quarta-feira, 1 de julho de 2015

8 Resenha [filme] - Cinderella

Oi, gente!

Julho começou chacoalhando geral! E, pra variar, a atrasadinha aqui tem resenha de filme nova pra vocês! Quer dizer, a resenha é nova, mas o filme nem tanto...

Enfim... Hoje, nossa resenha é sobre o filme Cinderella, lançado em março de 2015 nos cinemas. Dirigido por Kenneth Branagh, é uma nova versão (mas não uma adaptação) do filme de 1950 da Disney, baseado no conto de fadas escrito por Charles Perrault.

A sinopse divulgada, pois sempre há uma, foi esta:

A história segue a sorte da jovem Ella, cujo pai comerciante se casa novamente após a trágica morte de sua mãe. Para dar apoio ao seu pai, Ella recebe uma madrasta, Lady Tremaine, e duas irmãs, Anastasia e Drisella, na casa da família. Mas quando o pai de Ella, de repente e inesperadamente some, ela encontra-se à mercê de uma nova família ciumenta e cruel. Relegada a nada mais do que uma serva, Ella passar a ser chamada de "Cinderella" já que ela costumava a trabalhar nas cinzas. Apesar da crueldade infligida sobre ela, Ella está determinada a honrar as últimas palavras de sua mãe de "ter coragem e ser gentil", e não ceder ao desespero ou desprezar aquelas que abusam dela. Sem saber que o estranho arrojado que ela conheceu na floresta é um príncipe e não apenas um funcionário do palácio, Ella sente que finalmente encontrou uma alma gêmea. Preocupado com a sucessão ao trono, o Rei idoso e doente envia um convite aberto para todas as donzelas participarem de um baile para que seu filho pudesse encontrar uma esposa e garantir a continuidade da dinastia. Ella espera ir e encontrar o charmoso "Kit" (um apelido dado a ele por seu pai). No entanto, a madrasta a proíbe de participar e rasga seu vestido. Mas, como em todos os bons contos de fadas, a ajuda está perto, como uma mulher mendiga gentil, com uma abóbora e alguns ratos, muda a vida de Cinderela para sempre.

E, começamos a resenha:

Eu adoro filmes da Disney. sempre li estes contos quando criança, tanto para mim mesma, quanto para meus irmãos mais novos. Cinderella era o conto mais simples de todos, pois tudo que ela tinha que fazer era trabalhar, falar com ratinhos, correr e perder um sapato. Não havia maçãs envenenadas, nem bruxas que viravam dragões, ou uma rainha do mar em forma de polvo. Mas tudo bem, temos que entender que antigamente (e até mesmo quando a animação estreou em 1950) os tempos eram outros, as mulheres tinham um papel diferente na sociedade.

Então, quando assisti o filme, esperava uma adaptação da animação original. Não só uma versão em 'carne e osso', mas também uma visão diferente da vida da 'princesa' Disney. Mas... bem, não é bem assim. Então, pra mim, o filme foi um tanto decepcionante, pois foi totalmente blassè.

O elenco foi bem escolhido e todos cumpriram seu papel. Ella, apelidada de Cinderella (Lilly James, de Downton Abbey), era boazinha e enjoada. Caraca, que vontade de bater na criatura... Sim, eu sei que o filme seguiu a história da época, por isso que eu me decepcionei. Estava esperando uma Cinderella mais atual. Acho que Frozen mudou todos os conceitos de princesas que tínhamos. O príncipe 'Kit' (Richard Madden, de Game of Thrones) era chatinho e metidinho. Mas o ator é um gato, e não temos porque negar ou fingir que esteve muito mais chamativo e memorável como Robb Stark.

As meia-irmãs, Anastasia (Holliday Grainger, de The Borgias) e Drisella (Sophie McShera, de Downton Abbey) eram afetadas e supérfluas, bem como mandava o roteiro, e a madrasta (Cate Blanchett, da trilogia O Senhor dos Anéis) era má, porém não como eu imaginei que seria. Foi muito mais sutil do que me lembro da história original, em que a madrasta pisava em cima da 'Gata Borralheira' com vontade. Porém...

Eu gostei 3x mais da madrasta do que do resto todo do elenco. Ela tinha presença, sofisticação e tinha carisma. Vai entender? Que cabelo lindo era aquele! Eu quero aquele ruivo alaranjado em mim! E o vestido dela? Aquele verde floresta com um decote avantajado e todo 'so sexy for my love'... Muito mais impactante (pra mim) do que o azulão cinderélico.


Impagável foi ver Helena Bonham Carter, a eterna Bellatrix Lestrange da saga Harry Potter, com aquele vestidão branco imenso e estufado de fada-madrinha. O rosto, os olhares, o cabelo loiro engomado, as tiradas engraçadinhas. Ela se superou! Uma boa atriz que mostra de verdade que pode ser a vilã, mas também pode ser a mocinha e uma comediante.

Os efeitos especiais do filme não deixaram a desejar. Tudo relacionado à magia foi muito bem produzido, desde as estrelinhas cintilantes que saltavam da varinha de condão, à transformação da abóbora e dos animais antes e depois da meia-noite.



Confesso que também adorei o sapatinho de cristal, mas isso por causa da minha veia bellydancer divônica.

Enfim, é um daqueles filmes que eu assistiria porque não tenho nada melhor na TV, ou por uma curiosidade mórbida. Mas talvez, isso seja porque eu nunca me senti uma verdadeira 'princesa' Disney, com exceção da Bela (de A Bela e a Fera) que era destemida e amava ler. Eu adorava as Rainhas malvadas... Sentiu o drama?

E vocês, o que acharam do filme?

Bibidi-bobidi-boo (Bom entretenimento)!

Até + ver!






8 comentários:

  1. Não curti tanto o filme também, esperava mais pelo tanto de comentários que li a respeito dele.
    Beijos.
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Todo mundo falando que era incrível,mágico e tal e eu não vi nada de mais... Só o que salvou mesmo foi as caras da atriz Helena...
      Obrigada pela visita e comentário!
      bj-Ka!

      Excluir
  2. Ainda não assisti então não tenho opinião sobre.
    A Cinderela nunca foi a minha princesa preferida, mas até que gosto da história.
    Uma pena que pelo que você falou não ficou uma adaptação tão boa quanto era esperado. Vou tentar assistir nessas férias para chegar as minhas conclusões.

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa!
      O treco é o seguinte, eu nunca fui muito fã de princesas em geral. Gostei de A Bela e a Fera e quando bem criança era apaixonada pela Pequena Sereia, mas pelo fato de ser sereia. Também nunca fui muito fã da Cinderella.
      A minha maior decepção com o filme foi não ver uma repaginada nele. Malévola foi uma total repaginada na vilã e na história da Bela Adormecida.
      Mas a única coisa q fizeram com Ciderela foi tirar da animação. Mais nada. Por isso q me foi decepcionante. Entretanto, muitas amigas minhas adoraram o filme!
      Aconselho mesmo você ver e tirar suas conclusões. Aliás, aconselho a fazer isso sempre! XD
      Obrigada por vir! bj-Ka!

      Excluir
  3. Nu, meu primeiro comentário!! Ehhhhh!! Como a Michele fala "Alessandra, você é muito boiola", bem eu gosto de princesas, fui super empolgada e confesso com um pouco de receio ver o filme, pois esse filme de infância quando são adaptados para vida real geralmente me decepcionam e com Cinderela não foi diferente.
    Como sabia que ninguém iria querer ver o filme comigo, peguei minha mãe a levei ao cinema, uma inversão do passado!! Que fofo!! E para minha surpresa também foi um pouco decepcionante para ela também. no final ela fala "A irmã gorda não ficou boa!" rsrsr
    Enfim, não vou dizer que não gostei do filme, até gostei, veria de novo em uma quinta a noite ou um domingo na hora do Faustão.
    Realmente a Cinderela é entediante, mas para achei normal como qualquer heroína ou herói, o príncipe é bonito (ponto), mas eu sempre gostei mais dos vilões mesmo!! Mas antes de falar da vilã (o melhor do filme), gostei do fato do filme ser mais fiel ao filme da Disney e confesso que queria que fosse mais fiel, gosto de quando esses filmes são o mais fieis possível, senti falta das musiquinha. E no final sai do cinema senti falta de algo, tipo faltou algo nesse filme!!
    Vamos a Fada Madrinha!!! A atriz é ótima e deu mais um show como fada madrinha!! Adorei!! Uma das melhores partes do filme.
    E por fim o melhor do filme: A Madrasta!!! Outra atriz ótima e que deu todo diferencial ao filme, sem ela o filme seria completamente tedioso. Ela era linda, sofisticada, má, ambiciosa, ressentida, elegante, com os cabelos lindos!! Adorei!! Enfim concordo com você em relação a madrasta!!
    Vou ver se leio mais!! Bjss!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk.....
      eu nem me incomodo com adaptações e modificações, mas cara... Esse filme foi surreal. A madrasta e a fada madrinha bombaram.
      Obrigada por vir e por deixar um primeiro comentário ultra gigante! XD
      Eu sei como a vida é corrida no lab, n se esquenta... Só n pode deixar de ir no lançamento do meu bebê!
      volte qdo der!
      bj-Ka!

      Excluir
  4. Para alguns, não foi um filme que se destaca, mas para mim representou um filme da Disney a pena vê-lo para a sua produção e entrega de qualidade. Sem dúvida Cinderela é uma história clássica que você vai adorar, se não hsa visto, vai fazer você reviver a sua infância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como um filme da disney por si só, foi ótimo, mas é que estamos acostumados ver os "live-action" como releituras e as animações como os contos de fadas.
      Obrigada pela visita!
      Um beijo!

      Excluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...