sexta-feira, 14 de abril de 2017

11 Resenha [livro] - Vidas que se encontram, de Nana Garces (org.)

Bom dia! Bom feriado!

Não costumamos postar em feriados, especialmente os de cunho religioso, mas tivemos de abrir uma exceção. Sabem como é... nada como uma resenha de livro nacional! \o/

O livro da vez é uma antologia organizada pela autora Nana Garcesnossa parceira em 2016 que também publicou o conto Ode de Sangue, já resenhado aqui

A Antologia Vidas que se encontram foi publicada na Amazon pela Editora Essência Literária. Além da Nana, temos textos escritos por outras 2 autoras parceiras: Fê Friederick Jhones e L. L. Alves.

Vamos lá?

Vidas que se encontram
Org.: Nana Garces
Autores: Juliana Santander, Fê Friederick Jhones, L. L. Alves, Nana Garces.
Editora: Essência Literária
Gênero: antologia / contos / romance
Ano: 2016
70 p.


*Obra cedida pela autora no formato digital para resenha referente a parceria 2016. As opiniões são exclusivamente nossas. Não houve nenhum tipo de intervenção em nossos comentários.*

Sinopse:
Vidas que se encontram é uma antologia de quatro contos, onde cada casal encontra sua alma gêmea de maneiras inesperadas.




Eu particularmente já tomei tanta porrada do tal do amor, daqueles que diziam me amar, que passei a desconfiar demais de quem fala assim comigo. Passei a ter uma pequena aversão por qualquer romance, seja em livros, seriados, filmes ou da minha coleguinha de trabalho.

Mas nem por isso deixo de ler e manter a cabeça aberta. Especialmente quando são autoras lindas e amigas que escreveram.

E se... Se houvesse a possibilidade de encontrar sua alma gêmea ao sair de casa, tipo, esbarrando literalmente na rua e derrubando tudo que você carregava? Se fosse um dos seus pacientes? E se... tudo que precisa é vencer seus medos?


Em Vidas que se encontram, temos 4 contos, um de cada autora, mostrando 4 romances que pareciam simplórios e no final eram almas gêmeas. Quatro formas inusitadas de chegar a um resultado comum. Assim, como são só 4 contos, falarei um pouco de cada um.

Em O amor aconteceu (autora Juliana Santander), conhecemos Mônica Still, uma das colaboradores e criadoras de ideias da sessão de esportes da Revista Império. Mônica estava sempre atrasada para as reuniões, apesar de participar muito ativamente e ter ótimas opiniões.

E, então, seu chefe Pedro, resolveu que a edição de Junho seria inusitada: Mônica deveria escrever uma coluna sobre Romance, justo ela que achava tudo isso uma baboseira sem limites.

Para esquecer o inferno em que caiu, resolveu sair com seus amigos, incluindo Fabrício, amigo desde a infância. Ao final da noite, praticamente trêbada, ganha um beijo do amigo, "o melhor beijo de toda a sua vida". E... perde totalmente o rumo. Afinal, que raios significava isso? E que raios era aquilo que ela descobriu sentir?


"Chego a cozinha, meu estômago ronca e embrulha ao mesmo tempo. Fabrício se movimenta por ela, mexendo nos armários e dominando o fogão. Vi essa imagem milhares de vezes enquanto morava com meu pai. Mas com Fabrício é diferente, ele fica sexy fazendo isso e eu quero me chutar antes desse pensamento terminar."

Quando aconteceu (autora Fê Friederick Jhones) nos apresenta a história de Alícia Medeiros, gerente de um grande hotel que costuma receber várias celebridades, políticos e artistas, além de outros hóspedes ricos e cheios de manias que a deixavam profundamente irritada. Mas seus dias de irritação estavam prestes a acabar.

Ao erguer os olhos do balcão na recepção, é capturada pelo olhar espanhol do mais novo hóspede. Javier Dominguez tem o sotaque mais perfeito, os olhos pretos mais cativantes, o sorriso torto mais gentil e esbanja simpatia. Impossível para Alícia não ser mais simpática ainda, se aproximar demais.


Aos poucos, eles descobrem que tem muito em comum, além de fixação em trabalho. Será que eles se permitirão um pouco mais de si mesmos durante a semana em que ele está hospedado ali?

"(...) não existe um oceano entre nós, o que existe é um forte e inexplicável sentimento de pertencimento. Nós pertencemos um ao outro e sabemos disso."

Já no texto Traças (autora L. L. Alves) conhecemos Clarice Freitas, uma adolescente protegida demais por ser filha única. Quando digo protegida demais, quero dizer demais mesmo: horários controlados, aulas ultra demarcadas, somente durante a dança conseguia se sentir livre, ser ela mesma. Seus pais sabem de todos os seus passos. Bem, quase todos...

Acostumou-se a matar algumas aulas para ir toda semana no mesmo sebo, sentar no chão e conversar com aqueles livros antigos, com cheiro estranho, seus únicos amigos, únicos relacionamentos. Em uma dessas visitas, viu um rapaz estranho, com o mesmo costume estranho dela. Mas cadê a coragem? Dois anos se passam antes que Clarice se decida a enfrentar o mundo e reencontrar seu Pequeno-Grande Príncipe.

"A dança me desinibe e a vergonha não me acompanha mais. Apenas o receio me impede de me jogar nele como meus hormônios anseiam, de dizer que quero seu beijo, seu abraço, seus carinhos."

E, por fim, Estoy de acuerdo: um atendimento do destino (autora Nana Garces) narra a história de Anna Elisa Vasconcelos, uma médica decidida a ampliar seus conhecimentos. Ao retornar de uma especialização na Europa, é pega de surpresa por um tiroteio na área de desembarque, dentro do aeroporto de SP. Anna não é atingida e consegue ajudar vários feridos. Ao chegar no seu trabalho, um dos hospitais da região, conhece o paciente do quarto 13.

Em coma, não é possível conhecer realmente, mas Anna sente toda uma ligação com o rapaz, cujo nome Esteván constava no prontuário. Anna passou a visitá-lo todos os dias, muitas vezes a dormir no seu quarto, na esperança de que seu quadro mudasse. E então... uma reviravolta inesperada. Que fará Anna agora?

"Toda aquela loucura me manteve acordada até quase duas horas da manhã, quando o sono foi maior que a dor e finalmente eu pude dormir. sonhando com a sombra do que aquele homem deveria ser quando acordado."


A edição ficou bem organizada, sem nada de especial, as fostes e a diagramação é a padrão. Revisão ficou ótima! A capa é uma ilustração muito bem feita e representa a essência do livro. Descrição #pracegover: a capa parece apresentar um entardecer de outono, com cores alaranjadas e avermelhadas. A silhueta de um casal se beijando de mãos dadas pode ser observada relativamente ao longe, em uma rua arborizada, sob parte da luz do sol. O título do livro está em fontes cursivas brancas na parte superior da capa.


Minha opinião geral: os contos foram bem escritos, bem formulados, os personagens são críveis. É uma antologia que celebra o amor, os finais são felizes, a paixão é bem-vinda e inspiradora. É uma leitura rápida, fluida, gostosa. Até mesmo pra quem cansou de amar errado, como eu.

Cada conto tem sua beleza, ritmo, épocas e protagonistas. É interessante ver que as autoras não combinaram, mas mesmo assim, os contos parecem estar amarradinhos, você lê em um embalo só.

Aos corações apaixonados, mais um alento. Aos leitores românticos, uma mina de ouro! Apesar do meu coração estar sob os feitiços de Elsa, super recomendo! 



Sobre as AUTORAS:

Eu sou uma apaixonada por histórias e pessoas, minha primeira escolha então foi a Psicologia, as palavras sempre fazendo meu mundo ter mais sentido, palavra cantada, escrita, falada, eu amo qualquer tipo de arte. Sou uma boba que chora com dramas de amor, amo finais felizes e clichês românticos, gosto de torcer por personagens que só existem na minha imaginação e passo horas em mundos variados, criando-os ou conhecendo-os pela voz de outros. Escrevo porque preciso e não saberia viver sem isso, artigos, reflexões, frases, contos, poesias, romances, todos os meus pedaços que dou ao mundo. Lancei o meu primeiro livro Ímã de Traste pela Editora Tribo das Letras, Selo Métrica Pink. Sou mãe de uma lady peluda que se chama Belle e tenho um marido lindo chamado Deivid Jhones, de quem roubei o sobrenome. Nasci na terra do acarajé, mas moro na cidade do bolo de rolo. Prazer, eu sou a Fê!



OBRAS RESENHADAS:



L. L. Alves, nome artístico de Luene Langhammer Alves, é formada em Letras – Língua e Literaturas Inglesa pela Universidade Federal de Santa Catarina e escreve desde os 13 anos de idade, tendo produzido mais de dez livros e diversos contos. Começou a ter gosto pela leitura ao ler a famosa série Harry Potter e nunca mais parou de ser sugada pelos livros. Foi aos 13 anos de idade que concluiu seu primeiro romance, Mudanças, e descobriu que escrever era o que queria fazer pelo resto da vida. Em 2010 ficou deslumbrada com a ideia de uma saga e de um sonho inusitado surgiu Instituição para Jovens Prodígios, uma série de quatro volumes. Procurando aumentar seu estilo de escrita, a autora começou a escrever contos em 2014, do sobrenatural ao erótico. De um conto despretensioso chamado Desejo e devido ao apelo dos fãs, L. L. Alves escreveu seu oitavo livro: As GRANDES Aventuras de Daniella, trabalhando com uma protagonista acima do peso e suas buscas de autoconhecimento. Sempre lidando com temas delicados e que tiram o leitor de sua zona de conforto, publicou seu primeiro new adult que fala sobre depressão e suicídio, Sebo Fernandes, na Amazon depois do sucesso na plataforma Wattpad. L. L. Alves pretende continuar escrevendo cada vez mais livros intrigando o mundo com seus mistérios e fantasia, e nunca deixando a vontade de chegar à última página passar.

Foi uma leitura belíssima! Textos com os mais variados enfoques, todos convergindo para o mesmo tema.

Muito obrigada a Nana por ceder o livro ao blog e às demais autoras por terem escrito esse espetáculo literário!

Aos leitores, compartilhem mais esse livro lindo! Boa leitura! 

Até + ver!





Nuccia De Cicco é bióloga, Doutora em Bioquímica, escritora, poetisa, bailarina e blogueira. Carioca de paixão de Santa Teresa, é apaixonada por livros, seriados, tatuagens e lambidas caninas, além de ter uma queda saudável por cafajestes. Surda desde os 27 anos, é co-autora em nove antologias e publicou o livro “Pérolas da minha surdez”, uma obra sobre luta e força de vontade. Todas as suas facetas são mostradas no blog “As 1001 Nuccias”. Nele, a literatura impera!



11 comentários:

  1. Oiii
    Eu amo antologias... A gente consegue ver diferentes lados de uma mesma situação... Ameeei os contos. Acredito que celebrar o amor, com finais felizes e leveza é o que a gente precisa depois de um longo, cansativo e tenso dia de trabalho.
    Bjoo

    ResponderExcluir
  2. Nu, obrigada pelo carinho e apoio, viu? ♥ Obrigada por ler essa antologia tão romântica, apesar da sua pequena aversão com romances rsrs (eu super te entendo, não sou lá muito romântica na vida real, sabia? kkkk) Fico feliz que tenha curtido os contos de todas nós. Obrigada por ceder seu tempo e dar sua opinião nessa resenha tão bem escrita.
    Beijão, querida!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu tomei realmente aversão por romance ainda mais aqueles de encontrei a minha alma gêmea. Nem filmes do gênero assisto mais!
    Mas procuro ser bastante imparcial sobre o que eu penso quando se trata de ler um livro de um parceiro.
    Mas na questão aqui, vou deixar passar por enquanto quem sabe um dia ....
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Nu! Amo contos, tudo bem que eles deixam um gostinho de quero mais, mas amo mesmo assim. Gostei da premissa dos contos, todos parecem doces e delicados, fiquei curiosa para ler. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Nu, tudo bem?

    Ultimamente tenho lido bastante contos e me apaixonado por eles, pois cada um sempre consegue me apresentar algo que fascina meu coração e me desperta muita alegria. Eu já li um conto da Fê e gostei bastante, então creio que gostaria deste livro, principalmente por ter como tema central esse tal de amor que mexe tanto com nossos corações. Fiquei com muita vontade de ler!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá Nu,
    Ainda não conhecia essa antologia, mas achei ela bastante interessante. Recentemente adquiri vários eBooks da Fê Friederick Jhones e fiquei contente com o que você disse do conto dela.
    É muito bacana que o livro tenha te agradado, que a edição esteja organizada. Vou anotar a dica e espero ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Também estou nessa de quem cansou de amar errado, e não sou muito de ler contos, apesar de abrir exceções às vezes... E esse terceiro, do sebo... Ah, fiquei com muita vontade de ler! Vou deixar a dica do livro anotada por aqui, achei o conto do coma bem interessante também.

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Adoro antologias e romance que fala de almas gêmeas...
    Sou muito boba de amor, eu assumo então um livro de romance bem escrito mexe muito comigo.
    Espero poder ler esses, curti as histórias.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Adoro antologias e romances, então com certeza eu ia amar essa leitura! Como faz tempo que não leio histórias curtas, sua dica veio a calhar, na hora certa!

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    No momento estou lendo muitas antologias, e descobri um novo amor ♥
    Adorei essa, e com toda a certeza irei procurar para ler.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Olá.

    Achei bem legal essas antologias, o problema é que não estou tendo tempo no momento para outras leituras que não sejam as que já tenho separadas para ler. Estou tão atarefada de coisas do blog e faculdade, tantas coisas da faculdade para fazer/estudar, que não está sobrando tempo para mais nada. Mas assim que surgir um tempinho, eu tento ler essa obra.

    ResponderExcluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...