menu

Sorteios

terça-feira, 25 de outubro de 2016

0 [Na Cena do Crime] Resenha [livro] - Vingança da Maré, de Elizabeth Haynes

Olá, amores!

O livro da vez é o Vingança da Maré, da Elizabeth Haynes

Fui completamente arrebatada pela autora quando li No escuro. Tive uma espécie de amor ensandecido pelo título. Então, era uma questão de necessidade ler todos os outros livros dela. 

Comprei todos, toda sorridente. Comecei a ler ainda no ônibus! Não podia esperar nem mais um minuto. Minha empolgação começou a morrer logo nas primeiras páginas (muitos emotions chorando).

Quer entender? Vamos conversar Na Cena do Crime!

Eu sou a Priscila, a colaboradora armada! ;)



Vingança da Maré
Autora: Elizabeth Haynes
Editora: Intrínseca
Gênero: policial
Ano: 2013
288 p.


Sinopse:
Depois de trabalhar arduamente por muito tempo alternando um emprego como executiva de vendas durante o dia com o de dançarina de pole dance à noite , Genevieve finalmente conseguiu juntar dinheiro para realizar seu sonho: comprar e reformar um barco e mudar-se para Kent, bem longe da estressante vida em Londres que tanto a aborrece. Tudo parece enfim perfeito. Até que, na festa de inauguração do barco, enquanto amigos de sua velha vida parecem zombar do que agora lhe é tão caro, um corpo aparece boiando próximo ao ancoradouro, e Genevieve reconhece a vítima. Ao perceber seu santuário flutuante maculado, e convencida de que sua vida também está em risco, Genevieve se vê novamente envolvida com o perigoso submundo de corrupção, crimes e traição do qual pensava ter finalmente escapado. E está prestes a descobrir os problemas de misturar negócios e prazer.


Alternando entre o passado e o presente, o enredo aborda a vida de Genevive, uma executiva inteligente e bem sucedida que trava uma batalha diária contra o machismo reinante no mercado financeiro e como se não bastasse tem como chefe um tirano explorador e babaca.


Cansada, Genevive sonha em deixar tudo para trás, sair de Londres e viver em um barco. Para tornar possível essa mudança, Gen aceita dançar em uma boate de luxo, onde ela pode unir o prazer da dança com o incrível retorno financeiro. Ela só terá que conciliar os dois empregos. 

Genevive não fazia ideia de onde estava se metendo.

Ela arrasa como dançarina. Inclusive você, leitor, se quiser, poderá ter uma aula completa sobre os passos de pole dance, com uma detalhada descrição. Quais sandálias utilizar e quais evitar, as roupas adequadas, as músicas e etc. Uma bola fora da autora, pois os trechos ficaram cansativos, chatos. Mas não foi isso que mais me incomodou.

Para massagear o ego da personagem principal, ela é a melhor, a mais bonita, a mais querida, todos os homens caem aos pés dela e Gen aceita todo tipo de proposta desde que paguem bem e não se preocupa nem um pouco com a origem dessa grana toda. Com isso ela consegue bastante dinheiro, mas não o suficiente.

Então, sete meses depois, ela recebe outra proposta irrecusável, Dylan (pelo qual me apaixonei, ok me julguem), um dos brutamontes da boate oferece uma quantia exorbitante para que Genevive guarde um pacote para ele, de conteúdo misterioso, mas há uma condição: ela terá que partir. Claro, ela aceita e aí que tudo desanda.

Fiquei empolgada: que diabos tinha no pacote, hein?

A quais caminhos a ambição pode nos levar?

O ponto alto do enredo se dá quando Genevive encontra um corpo e entra numa corrida desenfreada para salvar a própria vida e deixar o pacote em segurança. Aí, eu comecei a ficar de fato incomodada. Apesar de ser corajosa, Gen toma atitudes infantis e impensadas, e em diversas situações, idiotas. Ai, como eu queria bater na cara dela. E não foi uma vez só! Aff!


A solução do crime é extremamente simplória, previsível. Mas, eu pensava: calma, ainda tem o misterioso pacote, ele poderá salvar toda a trama. E quando finalmente descobrimos: Pah!! Tu fica mais decepcionada! E eu que pensava que era impossível. Fala sério! Que idiotice.

O melhor personagem do livro fica em segundo plano, infelizmente. E para completar, quando o livro acaba você fica olhando para o vazio pensando: tá, mas, e...? Como assim acabou dessa forma? Fiquei frustrada.

Vingança na Maré foi publicado pela Editora Intrínseca, capa e diagramação são boas. A fonte utilizada me incomodou um pouco, muito pequena.


Sobre a AUTORA:

ELIZABETH HAYNES foi criada em Sussex, na Inglaterra. Trabalha como consultora para o serviço de informações confidenciais da polícia e vive em Kent com o marido e o filho. No escuro é seu primeiro romance.

>> SITE PESSOAL <<


Narrado em primeira pessoa, Vingança na Maré não é um livro ruim, mas é fraco. 

Nem de longe poderá ser comparado com o aclamado No Escuro.

Beijos e até a próxima!



Priscila Ferreira, pernambucana. Leitora compulsiva e amante do gênero policial, tem mania de ler a última página primeiro. Extremamente competitiva, decidiu cumprir um desafio e escrever um livro, seu primeiro Romance - Um Encontro Fatal. Atualmente mora em uma belíssima praia do litoral sul de Pernambuco com esposo e filha.

CONTATO >> priscillaufrpe@hotmail.com





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...