menu

Destaques

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

0 Resenha [conto] - A vovó chamou o Diabo para a ceia, de Juliana Daglio


Fala aí, leitores!

Sei que já tem um tempinho que o Natal passou, mas eu sou a maria atrasada das leituras, então deem um desconto aí!

É dia de resenha nacional, sim, senhores! E voltamos a ler contos!

Fãs de terror, tremei! A vovó chamou o Diabo para a ceia e ninguém sairá vivo depois de ler essa história escrita pela Juliana Daglio, publicada na Amazon!


Sobre o CONTO:

A vovó chamou o Diabo para a Ceia
Autora: Juliana Daglio
Editora: Amazon
Gênero: terror
Ano: 2018
60 p.

Sinopse:
“Poucas coisas nesse mundo têm mais de dois nomes; dentre elas está a realeza brasileira, as genitálias humanas, o próprio ato sexual, e, claro, o Diabo. Seria difícil escolher entre uma de suas múltiplas alcunhas.”

A Ceia de Natal está posta à mesa. A velha casa dos Vieira arrumada e enfeitada com luzes coloridas e guirlandas. Os quatro filhos da falecida matriarca já chegaram, três dos onze netos também vieram. Os sete membros da família estão sentados na sala, esperando para cumprirem o último desejo de Olegna: assistirem juntos o vídeo com suas últimas palavras. Quando o rosto da mulher aparece na tela, já abatida pela doença que ceifou sua vida, sua família mal pode acreditar nas palavras ouvidas. Ao que parece, há um convidado especial entre eles; as portas estão fechadas, os telefones mudos, o pavor se alastrando e os velhos problemas da família emergindo e trazendo o caos. A ceia não é mais feita de peru, farofa com uva passa e salpicão. A refeição principal agora são os pecados e a alma dos Vieira. Porque a Vovó chamou o Diabo para a Ceia, e ninguém vai sair vivo de lá.

SKOOB | AMAZON

*Livro do acervo pessoal da blogueira*



Eu não sou fã de Natal, mas se tiver que ler outro conto desse tipo, juro que posso mudar! E faço resenha com prazer dobrado!

O conto da Jubs é daqueles que podemos ler "em uma sentada" não consigo dizer isso sem rir safadamente, sim, eu sei que tenho problemas sérios, mas eu li em duas noites, porque é o meu horário principal de leitura.

A história é basicamente o título. A família Vieira precisa se reunir no Natal para atender ao último desejo da Vovó Olegna: juntar filhos e netos para assistirem ao vídeo que ela deixou gravado. Só que juntar uma família que se odeia é bem complicadinho, não acham?

"No vidro antigo do aparelho estavam os reflexos daqueles sete pobres diabos. Duas crianças, um jovem metido a músico, e quatro filhos órfãos de pai e mãe que mal podiam olhar na cara uns dos outros."

Pois bem, os 4 filhos de Olegna aparecem com alguns de seus filhos, muitos dos outros netos não. Sorte a deles. Mesmo assim, o vídeo é exibido e qual não é a surpresa ao descobrirem que a Vovó não é tão boazinha assim! Anos definhando na cama com uma doença, a velhice tomando conta, Vovó tinha umas cartas na manga.


E assim que o vídeo termina de ser exibido, o espetáculo começa. Uma tempestade de proporções homéricas estoura lá fora. Os Vieira se descobrem lacrados dentro da casa. Portas e janelas misteriosamente trancados. Sinal de celular? Mas nem! Luzes falhando. A ceia apodrecendo na mesa.

E então, as mortes. Um por um.

"Eu vou morrer. Não posso partir desse mundo sem falar uma coisa muito importante para a família que Deus me deu. Eu odeio vocês. Isso mesmo, eu odeio todos vocês."

O interessante é que cada um dos presentes sempre teve uma opinião formada sobre o outro e, como qualquer família, viviam das aparências, externando muito pouco. Mas estarem presos juntos, dentro de uma casa do qual todos fugiram, encarando-se o tempo inteiro e tendo de aguentar aquelas personalidades que tanto odeiam, faz cada segredo sujo vir a tona, cada xingamento ser proferido, cada decepção ser atirada nas faces uns dos outros.

Jubs destrincha a personalidade de cada familiar através da visão do outro. A dedicação exacerbada, a avareza, o complexo de Édipo, a psicopatia, a crença fervorosa, o ceticismo.

As mortes não poderiam ser as melhores! E resta a dúvida: a vovó fez mesmo um pacto e o diabo está entre os Vieira, exterminando-os a mando da idosa, ou... bem, nem posso analisar o final, pois seria um baita spoiler.

"O escarcéu de uma família cometida pela desgraça é coisa que se reconhece de longe, em qualquer lugar do mundo. Não tem língua nem credo. É só dor."

Eu conheço a Jubs desde o lançamento da segunda edição da Libélula, acompanhei os lançamentos de O Lago Negro, vi de perto a sacanagem da Arwen e pulei de alegria quando vi a contratação de Lacrymosa pela Bertrand Brasil.


Sua escrita sempre teve toques sombrios, mesmo que o foco não fosse matar leitores de susto ou de medo. Esse conto só vem mostrar que, desde a escrita de Lacrymosa, ela está mais do que preparada para fazer parte do grupo de autores que tocam o terror,

Gostei bastante, estou ansiosa por Lacrymosa e espero que os demais livros já escritos (sim, tem váááários) consigam sua casinha editorial em breve para que mais leitores possam morrer infartados e felizes.


"Para criar uma maldição, basta regar o solo com sangue e algum sofrimento."

O Natal passou, a ceia estragou, será que saiu algum Vieira vivo? Vai conferir. Vale a pena!



Sobre a AUTORA:

Vinte e poucos anos, Psicóloga Clínica, apaixonada por Psicanálise, viciada em Livros e amante do Rock Britânico. Desde criança foi vidrada em faz de conta e inventava inúmeros personagens para conversar. Assistia a filmes sobre vampiros já aos seis anos, mesmo que tivesse que se esconder atrás do sofá. Na adolescência, dizia que iria ser uma Libélula. Hoje em dia se diz uma adulta confusa, que ainda adora vampiros, não ganhou asas de libélula, mas escreveu um livro sobre elas, transformando seus personagens inventados em pessoas reais, embora sejam feitas de tinta e papel.



Espero que os corajosos gostem da leitura.

Leremos mais contos e antologias esse ano, por motivos de "estou a fim".

Mas... Novidade: próximas leituras serão escolhidas por vocês! Acompanhem o stories no instagram e a fanpage do blog para votarem no próximo livro!

Ah! A vovó chamou o Diabo para a ceia foi uma #dicadanu! O vídeo completo já está no Canal 1001. Confiram aí:



Até + ver!



O lançamento oficial de Cadeados está marcado! Anotem na sua agenda, passem lá para conversar, tirar fotos, comprar o livríneo, pegar autógrafos, ganhar marcadores, participar de sorteios! Nos vemos lá!


Não gosta de livro físico? Beleza! Tem Cadeados digital!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...