menu

Destaques

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

0 Resenha ]livro] - A assombração da casa da colina, de Shirley Jackson


Olá, nucciamigos!

Como vamos? Como foram as férias? Muitos livros, né!!

Que tal começarmos o ano com a leitura daquele gênero que a gente mais gosta? Bacana, sim ou claro? Foi o que fiz!

A primeira resenha literária de 2019 é um terror daqueles que nos deixam de boca aberta: A assombração na Casa da Colina, da ilustre Shirley Jackson, em uma edição especial de capa dura lançada pela Suma de Letras!

Rola pra baixo!


Sobre o LIVRO:

A assombração na Casa da Colina
Autora: Shirley Jackson
Editora: Suma de Letras
Gênero: terror / paranormal
Ano: 2018
240 p.

Sinopse:
Considerada uma das melhores histórias de terror do século XX, a A Assombração da Casa da Colina promete calafrios aos seus leitores. Vista por mestres como Stephen King e Neil Gaiman como a rainha do terror, Shirley Jackson entrega um livro perturbador sobre a relação entre a loucura e o sobrenatural. Sozinha no mundo, Eleanor fica encantada ao receber uma carta do Dr. Montague convidando-a para passar um tempo na Casa da Colina, um local conhecido por suas manifestações fantasmagóricas. O mesmo convite é feito a Theodora, uma alma artística e “sensitiva”, e a Luke, o herdeiro da mansão. Mas o que começa como uma exploração bem-humorada de um mito inocente se transforma em uma viagem para os piores pesadelos de seus moradores. Com o tempo, fica cada vez mais claro que a vida, e a sanidade, de todos está em risco.


*Livro do acervo pessoal da blogueira*



Esse ano eu decidi encerrar todas as parcerias com autores. Por que? Porque eu estava atolando minhas leituras em parcerias e não estava dando conta. Sim, adoro ler nacionais, mas ler por obrigação, apesar de ser ajuda a alguém, estava me tornando chata. Então, esse ano a ideia é ler o que me convém, ou melhor, ler a maldita pilha de livros acumulados! Sendo assim, montei uma meta na base do sorteio.

Mas a primeira leitura é aquele que te dá o embalo. Então, decidi que essa não ia ser aleatória. Escolhi ler o livro que ganhei no amigo oculto literário, um que queria muito e do meu gênero preferido: terror!

"A casa da colina, desprovida de sanidade, se erguia solitária contra os montes, aprisionando as trevas em seu interior; estava desse jeito havia 80 anos e talvez continuasse por mais 80."

A assombração na Casa da Colina é um clássico da literatura de terror que entrou na moda esse ano com o lançamento da série no Netflix (BTW, puta série!!!), cujo enredo é baseado no livro. PAUSA EXPLICATIVA: o seriado NÃO É uma adaptação do livro! É um enredo BASEADO, tem traços, personagens, histórias do local, apenas.


Bom... e de que se trata esse livro? Você vai achar que é um clichê. Só que tem de se lembrar que os livros POSTERIORES é que copiaram a diva do terror. Shirley Jackson é a primeira de seu nome, é a rainha da literatura do medo.

O livro fala de um grupo que decide passar um verão na chamada Casa da Colina que é, conhecidamente, uma casa com aparições, fantasmas. O esquema? O ​Doutor Montague é um cientista que deseja estudar as chamadas assombrações. Só que ele quer refutá-las! Deseja mostrar que as emanações, as ditas assombrações, são na verdade frutos da psique humana.

"Era uma casa sem bondade jamais feita para ser habitada, não era um lugar adequado a pessoas ou ao amor ou à esperança."

Assim, ele consegue autorização acadêmica, depois de muito custo e chacota, para fazer sua pesquisa na casa. Entra em contato com a família proprietária e convida algumas pessoas para serem seus "assistentes" durante essa época de pesquisas em uma casa famosa por seus fantasmas.

Os assistentes? Theodora, uma sensitiva comprovada através de experimentos, Luke, um dos herdeiros da casa, e Eleonora, uma pessoa totalmente sozinha no mundo, com um passado conturbado.


A mansão chamada de "Casa da Colina" é enorme, circular e seu terreno não é frequentado pelos caseiros após o anoitecer. Rígidos, eles nunca põem os pés dentro da casa à noite, na escuridão. Nenhum hóspede ou locatário ficou mais do que alguns dias na casa. Ninguém consegue permanecer lá por muito tempo.

"A reputação da casa da colina é de insistir na hospitalidade; ao que consta, ela não gosta que seus hóspedes escapem."

Dentro da casa, as coisas, que começam de uma forma leve e descontraída, passam a se tornar assustadoras. Pela narrativa, você percebe a mudança na personalidade de cada pessoa da casa, a perda gradativa de sanidade, o domínio que a Casa exerce.

Sobre a narrativa? Eu gostei bastante do jeito como a Shirley colocava as mudanças. Sem perceber você saía, junto com o personagem, do reino da realidade para a loucura. É muito sutil. E o final, surpreendente, é claro. Quando você acha que tudo vai ser de um jeito, bem...

"O medo é a renúncia da lógica, a renúncia voluntária de padrões sensatos. Ou cedemos a ele ou lutamos contra, mas não nos e possível encontrar um meio termo."

O que me incomodou foram os diálogos entre aspas, ao invés de usar o travessão. Eu sei que é o estilo comum da época, mas me atrapalha demais a leitura. Coisa particular minha mesmo.

Como disse, é um clássico. E fã de terror que não leu, não pode ser chamado de fã de terror. ;)

E, antes de encerrar, cabe lembrar que o seriado da Netflix não é uma adaptação, mas o filme É! Sim, senhores, temos um filme que é uma adaptação do livro, mais fiel, raro de achar, outro clássico, dessa vez do cinema.


"A senhora não vai gostar, ele afirmou. Vai se lamentar por eu ter aberto o portão."



Sobre a AUTORA:

Shirley Jackson (1916-1965) é considerada uma das mais influentes escritoras norte-americanas. Herdeira da grande tradição do gótico americano, iniciada com Edgar Allan Poe, teve uma vida curta – tal como Flannery O’Connor, outra das grandes escritoras da sua geração –, mas foi uma autora prolífera. Obteve imediato sucesso e fama com a publicação, em 1948, do conto “The Lottery”, que na época dividiu opiniões e suscitou acesas polémicas. Ao todo escreveu mais de 55 contos, que foram sendo reunidos em variados volumes, o último deles póstumo: “Come Along With Me” (1968). Da sua obra, destacam-se ainda as crónicas familiares “Life among the Savages” (1953) e “Raising Demons” (1957); e os seus romances “The Sundail” (1958), “The Haunting of Hill House” (1959) – alvo de uma recente adaptação cinematográfica, e este «Sempre vivemos no castelo» (1962). Os livros de Shirley Jackson receberam inúmeras distinções e prémios e estão amplamente divulgados nas principais línguas. Em Portugal a sua obra era ainda inédita.



Impactante!

Espero que 2019 seja um ano de muitas leituras!

Tenho uma meta que vai mudando ao longo de ano (mudando significa acrescentando livros rsrs), e pretendo trazer TODAS essas leituras aqui! Aguardem!

Aliás! Também falo delas no stories do Instagram! E depois o vídeo vai parar lá no Canal 1001! Acompanhem a #dicadanu!


Até + ver!



O ebook "Cadeados" já está disponível para os leitores kindle na Amazon por apenas R$ 7,99! Quem for assinante do Kindle Unlimited também já pode baixar o seu exemplar! Aproveitem!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...