menu

Sorteios

terça-feira, 8 de agosto de 2017

0 [Na Cena do Crime] Resenha [seriado] - Blindspot

“Um dia frio... Um bom lugar pra ler um livro...”

Ainda bem que quando Djavan escreveu essa música não havia Netflix, senão seria difícil rimar: livros, filmes, documentários e séries. :P

Na minha missão de desbravamento da Netflix, encontrei outra série para compor a lista das melhores do ano, e lógico que vou dividir minhas impressões com vocês.

Então, vamos unir nossas lanternas para analisarmos as tatuagens? Ops! Pistas! Se bem que, tratando-se de Blindspot as pistas estão, literalmente, nas tatuagens.

Não se preocupem, não perdi a sanidade (ainda). Vem comigo que explicarei direitinho 😉

Eu sou a Priscila, a colaboradora armada! ;)





Blindspot
(Blidspot, 2015)
Drama criminal, ação, suspense


Sinopse:
Blindspot centra-se em uma mulher tatuada e misteriosa que foi encontrada totalmente nua na Times Square em Nova York a pós perder a memória e sem saber a sua própria identidade. O FBI descobre que cada tatuagem contém uma pista para cada crime que está prestes a acontecer então eles precisam desvendar cada marca para proteger o Estados Unidos






Blindspot criada pelo Martin Gero é uma produção original da NBC. Conta a história de um agente do FBI que, misteriosamente, se vê em meio a uma conspiração. 

A história começa quando Jane Doe (Jaimie Alexander), completamente sem memória, é encontrada nua no meio da Times Square, em Nova York, com o corpo coberto de tatuagens recentes. 

E uma dessas tatuagens é o nome do agente do FBI Kurt Weller (Sullivan Stapleton - pausa para os aplausos, oh homem bonito da gota serena. Ok, já me recompus!) Agora, ele terá que desvendar os mistérios: Quem é esta mulher e o que significam suas tatuagens?


Cada episódio trata de uma tatuagem, onde a equipe comandada pelo Weller as decifram e, baseados nas informações que conseguem, desvendam um crime, ou vários. Entre eles assassinatos, conspirações, tráficos e etc. 

Além de acrescentar mais uma peça ao intricado quebra cabeça central: Quem fez essas tatuagens na Jane, como diabos a pessoa sabia de tantos atos criminosos? E o mais importante: qual seu verdadeiro objetivo? 

Ao logo da série as pessoas envolvidas no plano vão surgindo e nos surpreendendo, lógico. Todos são potencialmente suspeitos, o que deixa as coisas ainda mais interessantes.


A série que se passa em Nova York, é muito bem produzida, tem um ritmo alucinante, em todo episódio há perseguições, tiroteio, pancadaria e explosões. Oh, povo para gostar de explosões! 

Os roteiros são excelentes, as ligações entre as tatuagens e os crimes são muito bacanas, uma combinação de criptografia, zodíaco, arquitetura, anagramas e tudo mais que a imaginação fértil dos roteiristas conseguiram incluir. 

Sobre o elenco, além do Sullivan Stapleton e da Jaimie Alexander, que brilhantemente dão vida aos personagens do Weller e da Jane, destaco a Ashley Johnson, que vive a Patterson, a chefe da unidade forense do FBI. Ela está encarregada de decifrar as tatuagens de Jane e no ímpeto acaba permitindo que um civil a ajude, indo contra as normas de segurança interna do FBI. As atitudes dela a colocaram em uma situação muito delicada, e ela terá que trabalhar muito para reparar os erros.


No fim da primeira temporada fiquei em cólicas, porque a Netflix só disponibilizou, até o momento, a primeira temporada. Fiz uma busca interminável pela continuação e descobri que a 2ª temporada já estava disponível. Impossível de resistir, maratonei e não me arrependi! 

A 2ª temporada mostrou-se tão boa quanto a primeira. A 3ª temporada está sendo aguardada com muita ansiedade e será exibida pela Warner Channel. Oremos todos para que a Netflix se compadeça e disponibilize logo todas as temporadas!

Bom, espero que tenham gostado e aguçado a curiosidade de vocês. Assistam e me digam o que acharam.

Beijos!




Priscila Ferreira, pernambucana. Leitora compulsiva e amante do gênero policial, tem mania de ler a última página primeiro. Extremamente competitiva, decidiu cumprir um desafio e escrever um livro, seu primeiro Romance - Um Encontro Fatal. Atualmente mora em uma belíssima praia do litoral sul de Pernambuco com esposo e filha.


CONTATO >> priscillaufrpe@hotmail.com





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...