menu

Destaques

sexta-feira, 24 de maio de 2019

0 Resenha [livro] - Belleville, de Felipe Colbert


"Olá, enfermeira!" XD

Só os fortes (gente com mais de 20 anos) entenderão a saudação!

Mas deixando essa brincadeira besta de lado... É dia de resenha de livro nacional!!

Uns dias atrás tive de viajar e isso significa horas de ônibus livres para leitura! Assim, deu para começar e finalizar a leitura de Belleville, um romance incrível escrito pelo Felipe Colbert e lançado pela Novo Conceito Editora!

Rola pra baixo!


Sobre o LIVRO:

Belleville
Autor: Felipe Colbert
Editora: Novo Conceito
Gênero: romance
Ano: 2014
304 p.

Sinopse:
Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício... Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro...


*Livro do acervo pessoal da blogueira*



Comprei o livro na Bienal de 2015 e coloquei na pilha pra ler. Aí, comecei a carreira de blogueira e escritora, as parcerias e meus livros foram entrando na frente e... Bem, finalmente, li! Ao que parece, esse ano é dos romances que me abalam, e olha que isso não é fácil. Já explico.

Lucius é um rapaz de 20 anos que se muda para Campos do Jordão a fim de fazer sua graduação em Licenciatura em Matemática, um sonho desde a adolescência. Ele nunca foi de fazer muitos amigos, dado o seu jeito... contido de ser. E não foi diferente ao pisar na universidade. O bullying o persegue em qualquer escola ou idade.

"Ainda que a jovem não fosse conhecida, eu sentia certa familiaridade ao olhar para a fotografia. Talvez estivesse simplesmente encantado pela sua beleza, descobrindo a comum sensação de ver uma pessoa pela primeira vez e ter a impressão de já conhecê-la... Mas não era só isso. Quanto mais observava os detalhes da imagem, mais próximo eu me sentia daquele tempo, daquele lugar, daquela garota."

Mas até aí, nada estranho. Estranha mesmo é a casa que aluga para morar enquanto estuda. Antiga, com mais de 50 anos, os canos cantam cada vez que uma torneira é aberta. Há um galpão cheio de ferramentas e madeiras estranhas, no qual ele encontrou uma velha Vespa, que decidiu consertar e usar para se locomover. E... estacas. Enormes toras de madeira encaixadas no terreno de trás, semi-ocultas por um bosque. O que os antigos donos queriam com aquilo?

Quando decide explorar melhor a casa, descobre uma biblioteca. Sem querer, em meio aos livros, encontra uma fotografia antiga, em preto e branco, de uma moça de olhos brilhantes (que ele podia jurar que eram verdes), ajoelhada ao lado de um daqueles pilares, a enterrar uma caixa de madeira. Se isso não é intrigante, nem sei mais o que poderia ser.

"Parecia sensato concluir que não havia coerência nenhuma e encerrar o assunto de uma vez. No entanto, não era isso que meu coração pedia. Senti uma vontade irresistível de saber até onde aquela história iria. Eu queria decifrar não apenas o enigma, mas a pessoa que estava por trás dele. Talvez as respostas de que eu precisava pudessem ser respondidas com uma só pergunta... Quem é Lucius?"
Óbvio que Lucius vai até lá. E descobre a caixa enterrada ao lado do pilar primordial. E dentro da caixa... uma carta. Um pedido. Um sonho. E a explicação para toda aquela parafernália.


É assim que conhecemos melhor Anabelle, a jovem de 18 anos que viveu naquela casa 50 anos atrás. Recém-órfã, ela passa por dificuldades. E seu sonho e seu pedido são um só: ver a montanha-russa, Belleville, que seu pai estava construindo para ela, se tornar realidade.

O incrível começa a acontecer quando Lucius decide deixar uma nova carta junto daquela. Inacreditavelmente, quem recebe a carta de Lucius é Anabelle. E então, um relacionamento através de 50 anos de diferença começa a acontecer. A vida dos dois está mudando, para sempre.

"Então busquei o cordão de Anabelle em meu bolso e apertei-o tão forte que as pontas fincaram na palma da minha mão. Aquela peça era meu amuleto; meu pedido, óbvio demais. Com a outra mão, peguei a pá e comecei a cavar."
Cá entre nós, foi um livro lindo! Gostei de Lucius, de sua obstinação que nasceu da curiosidade. Da força que Anabelle tinha, mesmo que em seu tempo, mais especificamente 1964, esse tido de força fosse visto de outra maneira. As dores que essa menina enfrentou...!

Achei bacana que o autor tentou dar uma explicação cientifica para o que ocorria, para o que permitia que dois jovens se comunicassem através do tempo naquele espaço. O toque "sobrenatural" aliado à física quântica ficou show e deu um toque especial ao livro.

"Olhei para o console de Belleville, instalado no terreno, com as luzes acesas. Imediatamente, minhas pernas ficaram bambas como maria-mole, ao mesmo tempo em que uma lágrima desceu lentamente pela lateral do meu rosto. (...) Eu tinha um único pensamento bem definido, que aflorava por todos os cantos até tomar toda minha pele: eu estava encarando aquilo como uma contagem regressiva para a realização de um sonho."

A leitura tem fluidez, cadência e não é melosa. Comecei a ler o livro em uma 6f, pausei no sábado (porque estava em um evento literário) e finalizei em 5h de viagem no domingo. Foi uma das leituras mais rápidas e também emocionante.

Acho, então, que fazer uma recomendação é redundante, mas ok. Amantes de romances vão se derreter no amor que surge entre Lucius e Ana. Amantes de ciência vão querer minuciar mais o fenômeno. E quem está a fim de começar a ler romances, pode começar por esse tranquilo, vai adorar!



Sobre o AUTOR:

FELIPE COLBERT é autor de quatro livros, palestrante e estruturador de romances. Possui trabalhos publicados no Brasil e na Europa. Carioca, atualmente vive na cidade de São Paulo com sua esposa e filho.



É isso! Agora lerei mais alguns nacionais no meu kindle e pegarei uns estrangeiros. Isso significa resenha até o final do ano, confere? rsrsrs

Espero que vocês curtam a leitura tanto quanto eu. Sonhem, um dia tudo se realiza.

Boa leitura e até + ver!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...