menu

Destaques

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

5 Resenha [livro] - Doce Amargo, de Evelyn Santana


Olá, leitores!

Eis-me de volta para mais uma resenha! Sim, eu disse que ia ser mais esporádico, mas é que eu li esse livro bem rapidinho! Quer saber por que? Vem comigo!

É hora da resenha do livro nacional Doce Amargo, o 1º de uma duologia de mesmo nome, escrito por Evelyn Santana e publicado pela Editora Coerência.


Sobre o LIVRO:

Doce Amargo
Duologia Doce Amargo - livro 01
Autora: Evelyn Santana
Editora: Coerência
Gênero: romance / drama
Ano:2016
448 p.

Sinopse:
Melinda é uma garota que não conhece suas origens, tendo sido abandonada com pouco dias de vida em um orfanato, onde se apaixona por uma ilusão, um rosto em uma foto no jornal: Robert Blackwell, um promissor empresário que fez uma doação para o orfanato onde ela morava. Anos mais tarde, Linda consegue se reerguer, estudar e garantir um bom emprego na empresa de Robert. Um acidente faz com que se encontrem. A ganância dele os aproxima. E o amor sela tudo.




Se eu contar que quando comecei a ler o livro senti vontade de abandonar a leitura, vocês me perdoam?

Não!! O livro não é ruim! BEM longe disso! O personagem principal é que é um... hum... na falta de palavra melhor: um babaca! Já explico!

Melinda Calle é uma órfã que viveu boa parte da adolescência em um orfanato. Um dos melhores dias de sua vida nesse lugar foi quando um magnata fez uma extensa doação na época do Natal. Ela guardou em seus pertences o nome e uma foto do tal doador. E acabou indo trabalhar no setor de contabilidade da sua empresa. Nunca falou com ele. Até que ele a atropelou.

"O meu tempo para conseguir uma esposa era curto e Melinda fazia o tipo difícil. A coisa mais sensata a se fazer era ir em busca de outra garota... alguém que não fosse tão geniosa. Contudo, agora mais do que nunca, eu queria Melinda Calle."

Robert Blackwell é filho do dono de um dos maiores conglomerados do mundo. Sua infância não foi fácil, dado a predileção do pai pelo irmão gêmeo, minutos mais velho. Quando o irmão falece, vítima de um afogamento, a vida de Robert fica ainda pior. Confrontando o pai, se recusa a assumir o conglomerado da família e abre sua própria empresa. Sua vida pessoal se resume a conversas esporádicas com a irmã e a família dela e muitas, mas muitas mulheres famosas de uma noite só. Robert é arrogante, machista, egoísta, ardiloso, mentiroso e ... Bem, quando o testamento de seu pai diz que ele é obrigado a se casar em 3 meses ou a herança será dada à amante do pai, Robert decide esmagar a memória dele se casando com uma mulher que o pai jamais aprovaria.


As coisas se desenrolam a partir daí e foi aí também que eu gamei no livro e terminei em 4 dias, depois de 2 dias me forçando a não matar o Robert! Segundo o grupo de leitores da Evelyn, esse sentimento de ódio e amor ao Robert é normal, então... ;)

É oficial: entrei de vez no mundo dos romances românticos! E estou adorando essa aventura! Evelyn tem uma escrita fluida, bem dosada, que permite que os leitores interiorizem as sensações dos personagens e as vivam quase pessoalmente.

"Linda sorriu brilhantemente para mim. Um sorriso sincero, deixando todos os dentes à mostra, de um modo que nunca vi nenhuma das mulheres com quem me relacionei fazer parecido. Então, me dei conta de que com nenhuma delas eu havia sido tão extrovertido quanto estava sendo com Linda."

Os personagens foram muito bem construídos (mas isso já deu pra notar, não é?), as descrições são perfeitas. Quando terminei o livro, virei duas vezes, quase esperando que a continuação brotasse ali na hora para que eu soubesse o que aconteceria com Robert e Melinda depois de ... ah, calma! Sem spoiler!

O título do livro se explica no texto. A edição da Coerência está um primor! Fora pequenos erros de digitação (letras trocadas que sempre escapam aos olhos), uma revisão impecável. A diagramação é simples e delicada, combinando com o tema, da mesma forma que a capa.

Recomendar o livro parece até redundante. É uma leitura que eu faço questão de manter na minha estante (ou na da minha irmã, porque eu sei que ela vai me roubar o livro). Evelyn, parabéns! Espero poder ler logo o segundo volume a fim de acalmar meu coração quanto aos bons tapas que Robert merece.

"Eu não sabia dizer quem tomou a iniciativa, mas o importante, de fato, era que nossos lábios estavam grudados aos do outro e que eu pude voltar a sentir seu gosto."

By the way, Evelyn recém-lançou um novo romance também pela Coerência, chamado "Tudo de Mim".  Está na fila imensa de leituras desejadas. ;)



Sobre a AUTORA:

Evelyn Santana se apaixonou ainda bem cedo pela literatura, mas foi apenas quando conheceu o autor Sidney Sheldon que decidiu entrar para o mundo da escrita. Escreveu seu primeiro livro com 16 anos de idade e hoje, aos 22 anos, cursa Letras e trabalha como revisora. Doce Amargo é seu romance de estréia. 



Outras obras da autora:





Pelo visto o mês de novembro vem recheadinho de resenhas dos livros que li até agora!

Coisa boa, né, nom?

Indiquem a leitura a seus amigos! Eu e Evelyn vamos adorar!

Até + ver!


Vocês sabiam que meu mais novo romance já está em pré-venda?

Não?! Pois vem dar uma espiadinha na capa, na sinopse e nos brindes da pré-venda! Aproveite o frete gratuito!


Cadeados: o amor é a chave!
Pré-venda liberada
Diagramação: Cris Spezzaferro

Sinopse: 
“Para todo mundo, eu perdera apenas a audição. Para mim, perdera toda minha vida.” 

Após encerrar sua jornada no exterior, Pamella retorna ao Brasil para prestar vestibular e seguir a carreira na Biomedicina, ao invés de se tornar uma artista como todos na família. Seus planos e sonhos são bruscamente interrompidos por um acidente de carro. Meses depois, ainda se recuperando do coma, do luto e do abandono pelo namorado, novos sintomas surgem. E, então, da noite para o dia, ela se descobre surda. Com a ajuda da irmã e amigos, Pam deverá interagir com o mundo através do tato e da visão, sem perder sua identidade. Precisará aprender a se adaptar à sua nova condição, a se conectar novamente com a sociedade, a se comunicar, a confiar, a amar e ser amada outra vez, a sobreviver à sua deficiência. Após tanto tempo sentindo-se trancada dentro de um mundo silencioso e solitário por fortes cadeados, ela descobrirá que o amor é a única chave: o amor por alguém, por si mesma e pela vida. 






quarta-feira, 7 de novembro de 2018

0 [PRÉ-VENDA] - Cadeados, de Nuccia De Cicco


Olá, nucciamigos!

Vocês sabiam que meu mais novo romance já está em pré-venda?

Não?! Pois vem dar uma espiadinha na capa, na sinopse e nos brindes da pré-venda! Aproveite o frete gratuito!

Go! Go! Go!



Sobre o LIVRO:

Cadeados: o amor é a chave!
Diagramação: Cris Spezzaferro

Sinopse: 

“Para todo mundo, eu perdera apenas a audição. Para mim, perdera toda minha vida.” 

Após encerrar sua jornada no exterior, Pamella retorna ao Brasil para prestar vestibular e seguir a carreira na Biomedicina, ao invés de se tornar uma artista como todos na família. Seus planos e sonhos são bruscamente interrompidos por um acidente de carro. Meses depois, ainda se recuperando do coma, do luto e do abandono pelo namorado, novos sintomas surgem. E, então, da noite para o dia, ela se descobre surda. Com a ajuda da irmã e amigos, Pam deverá interagir com o mundo através do tato e da visão, sem perder sua identidade. Precisará aprender a se adaptar à sua nova condição, a se conectar novamente com a sociedade, a se comunicar, a confiar, a amar e ser amada outra vez, a sobreviver à sua deficiência. Após tanto tempo sentindo-se trancada dentro de um mundo silencioso e solitário por fortes cadeados, ela descobrirá que o amor é a única chave: o amor por alguém, por si mesma e pela vida. 



segunda-feira, 5 de novembro de 2018

0 Resenha [livro] - Cores de Outono, de Keila Gon


Olá, nucciamigos!

Sei que estou em falha com o blog, desaparecida por tempos, mas infelizmente será assim, esporádico, daqui por diante, pois eu tenho passado mais tempo escrevendo do que lendo.

Mesmo assim, cada vez que uma leitura finalizar, a resenha estará aqui!

Dito isso, claro que apareci para uma nova resenha! O livro é nacional, da nossa parceira Mundo Uno Editora! Venham conferir a delícia de leitura que é Cores de Outono: descobrindo a magia, o 1º volume da Trilogia Cores, escrito por Keila Gon!


Sobre o LIVRO:

Cores de outono: descobrindo a magia
Trilogia Cores - vol. 1
Autora: Keila Gon
Editora: Mundo Uno
Gênero: ficção / fantasia / aventura
2ª Edição
Ano: 2017
410 p.

Sinopse:
O inesperado, o impossível, o destino...
Quem ama escolhe seus caminhos, vence o medo, ultrapassa a razão, duela com a dúvida entre o certo e o fácil para seguir seu coração. Melissa encontrou em um olhar as revelações de toda uma vida e longe da lógica escolheu o caminho confuso, mas surpreendente do amor. Ela chegou à pequena cidade da montanha com a responsabilidade de cuidar de Alice, sua irmã caçula, esperando uma vida simples. Mas se viu envolvida por Vincent, um estranho arrogante, dono de irresistíveis olhos turquesa que vai levá-la através da sombra e da luz para revelar surpresas inimagináveis de um Mundo Mágico perigoso e fascinante. A cada encontro este homem misterioso amedronta e encanta; desperta sentimentos e a faz duvidar de sua coragem. Mas, antes que Melissa seja arrebatada por esse amor, ela precisa enfrentar elfos, magos e intrigas em um mundo inóspito que testará seu coração. Cores de outono é o primeiro volume de uma saga mágica que vai instigar emoções e paixões. Cores de outono é o primeiro volume de uma trilogia mágica que vai instigar emoções e paixões.



terça-feira, 28 de agosto de 2018

0 [No Umbral] [Conto] - A Peregrina


Saudações, passageiros e passageiras do Umbral!

A vida tem caminhos sombrios nos quais todos pisamos em algumas épocas e enfrentamos manifestações oriundas destes caminhos tortuosos.

Minha presença nesta passagem será mais esporádica, contudo não irei esmorecer. Mesmo nos encontros com Peregrinas incautas, encontramos a luz que nos mostra onde estão as chaves do Umbral.

Hoje, neste conto, nesta passagem pelos campos sombrios e misteriosos, iremos ao encontro da verdade derradeira da vida: a morte, um destino único compartilhado pelos seres vivos e pelas estrelas.

Eu, Orfeu Brocco, seu anfitrião e guia, venho lhes fazer um convite: venham comigo!


terça-feira, 7 de agosto de 2018

2 Resenha [livro] - Além de Ver, Sentir, de Vivi Vresk


Olá, leitores!

A publicação da Antologia Fantásticos está a todo vapor! E acho que esse ano vamos ter Cadeados lançado também!

Enquanto esses lançamentos não chegam ou desenrolam... Resenha de livro nacional, sim, claro ou óbvio?

Acompanhem comigo a resenha do livro Além de Ver, Sentir, da autora Vivi Vresk, publicado em formato digital na Amazon, e que tem um diferencial: protagonista com deficiência


Sobre o LIVRO:

Além de Ver, Sentir
Autora: Vivi Vresk
Editora: Amazon
Gênero: romance
Ano: 2017
607 p.

Sinopse:
Cego de nascença, Gustavo acreditava que o seu maior desafio no curso de mestrado seria a falta de adaptação da universidade a deficiência, mas qual não foi a sua surpresa ao descobrir que contrataram uma auxiliar especialmente para ele? E isso foi só o começo, ele novamente se surpreende ao descobrir que uma colega de sala está interessada por ele. Independente, autossuficiente e determinado, Gustavo levava uma vida plena até se ver rodeado por essas duas mulheres que bagunçam a sua vida e destroem a sua rotina. A cegueira não é limitadora, é o que o Gustavo vai ensinar para você. Os sentimentos podem ser, é o que ele vai descobrir. Mas não existem limites para um homem disposto a lutar e uma mulher que quer vencer. A deficiência e o trauma lado a lado. A vida os uniu, eles aceitaram a missão de transcender.




*Obra cedida pela AUTORA no formato DIGITAL para resenha. As opiniões são exclusivamente nossas. Não houve nenhum tipo de intervenção em nossos comentários.*





terça-feira, 17 de julho de 2018

0 [Vida sem Som] - Testei o App PEDIUS


Alou, nucciamigos!

Depois de muito, mas muito tempo mesmo, voltei com a coluna VIDA SEM SOM, na qual eu conto um pouquinho pra vocês sobre surdez, o mundo do silêncio e as tecnologias que nós, pessoas surdas, usamos.

Hoje, eu trouxe um aplicativo que me foi apresentado em março deste ano. Sim, já era pra ter postado sobre ele há muuuuuuuito tempo, mas essa vida de militante da surdez na universidade tá acabando com meu tempo e com meus nervos.

Enfim... Vamos conhecer o Pedius, uma tecnologia assistiva na forma de aplicativo que faz chamadas telefônicas voz/texto para pessoas surdas e também a minha opinião sobre ele depois de usá-lo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...