais fácil para ela mentir, salvando seus amigos.


Os problemas não param. Ao invadir a Erudição e assumir o poder, Evelyn e os sem-facção apenas impuseram uma nova vida a todos e, obviamente, nem todos gostam dela. Assim, surgem os Leais, um grupo rebelde que deseja 2 coisas: 1 - retomar o governo e manter as facções; 2 - conferir se o vídeo em que Edith Prior fala sobre os Divergentes e o mundo fora da cerca é real.

Adivinha quem sai de Chicago? Exatamente! Tris, Tobias (traindo sua mãe e salvando Caleb), Cristina, Cara, Caleb (que se livrou da pena de morte) e mais alguns. Quando atravessam a cerca, eles encontram muito mais do que as respostas que queriam. Encontram a verdade que não queriam. E precisam lutar para mudá-la.

Sobre a história: senti um amadurecimento da autora no desenvolver da coleção. Tris deixa de ser uma adolescente semi-mimada e egoísta (a história da coleção toda se passa em no máximo meses), e consegue enxergar mais do seu namorado, do que ele sente por ela e como ela se sente com relação a isso. Isso se deve, especialmente, pela sua experiência de quase morte na Erudição, mas também pelo fato de observar e escutar mais o que falam para ela.

Neste livro, Tobias tem uma participação muito maior e mais importante, tanto que metade dos capítulos são narrados por ele. É muito interessante ver que o rapaz forte e decidido, que acompanhamos nos livros anteriores, é na verdade muito mais impulsivo e ingênuo do que parecia. Não que ele deixe de ser forte, mas confia demais nas pessoas erradas. É interessante também ver seu ponto de vista sobre a própria Tris, como se sente em relação a ela, suas ações e opiniões e o que sente por ela.

E a parte técnica? A capa escolhida pela Rocco é a mesma da versão original. Com fundo vermelho, cheio de tons laranja e amarelo, parece ter uma grande bola em chamas no centro, porém é sobreposta por uma imagem de uma onda arredondada. O título está na porção mais inferior, logo abaixo dessa onda em chamas, em cor prateada, seguido pelo nome da autora. Abaixo destes, há uma imagem de um aeroporto, que é onde se passa a maior parte da história deste último volume.

A diagramação é simples mas muito bem feita. Margens justificadas, letras de bom tamanho, papel pólen. Capítulo com início em página separada, sem imagens ou letras rebuscadas. A diferença é que neste livro, há o nome do narrador, Tris ou Tobias, em cada um.

É uma distopia que eu comecei a ler sem dar muitos tratos à bola, sem muita fé. Afinal, sou fã de Jogos Vorazes e nada se compara, certo? Errado! Cada distopia tem seu mundo, seu espaço e sua premissa. Divergente está bem distante de Jogos Vorazes, apesar de ter lá suas coisas estranhamente parecidas... Dessa forma, acabou me cativando, mesmo quando eu queria dar uns tapas na Tris. 

Mas, como nem tudo são flores nesse caminho, posso dizer que não gostei muito da forma como a autora deu as explicações durante o correr desse enredo e como fechou a coleção. Não que fossem explicações difíceis, mas eram tantas e as palavras eram repetidas o tempo todo, cansou um pouco.

E, apesar de, no geral, ter sido um final simples, até mesmo esperado, o que aconteceu com os protagonistas não foi legal. Eu acho que ela poderia ter elaborado melhor o mesmo final.

Para quem gosta de distopias e ficção científica, super recomendo. Sim! Tem ficção científica neste último livro! Duas palavras: manipulação genética! Parei! ;)

Espero que curtam a leitura como eu curti!






Ah, sim! 

Lembrando que o último filme (ou a primeira parte dele), sai agora, em março nos cinemas!! 

To indo correndo ver o segundo para poder assistir ao terceiro! Beijo, me liga (#sqn)!

Trailer oficial Convergente - Março/2016


Sobre a autora:

Veronica Roth é uma autora muito jovem e por isso a sua biografia ainda é relativamente curta. Nasceu no dia 19 de Agosto de 1988 em Chicago, que é a cidade onde se desenrola a história de DIVERGENTE.
Veronica afirma que escreve desde a altura em se considerava velha demais para brincar ao ‘faz de conta’. Devido à sua paixão pela escrita, e também incentivada pela sua família, ingressou na Northwestern University para estudar Escrita Criativa, e foi aí que a trilogia DIVERGENTE se iniciou!
Um dia enquanto ia para a Universidade estava ouvindo música e a imagem de alguém saltando de um prédio emergiu na sua mente, dando a ideia para a Audácia. É então que Veronica decide começar a trabalhar no primeiro esboço de DIVERGENTE, preferindo investir o seu tempo nesta história a fazer os trabalhos acadêmicos.
Em Maio de 2011, com apenas 23 anos, lança DIVERGENTE, o seu primeiro livro que se tornou num êxito esmagador em mais de 15 países. Passado apenas um ano, em Maio de 2012, publica a sequência INSURGENTE.



Pérolas da minha surdezaprendendo a ser surda depois dos 30!

Meu livro está em pré-venda! Encomende o seu diretamente comigo e garanta seu exemplar autografado com marcadores personalizados e brindes surpresas!

O lançamento? Marcado:
19/março - Rio de Janeiro/RJ



E, aí, nucciamigo! 

Está participando do Top Comentarista deste mês?

Comente em todas as postagens publicadas de 01 a 31/março!


Acesse as regras e boa sorte!





O blog está lotado de promoções!

Participe do Super-comentaristas! Não tem data limite e você pode comentar em qualquer postagem do blog, publicada em qualquer data! Confira sua posição na barra lateral!



Deixo registrado aqui meu mais profundo agradecimento para minha amiga Karol que emprestou os livros da coleção pra mim e para minha mãe! Sem você, não teríamos nada disso! <3

Boa leitura!

Até + ver!


38 comentários:

  1. Queria dizer que sua resenha foi a primeira que me fez ter um pouco de vontade de ler essa trilogia. Tu explicou claramente a história, fez um resumo bacana dos livros anteriores. Achei isso ótimo.
    Não gosto de distopia, mas ás vezes é bom ler algo que não gostamos.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Helena!
      Que bom que o texto ficou agradável!... Acho resumos dos livros anteriores imprescindível pra quem deseja entender uma trilogia e/ou coleção.
      Também gosto de sair da minha zona de conforto de vez em quando... rs ;)

      Excluir
  2. Oiee ^^
    Eu simplesmente AMEI o primeiro livro. Do segundo eu gostei bastante, mas com o terceiro foi bem diferente. "Convergente" me decepcionou bastante. Achei a leitura um pouco arrastada, e mesmo que já tenha aceitado o final, ainda estou um pouco revoltada kkk' enfim, não curti muito *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é!
      As repetições infindáveis de explicação e palavras difíceis tornaram este livro bem menos impactante que o anterior. E o final, ele podia ter fechado de outro jeito, uma coisa mais impactante, foi muito... "ah, tá..." (não quero dar spoiller aqui! rsrs)

      Excluir
  3. Oi Nuccia, faz tempo que comecei a ler essa série, mas finalizei somente o primeiro volume, tenho que retomar as leituras, mesmo já sabendo o que irá acontecer no final da saga.

    Super beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também li sabendo como a saga terminava. Mas como não sabia o que aconteceu pra chegar lá, me deu curiosidade. Isso e os filmes... ;)

      Excluir
  4. Olá,
    Eu tentei ler o primeiro livro, mas não consegui. Tinha muito problemas, achei uma cópia de THG (mesmo eu sabendo que coisas são diferentes e tals), mas no fim, era a mesma coisa. To meio cansada de distopias. Mas sei que essa série tem bastante fãs, então fico feliz por vocês gostarem. Mas pra mim, infelizmente não funciona. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, algumas distopias parecem ser sempre as mesmas coisas, o confronto com os governos, luta de resistência e tal... Mas, o 'mote', o 'feeling' principal de cada uma é diferente. No fim das contas, Divergente é uma experiência científica, enquanto que THG foi criado como 'diversão' para os cidadãos. Mas tem razão, vai de cada um!

      Excluir
  5. Oi Gatona, não sei porque, mas de tanto ver o povo falando de Divergente e Jogos Vorazes eu perdi totalmente o tesão por lê-los, mas como amo distopia sei que é algo momentâneo e lá pra frente quando povo parar com essa encheção de spoillers eu vou querer ler. Até porque as últimas duas palavras que falou no final da resenha me deixou curiosa com o lado ficção científica da obra.
    Beijos e como sempre suas resenhas são um arraso!

    Giu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giu!
      è verdade, está uma onda de distopia terrível! E as pessoas não param de largar spoilers! Li esta coleção sabendo do final, apenas pq queria entender o meio. Mas dá uma raiva....
      =*

      Excluir
  6. Oii Nu!!
    Eu só li o primeiro livro da trilogia, assisti o segundo filme e desisti do terceiro livro porque recebi muito spoiller rsrs.Mas estou reconsiderando ler o terceiro volume agora que li a sua resenha. Eu também sou fã de Jogos vorazes por isso tenho uma certa aflição ao ler outros livros do mesmo gênero (eu sempre os comparo com JV rsrs) é uma mania sem sentido porque, como você disse cada um tem seu mundo e espaço. Vou tentar ler o livro antes do filme estrear, quem sabe eu vou ao cinema mais animada dessa vez rsrs.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os spoilers que matam, né Jenny? É um porre vc ler um livro ou ver um filme sabendo o que vai acontecer... tira todo o tesão da parada... Mas... apesar de saber do final, não sabia como chegou lá, nem porquê. A leitura ajudou!... Tenta sim!

      Excluir
  7. Olá!

    Sou fã de distopias, mas não consigo gostar dessa! Não sei, a premissa não me convenceu, enfim, já estou saturada de distopias, então, não pretendo fazer essa leitura, mas pra quem gosta com certeza vai mergulhar na leitura assim como você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu leio tudo!... às vezes, leio até o que estou odiando, só pra poder ter base de críticas depois. Divergente pareceu ter um bom enredo no começo e ficou intrigante no meio, mas o final veio meio arrastado e as explicações ficaram a meia-boca. Entretanto, como leitura pra descontrair, vale mesmo.

      Excluir
  8. Olá, apesar de ter amado os filmes quando fui ler os livros não consegui gostar. Não me senti atraída pela história, acho que por já saber tudo o que aconteceria. Li sua resenha completa e a tudo me agrada muito, mas por ser já ter visto os filmes eu não consigo gostar dos livros (infelizmente) o enredo e a trama são tão bons que eu fico triste por não conseguir ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vish!... por isso que eu procuro ler antes de ver o filme!... Fiz isso (der ver antes de ler) com o primeiro livro da coleção e nem vi diferenças... Comparar pra avaliar a adaptação fica estranho. Verei os outros filmes agora, que fechei a leitura.

      Excluir
  9. Estou louca pelos livros da série, que infelizmente, ainda não consegui adquirir.
    Mas sinceramente, me decepcionei um pouco agora, ao saber que o final de Convergente não foi lá aquelas coisas. Espero que o filme me surpreenda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb não comprei! Arranjei (leia-se, implorei) emprestado!... Eu acho que no filme vai ter mais impacto, com efeitos e ação. No livro ficou muito chochinho...

      Excluir
  10. Muito bom saber que no último da série tem ficção científica, adoro distopias com esse clima. Enfim, muita gente fala bem e muita gente fala mal de Convergente, mas nunca li a trilogia e pretendo o quanto antes fazer isso! E, infelizmente, já sei do final do livro, por conta de spoilers que a internet dá :( Mas mesmo assim, meu desejo de ler continua o mesmo. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Dan!
      A internet às vezes ferra tudo! Mas, pense como eu, apesar de saber o final, você não sabe de tudo o que aconteceu até chegar lá! ;)
      Aproveite a leitura!!!

      Excluir
  11. Oi, Nu! Eu particularmente não curto muito distopia. Algum tempo atrás eu comecei a ler Jogos Vorazes, mas não consegui me prender. Já ouvi falar maravilhas deste livro, assim como várias críticas negativas, e mesmo sem ler a história de fato, a gente acaba acompanhando por causa da mídia. Curti sua resenha e o seu ponto de vista, principalmente em saber que o livro tem ficção científica, isso me atrai.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dai!
      Pra quem não curte distopia, é besteira forçar, pq o livro é todo fixado nisso de novo governo e tal. Mas eu sou chegada nesses mundos 'paralelos' então.... Ficção científica é comigo mesmo! (e cá entre nó, muitas ficções já se tornaram realidades, pq está seria diferente??) rsrs bj!

      Excluir
  12. Eu li, eu li, eu li... Bem... Na verdade eu li os dois primeiros e gostei muito. O primeiro principalmente, com todos os conflitos internos da personagem. O terceiro acabei passando porque me fizeram o desfavor de me contar o final do livro e já sabendo o final a história meio que perde a graça para mim. Quando leio um livro a minha grande aventura é conseguir descobrir justamente o final, oras.
    Aí acabou que depois falei pra pessoa que já que ela tinha contado o final que contasse tudo de um vez.rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha... esses 'amigos'.... todos uns palhacinhos! Eu soube do final pela internet, povo não sabe ficar de bico fechado!... Mas, me esforcei pra ler o meio e até me surpreendeu... bj!

      Excluir
  13. Olá.. tudo bem??
    Eu achei o final condizente com uma verdadeira distopia... porque muitas vezes ela é fria e dependendo não dá sempre para ter um final que a gente deseja e sim triste e dolorido... minha relação de com este desfecho é de amor e ódio ou sem sentimentos... não sei ainda o que sentir... só sei que a ressaca me bateu e meu medo de finalizar a série foi superado... sim achei algumas coisas enroladas, mas no fim deu para entender o que ela queria sobre os divergentes... agora é se contentar com o filme xero!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim! Meu problema não foi ser o final que eu desejasse, Acontecer o que aconteceu foi até esperado.. mas COMO aconteceu é que podia ter sido melhorzinho... ter mais impacto, sei lá...! Amor e ódio define bem! rs

      Excluir
  14. Olá Nucci!
    Também sou apaixonada por Jogos Vorazes e confesso que assim como você achei que Divergente era só uma cópia, mas aí assisti o filme e me entreguei a leitura! Mas parei no segundo... A Triss me irritou a beça e depois de receber um spoiller monstro desisti de finalizar a trilogia! Mas fico feliz que tenha conseguido

    Beijokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é irritante mesmo! Mas precisamos lembrar que ela só tinha 16 anos... Com 16 anos não dá pra ser muito madura e exigir da personagem... ;)

      Excluir
  15. Oi Nu, confesso que nunca tive vontade de ler essa série, mas isso mudou um pouco ao ler tua resenha, você conseguiu passar um sentido bem legal da história e sem spoiler rsrs, acho que devo dar uma chance aos livro ;)
    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenta um pouquinho, Mèrcia! Acho que vale pelo clima de suspense e pela ação. Você vai sentir vontade de socar os personagens e de largar o livro, mas fique firme! rsrs... bj!

      Excluir
  16. Oi Nu, sua linda, tudo bem?
    Acredita que ainda não li esse livro? Já vi várias resenhas e a maioria não gostou do desfecho dessa trilogia. Uma pena, pois eu estou vendo os filmes e gostando tanto, estou até com medo de olhar o que a autora vai fazer com os personagens. Mas é claro que estarei lá quando o filme for lançado e ainda leio os livros esse ano, risos... Gostei muito da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh-oh... depois que vc ver o último filme, não vai querer nem chegar perto dos livros!! rsrs... Não digo mais nada!... Mas eu leria mesmo assim, só pra tirar a prova dos 9. ;)
      tenta! bj!

      Excluir
  17. Eu gosto muito dos filmes, mas nunca cheguei a ler essa trilogia, apesar de ter muita vontade, porém pretendo fazer isso em breve, já que gostei muito das adaptações. E se os livros forem melhores que os filmes, essa trilogia já vai virar queridinha. Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei bastante dos livros! E agora irei começar a comparação com os outros filmes (pq já vi o primeiro)... Mas achei que foram boas adaptações...

      Excluir
  18. Li os livros da trilogia ano passado e gostei muito, principalmente de Convergente . Que final foi aquele, hein? De partir o coração, chorei muito....
    Mal posso esperar para ver a adaptação no cinema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De partir o coração mesmo!!! Apesar de parecer muito mimada e, por vezes, insensível, Tris é um personagem muito inteligente, merecia ter um final escrito de uma forma mais criativa!... Mas.... Tá valendo! bjs!

      Excluir
  19. Oi!
    Li essa serie e gostei bastante, mas esse não foi um livro que gostei tanto com certeza foi um livros cheio de revelação e com um final de parti o coração, mas acho que pelo final de Insurgente e por eu ter ficando esperando esse livro por um bom tempo ele não alcançou minhas expectativas !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dos 3 livros que li dessa coleção, Insurgente foi de longe o melhor deles. Tem muita ação e informação impactante. Não que Convergente não tenha ação ou informação, mas o impacto foi bem menor... Atualmente, fico esperando ter todos os livros de uma coleção antes de começar a ler, assim o tempo de expectativa não afeta tanto...

      Excluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...